Postos da Ceasa intensificam ações de combate ao Covid-19

Responsável pela segurança alimentar e por garantir o abastecimento das famílias cearenses, a Ceasa-CE segue funcionando normalmente neste período de pandemia, cumprindo, porém, todas as determinações do Governo do Ceará e da Secretaria da Saúde do Ceará e adotando todas as medidas possíveis para minimizar a proliferação do novo coronavírus nos seus três entrepostos (Maracanaú, Tianguá e Barbalha).

Os produtos que abastecem o mercado atacadista estão chegando normalmente e as vendas têm se intensificado nos últimos dias, garantindo, assim, o abastecimento do comércio cearense e que não falte o alimento na mesa dos cearenses, destaca Maximiliano Quintino, presidente da Ceasa-CE.

E para orientar e esclarecer permissionários, autorizados, funcionários e usuários, a Ceasa-CE está realizando campanha educativa em seus três entrepostos, com cartazes, banners, faixas e carro de som, divulgando informações, principais sintomas, formas de transmissão, prevenção e combate ao COVID-19, além de disponibilizar em suas redes sociais, vídeos com orientações sobre como higienizar lojas, boxes e módulos.

Foram também intensificados os procedimentos de limpeza e higienização das áreas comuns da Ceasa-CE, com a ampliação da disponibilização de produtos de higiene, como sabão líquido e álcool em gel em todos os banheiros, na recepção do prédio administrativo e distribuição de máscaras para todos os funcionários.

A Ceasa-CE também ampliou a disponibilização de banheiros do tipo contêineres, intensificando a higienização e reabriu o banheiro público, completamente reformado para os usuários, que podem usar gratuitamente.

Fica proibido a partir de hoje (25/03), a entrada nos entrepostos de menores de 14 anos de idade e vendedores ambulantes, exceto merendeiras previa e regularmente cadastradas e identificadas com crachá.

Seguindo determinação do governador Camilo Santana, foram colocados em serviço domiciliar todos os funcionários da Ceasa-CE que estejam no grupo de risco (acima de 60 anos, diabéticos e portadores de doenças crônicas).

A Ceasa-CE, por meio do Ofício Circular nº03/2020, prestou todas as orientações necessárias aos permissionários e autorizados da central de abastecimento, bem como orientou aos mesmos que incentivassem as vendas por telefone e por meio telefônico, para que a ida ao entreposto seja somente em caso estritamente necessário.

O momento é de evitar aglomerações e de nos unirmos em prol de um bem maior, que é combatermos de forma eficiente e enérgica a proliferação do Covid-19, mas também de garantirmos, de forma segura, que não falte alimento ao povo cearense, finaliza o presidente da Ceasa-CE.

Leia a Anterior

Comissão permanente é criada para combater o coronavírus no sistema penitenciário

Leia a Próxima

Combate ao coronavírus: sem esperar pelo Governo Federal, Roberto Cláudio fortalece rede municipal da Capital