Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma ação conjunta realizada pelas Polícias Civil do Estado do Ceará (PCCE) e Militar do Ceará (PMCE), na madrugada desta quinta-feira (25), resultou na prisão de um homem suspeito de cometer um homicídio que vitimou uma adolescente de 17 anos, identificada como Maria Raiane Aguiar de Souza. O crime aconteceu, na última terça-feira (23), no bairro Pici (Área Integrada de Segurança 06), mesmo local onde o infrator foi localizado e preso.

Equipes da PMCE foram acionadas na última terça, para atender a uma ocorrência em um imóvel situado na Rua Santa Clara, onde duas mulheres foram baleadas. Uma delas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito, enquanto a outra foi socorrida para uma unidade de saúde. Ao chegarem ao local, os militares da Força Tática (FT) comprovaram a veracidade do fato. Policiais civis do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também foram até o endereço citado. Foram colhidos detalhes da ocorrência no local e, a partir daí, foram iniciadas as buscas aos suspeitos.

Durante as diligências, os policiais da Força Tática foram informados sobre a possível localização do responsável pelo crime e seguiram até o local indicado. No imóvel, também no bairro Pici, os agentes de segurança encontraram Pablo Henrique Assis Felipe (18), sem antecedentes criminais após chegar a maioridade, mas com passagens pela Polícia enquanto menor. Ele foi identificado como o homem que efetuou os disparos contra as garotas.

Com base no que foi apurado, Pablo foi conduzido pelos militares até a sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde foi autuado em flagrante por homicídio e na Lei das Organizações Criminosas. A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da 6ª Delegacia do DHPP, mantém com as investigações, com o objetivo de identificar a possibilidade da participação de outras pessoas no crime. A motivação dos crimes é apurada pela equipes.

Denúncia

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso e na localização de outros suspeitos. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3257-4807, do DHPP, ou ainda para o número (85) 99111-7498, que é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

 

 

 

 

 

Com informação do SSPDS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp