Projeto-piloto da prova de vida virtual ainda não inclui segurados do INSS no CE

Compartilhe:

O projeto-piloto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a ser implantado, em agosto, para 550 mil segurados realizarem a prova de vida de forma virtual, ou seja, pelo celular, não tem, até o momento, a inclusão de beneficiários no Ceará. A informação é do Gerente-executivo do INSS em Fortaleza, Francismar Lucena, em entrevista, nesta sexta-feira, ao Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 24 emissoras no Interior + redes sociais do cearaagora).

Francismar disse que até o momento a direção nacional do INSS não repassou à Gerência Regional qualquer orientação ou informação mais detalhada sobre a prova de vida virtual. Ele destacou que os segurados não devem se apressar e precisam esperar o comunicado do INSS sobre o procedimento que comprova que o segurado está vivo e pode continuar recebendo o benefício.

Primeiro de tudo precisamos tranquilizar os cearenses. Enquanto o beneficiário não receber uma notificação solicitando a prova de vida, ele não precisa realizar o procedimento porque o serviço está suspenso no momento. Todos os segurados que precisam fazer a prova de vida serão notificados.

O Gerente-executivo do INSS da capital falou também sobre os profissionais que estão sendo treinados para atender a população e diminuir a fila de espera pelo benefício.

Nós já recebemos uma relação de servidores aposentados, seja ele militar, civil, ou até mesmo do INSS, que estão sendo treinados e irão trabalhar na parte de logística e análise de processos para concluir os pedidos de benefícios.

A prova de vida virtual vai facilitar o cotidiano dos beneficiários da previdência social que são obrigados, a cada ano, se deslocarem de suas casas até uma agência bancária. Muitas vezes esse deslocamento é marcado por transtornos porque os idosos moram em uma cidade e precisam viajar muitos quilômetros para fazer o teste e se apresentarem como vivos para não ter o benefício suspenso.

Atendimento agendado

O Gerente-executivo do INSS em Fortaleza, Francismar Lucena, disse, ainda, na entrevista aos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, que os segurados da Previdência Social que aguardam a abertura das agências devem, antes de saírem de casa, fazer o agendamento para o atendimento presidencial. A previsão do INSS é que as agências voltem a funcionar para o atendimento presidencial a partir do dia 3 de agosto. Francismar alertou que não adiante os segurados baterem à porta do INSS porque não haverá atendimento voluntário, mas apenas de quem tem agendamento.

Compartilhe:

Leia a Anterior

Auxílio: 19 milhões de beneficiários do Bolsa Família recebem 4ª parcela na segunda-feira

Leia a Próxima

Grupo prioritário têm até a próxima segunda-feira para se vacinar contra gripe