Categorias
Policial

PRF apreende armas e munições em abordagem na BR-020 na tarde desta quarta-feira

Policiais Rodoviários Federais encontraram duas pistolas e um total de 93 munições em uma abordagem a um veículo no quilômetro 280 da BR-020, em Canindé.

No veículo estavam dois homens, duas mulheres e uma criança de três anos de idade. Os policiais informaram que, no momento da fiscalização, o condutor estava muito nervoso.

abordaram, por volta das 17:45 de desta quarta-feira (8), no km 280 da BR-020, em Canindé, o veículo Jeep Compass com 5 ocupantes, sendo 2 homens, 2 mulheres e 01 criança de 03 anos. No momento da fiscalização o condutor estava muito nervoso.

Vistoria da PRF encontra armas e munições em veículo. / Foto: Reprodução
Categorias
Política Nacional Destaque3

Bolsonaro assina decreto que muda regras sobre uso de armas

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta terça-feira (7), um decreto para alterar as regras sobre o uso de armas e munições. O decreto foi assinado em uma cerimônia no Palácio do Planalto e, de acordo com o governo, vale para colecionadores, atiradores esportivos e caçadores.

Durante discurso, Bolsonaro informou que o decreto prevê que o direito a 50 cartuchos por ano passará para mil; que os colecionadores, atiradores e caçadores poderão transitar com arma com munição e praças das Forças Armadas com dez anos ou mais de experiência terão direito ao porte de arma.

O nosso decreto não é um projeto de segurança pública. É, no nosso entendimento, algo mais importante. É um direito individual daquele que, porventura, queira ter uma arma de fogo, buscar a posse, que seja direito dele, respeitando alguns requisitos, declarou.

A medida muda regras para aquisição, registro, posse, porte e comercialização de armas e munições. De acordo com a Casa Civil, o decreto deve ser publicado nesta quarta-feira (8) no “Diário Oficial da União”.

 

 

Categorias
Política Destaque2 Destaque3

Bate Papo: decreto de armas de Bolsonaro ainda é rígido para o que se esperava

O Presidente da República Jair Bolsonaro assinou nessa terça-feira (15), durante cerimônia no Palácio do Planalto, o decreto que regulamenta o registro, a posse e a comercialização de armas de fogo no país, uma das principais promessas de campanha do presidente da República.

“Como o povo soberanamente decidiu, para lhes resguardar o legítimo direito à defesa, vou agora, como presidente, usar esta arma”.


Afirmou Bolsonaro, mostrando a caneta.

“Estou restaurando o que o povo quis em 2005”, acrescentou Bolsonaro mencionando o referendo realizado há 14 anos.

O decreto refere-se exclusivamente à posse de armas. O porte de arma de fogo, ou seja, o direito de andar com a arma na rua ou no carro não foi incluído no texto.

A assinatura do decreto ocorreu logo depois da reunião ministerial coordenada por Bolsonaro todas as terças-feiras, às 9h, no Planalto, desde que assumiu o poder em 1º de janeiro.

O assunto ganhou destaque no Bate Papo Político, no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 25 emissoras no Interior), com as análises dos jornalistas Beto Almeida e Luzenor de Oliveira, na edição desta quarta-feira (16).

A partir de agora, a posse de armas de fogo tem novos critérios. Quem tem interesse em comprar uma arma precisa atentar para as novas regas e não confundir posse com porte. Fique por dentro do assunto com as informações que chegam com o correspondente do Jornal Alerta Geral, Sátiro Salles:

Quem quiser comprar armas de fogo, vale a pena conferir dicas que traz o correspondente do Jornal Alerta Geral, Carlos silva:

Posse de armas: saiba o que muda com o decreto assinado por Bolsonaro como correspondente do Jornal Alerta Geral, Neto Rodrigues:

Decreto de Bolsonaro não muda não-permissão para porte e os tipos de armas que poderão ser compradas. Fique atento para não fazer confusão com as informações do correspondente do Jornal Alerta Geral, Carlos Alberto:

+ Mais sobre o assunto

Decreto de Bolsonaro divide Câmara. PT e PSOL preparam Ação Direta de Inconstitucionalidade

Ataques no CE: Moro classifica atos como medidas terroristas

Os ataques das facções criminosas no Ceará ganharam repercussão nacional e internacional e, nessa terça-feira, 15, em entrevista à Globo News, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, classificou os atos violentos como medidas terroristas e disse que o Estado caminha para a normalidade.

Com a cooperação entre o governo federal e estadual, os incidentes têm diminuído sensivelmente“.


Disse Moro, ao considerar que as ações do crime organizado foram

+ Veja também:

Sem iluminação, bandidos agem. Prefeitura e Enel deixam trechos da Abolição às escuras

Motoristas e pedestres que passavam pela Avenida Abolição, no Bairro Mucuripe, em Fortaleza, nesta terça-feira, não esconderam o medo ao andar ou dirigir com a escuridão. Trechos da Abolição tem as luzes dos postes apagadas, gerando insegurança no momento em que a população fica assustada com a onda de atentados. A Prefeitura e a Enel deixam de fazer o dever de casa.

Aprece tem chapa de consenso

Uma chapa de consenso foi denominada nesssa terça-feira (15) para o comando da Associação dos Prefeitos nos Municípios do Ceará (Aprece).
Fique por dentro do assunto com as informações que chegam com o correspondente do Jornal Alerta Geral, Sátiro Salles:

O futuro presidente da Aprece, Nilson Diniz, prefeito de Cedro, destaca que são muitos desafios para os municípios nos próximos anos:

Chuvas no Ceará

As chuvas que caem sobre o Ceará geram expectativas para uma boa quadra invernosa. Esperanças também são alimentadas sobre os reservatórios que abastecem a população na Grande Fortaleza e no Interior do Ceará. Para falar sobre isso, o Jornal Alerta Geral entrevistou nesta quarta-feira (16), o metereologista da Funceme, Davi Ferran. Acompanhe:

+ Leia também

Acilon entra no PR e assumirá comando do partido no CE em 2022

O prefeito de Eusébio, Acilon Gonçalves, abandonou o Patriotas e desembarca no Partido da República (PR), ao lado dos deputados estaduais Bruno Gonçalves, Nizo Costa e Apóstolo Henrique, e do deputado federal Mano Júnior. Acilon está em Brasília e, ao se filiar ao PR, recebeu o compromisso de assumir o comando da sigla no Ceará

Você pode ouvir essa e outras notícias no Bate Papo Político, do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 25 emissoras no Interior), na íntegra:

Categorias
Política Destaque2 Destaque3

Bolsonaro assina decreto de posse de armas às 11 hrs

Acontece nesta terça-feira, 15, uma cerimônia oficial para anunciar o conteúdo e realizar a assinatura do decreto que facilita a posse de armas, bandeira de campanha do presidente Jair Bolsonaro. A Casa Civil já havia informado, nessa segunda-feira, que o decreto seria divulgado pelo presidente.

A Presidência da República fará uma cerimônia oficial para anunciar o conteúdo e realizar a assinatura do decreto. O evento ocorrerá no Palácio do Planalto, às 11h, de acordo com a assessoria de imprensa da Casa Civil. Os detalhes do texto não foram divulgados.

Categorias
Destaque2 Destaque3

Governo edita medidas sobre porte de armas e fraudes na Previdência. Medida afeta 8 em 10 cearenses

Esta semana será de mudanças na legislação com a edição de um decreto e uma medida provisória (MP), ambos aguardando aprovação do presidente Jair Bolsonaro. Uma delas flexibilizará a posse de armas de fogo no país. A outra combaterá fraudes no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

As duas propostas passaram os últimos dias em fase de ajustes finais pela equipe técnica do governo e chegarão à mesa de Bolsonaro esta semana.

Fraudes

Bolsonaro também está prestes a assinar uma MP que visa a diminuir de R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões as perdas na seguridade social até dezembro. O secretário especial da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, esteve reunido com os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, na semana passada, para tratar do texto que promete fechar o cerco às fraudes em benefícios previdenciários.

Licença

A MP deve tirar do delegado da Polícia Federal (PF) a decisão de conceder ou não a licença apenas com base na justificativa do solicitante. “[Atualmente,] se o delegado não for com a sua cara, ele pode dizer não porque esse requisito da necessidade comprovada é subjetivo, depende do arbítrio do delegado. Com o decreto, isso desaparece”, disse o deputado Alberto Fraga.

Confira a matéria completa:

Decreto de Bolsonaro pode facilitar acesso a armas para 88,5% da população do Ceará

Oito em cada dez cearenses poderão ter acesso facilitado a compra de armas de fogo, com o decreto que o presidente Jair Bolsonaro promete assinar nos próximos dias. A autorização deverá ser simplificada para quem mora em cidades onde a taxa de homicídios por 100 mil habitantes é maior que 10. No país, conforme o Ministério da Saúde, a medida atingiria 3.485 das 5.570 cidades, ou 62% dos municípios do País, onde vivem 159,8 milhões de pessoas (76% da população brasileira).