Categorias
Ceará

Editorial: Após abusos contra os consumidores, Enel recebe primeira punição

Quando os consumidores cruzam os braços e ficam calados para não denunciar abusos, as empresas, que vendem produtos ou serviços, se sentem vitoriosas e no direito de manter o descaso.

Quando o silêncio é rompido e a população denuncia, surge uma luz de esperança para os direitos dos consumidores serem respeitados. Os cearenses têm sido vítimas, ao longo dos anos, da má qualidade dos serviços prestados pela Enel, e sofrem prejuízos quando equipamentos são queimados e os danos não são reparados.

O abuso mais recente foi a emissão, pela Enel, de contas em duplicidade. Milhares de consumidores foram surpreendidos com uma nova conta, dentro do mesmo mês. Com a duplicidade de contas, os órgãos de defesa do consumidor ficaram abarrotados de denúncias e, depois de alguns meses de briga, a Enel foi obrigada a assinar um Termo de Ajust amento de Conduta (TAC) para retirar a cobrança de multas e juros e parcelar a segunda fatura enviada à casa dos clientes.

O abuso custou, como multa à Enel, a importância de 348 mil reais. A multa, com esse valor tão baixo, diante de tantos abusos cometidos pela Enel contra a população, pode ser considerada apenas simbólica. A multa, representa, porém, uma resposta aos consumidores que devem sempre, gritar quando alguém ou alguma empresa vende o serviço e não o entrega.