Tsunami invade política dos Inhamuns e atinge grupos de Domingos Filho e Genecias Noronha

Família Aguiar, sob a liderança de Domingos Filho, é acusada de noticia falsa sobre curso de Medicina emTauá; grupo de Genecias Noronha é atingido com cassação de mandatos e suspensão de direitos políticos

Um verdadeiro tsunami invadiu, nos últimos oito dias, a política da Região dos Inhamuns. O furacão atinge deputados federais e deputadas estaduais. O deputado  federal Genecias Noronha, ao lado da mulher e deputada estadual Aderlânia, que integram a cúpula estadual do Solidariedade, e o deputado federal Domingos Neto (PSD), ao lado da mãe e deputada estadual Patrícia Aguiar e do pai, ex-vice-governador Domingos Filho, ocupam os espaços do noticiário político local, regional e nacional com fatos negativos.

Confira as informações com o correspondente do Jornal Alerta Geral, Carlos Silva:

Genecias recebeu, na noite dessa quarta-feira, a notícia de que o Tribunal Regional Eleitoral, TRE, por seis votos a 1, o cassou por abuso do poder econômico nas eleições de 2018. A mesma decisão atinge, também, a mulher de Genecias, Aderlânia. Ambos tiveram, ainda, os direitos políticos suspensas.

Há, nessa decisão, um detalhe: Genecias e Aderlânia não perdem o mandato nesse momento e, por meio dos advogados Tibério Cavalcante e Vicente Aquino, segundo o próprio Genecias, irão recorrer ao TSE para provar inocência. No processo aparecem o prefeito de Parambu, Raimundo Filho, o vice-prefeito Júnior Noronha. Raimundo e Júnior não tem mandatos cassados, mas, pela decisão do TRE, ficarão com os direitos políticos suspensos.

O furacão na política da Região dos Inhamuns, passa, ainda, pelo grupo do ex-vice-governador Domingos Filho. O deputado federal Domingos Neto foi acusado, nessa quarta-feira, na Assembleia Legislativa, pelos deputados Leonardo Araújo (MDB)  e Audic Mota (PSB) de praticar estelionato contra a população da Região dos Inhamuns por anunciar a instalação do curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC) em Tauá.

O anúncio de Domingos Neto, feito ao lado da deputada estadual Patrícia Aguiar e do ex-vice-governador Domingos Filho, após audiência com o Reitor da UFC, Cândido Albuquerque, foi desmentido pela Secretária de Gestão, Trabalho e Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, e pelo Diretor da Faculdade de Medicina da UFC, João Macedo Coelho Filho.

Segundo Mayra e João Macedo, não haverá expansão do Curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará.  Os desdobramentos do furacão na política da Região dos Inhamuns, com mais informações e análises sobre a decisão do TRE que cassa mandatos e o anúncio, com desmentido, da instalação do Curso de Medicina da UFC em Tauá, ganharam destaque, nesta quinta-feira (13), no Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – RMF, 107.5 – RMF, + 25 emissores no Interior ) e pela Internet, com transmissão pelas redes sociais do cearaagora.

Leia a Anterior

MEC prorroga por dois dias o prazo de inscrição para o FIES

Leia a Próxima

Sarto, ao lado de Roberto Cláudio, trabalha para se viabilizar candidato à sucessão