Prefeitura de Fortaleza restabelece atendimentos de rotina na Rede de Atenção Primária

Compartilhe:

Devido à tendência de estabilização do crescimento da Covid-19 em Fortaleza, seguida da retomada gradual das atividades, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) retorna com os serviços da Atenção Primária anteriormente suspensos. O retorno de atendimentos de rotina nos 113 Postos de Saúde do Município, que teve início na última segunda-feira (22), possui três fases e permanece com a manutenção de obrigações sanitárias rigorosas e uso de máscaras, de acordo com o último decreto.

A retomada se dá especificamente nos atendimentos de rotina, já que as Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) não deixaram de atender grupos prioritários como gestantes e portadores de tuberculose, além do calendário de vacinação.

De acordo com Rui de Gouveia, coordenador da Rede de Atenção Primária e Psicossocial da SMS, o atendimento retorna inicialmente aos pacientes do grupo de risco.

“À medida que formos progredindo em relação ao cenário da pandemia no Município, progrediremos também com o atendimento à população” afirma.

Durante a primeira fase, que vai até o dia 05 de julho, estão sendo retomadas consultas de acompanhamento de grupos prioritários (hipertensos, diabéticos, crianças, pessoas com transtornos mentais, tuberculose e hanseníase), por meio do acolhimento espontâneo aos pacientes que comparecerem às unidades. Também retornam os atendimentos do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) e a confirmação de consultas especializadas. Demandas mais graves estão sendo acolhidas em ambiente diferenciado dentro dos Postos.

Alguns outros serviços, durante esse período, estão sendo retomados parcialmente. Entre eles, estão as atividades laboratoriais, que retornam com 50% da demanda agendada, entre coletas domiciliares, busca ativa de pacientes com solicitações pendentes e realização de exames pré-operatórios. O Centro Especializado de Atenção ao Diabético e Hipertenso também volta a acompanhar os pacientes já cadastrados cumprindo 50% da agenda.

As equipes das unidades também retomam a busca ativa de faltosos no calendário de imunização e das usuárias com resultados de prevenção ginecológica alterados por meio de ligação telefônica.

Pacientes que não realizaram suas consultas devido ao período de isolamento social também serão contactados para novo agendamento, com atendimento na segunda fase, que deverá ser liberada após avaliação rigorosa do cenário epidemiológico da Covid-19 no Município, com previsão para o dia 06 de julho.

A terceira e última fase, de acordo com o cronograma inicial, tem início no dia 20 de julho, e corresponde ao retorno de todas as atividades desenvolvidas pelas Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS).

(*)com informação da A.I

Compartilhe:

Leia a Anterior

Auxílio emergencial: Governo estuda prorrogar benefício em parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300

Leia a Próxima

Cinturão das Águas: Ceará recebe mais R$ 54,5 milhões em recursos federais