Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou na tarde desta sexta-feira (6/4) o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em uma nova tentativa de evitar a prisão do petista. A solicitação foi indeferida pelo ministro Felix Fischer, da 5ª Turma da Corte. Com isso, o mandado emitido pelo juiz Sérgio Moro, que dá prazo para que ele se entregue até às 17h desta sexta, continua em vigor.

De acordo com a determinação do magistrado, Lula deve se entregar na sede da Polícia Federal em Curitiba até às 17h. Mas, até às 16h20 desta sexta-feira, o ex-presidente seguia reunido com correligionários na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Paulo.

Procurada pelo Correio, a 13ª Vara Federal de Curitiba informou que após o horário previsto, caso Lula não se entregue, a Polícia Federal deverá dar cumprimento à decisão judicial. A Polícia Militar de São Paulo informou que até o momento não recebeu nenhum pedido da PF para atuar de forma conjunta para garantir o cumprimento da ordem judicial.

O ex-presidente está reunido com sindicalistas. Centenas de pessoas acompanham o político, entre eles deputados, senadores e artistas.

Com Agências de Notícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp