Precariedade no hospital de Maracanaú é denunciada

Usuários do Hospital Doutor Elísio Holanda, em Maracanaú, denunciam a precariedade daquela unidade de saúde. O local vive constantemente lotado e as pessoas que buscam atendimento, muitas vezes retornam as suas casas sem conseguir seu intento.

Usuários afirmam que pacientes ficam amontoados numa sala de espera sem ventilação. Outros setores sequer recebem pacientes, pois estão fechados para reforma. Não há informação sobre a suspensão do atendimento.

Nessa segunda feira, uma jovem de apenas 17 anos morreu, segundo familiares, por conta de negligência do hospital. O nome da jovem não foi divulgado pelos familiares com receio de represálias.

A Prefeitura de Maracanaú, em nota, diz que o aumento do número de pacientes no Hospital Municipal é uma questão sazonal devido a quadra invernosa, que gera viroses, gripes, entre outras doenças. Contudo, a emergência adulto e infantil do Hospital está com a equipe médica completa atendendo todas as demandas. Inclusive, mais de 16 mil pessoas são atendidas por mês na emergência do hospital, não só pessoas de Maracanaú, mas também dos municípios vizinhos.

Sobre a questão de negligência médica, a Direção do Hospital pede que essas denúncias sejam formalizadas na ouvidoria do hospital para que sejam tomadas as devidas providências.

Leia a Anterior

Acionistas movem ação coletiva nos EUA contra grupos frigoríficos brasileiros

Leia a Próxima

Governo quer dar 6 meses para estados e municípios reformarem Previdência