Categorias
Cotidiano

Trecho da BR-116 terá bloqueio temporário no viaduto da Alberto Craveiro a partir desta quarta

Em decorrência das obras de duplicação do viaduto existente sobre a a BR-116, um trecho da rodovia será temporariamente bloqueado a partir desta quarta-feira, 25, para instalação das vigas do viaduto da avenida Alberto Craveiro.

As obras são de responsabilidade da Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), terão duração de 12 horas e têm conclusão prevista na próxima segunda-feira (30). A expectativa é de que a obra traga mais fluidez ao local, permitindo ligação a pontos importantes da cidade.

No local está sendo construído um novo viaduto, ampliando o sistema viário do equipamento já existente que, atualmente, possui quatro faixas de tráfego, com duas faixas por sentido. Com as obras, o viaduto passará a contar com oito faixas de tráfego, sendo quatro por sentido, além de ciclofaixa bidirecional e nova iluminação.

A PRF solicita aos motoristas que trafegam pela região que diminuam a velocidade nas proximidades do local para evitar acidentes.

Categorias
Cotidiano Destaque2

Caminhoneiros realizam paralisação na BR-116 em Horizonte

Um grupo de caminhoneiros realiza paralisação no quilômetro 43 da BR-116, em Horizonte, na manhã desta segunda-feira (22). O ato ocorre em protesto contra a nova resolução que estabelece os preços mínimos de frete rodoviário, abaixo do esperado pela categoria.

Houve tentativa de obstrução da via por volta das 6 horas da manhã, mas a ação foi impedida pela Polícia Rodoviário Federal (PRF). Muitos dos manifestantes deixaram o local logo após a ação da PRF. Outros permaneceram no trecho, mas estacionaram os veículos fora da rodovia. De acordo com a PRF, apesar da movimentação, o trânsito flui normalmente.

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão no local para controlar a movimentação. Apesar do protesto, o trânsito flui normalmente.

Categorias
Luzenor de Oliveira Destaque1

Heitor Freire manda recado a Roberto Cláudio: não tem municipalização do trânsito na BR 116

O deputado federal Heitor Freire (PSL) mandou, nesta segunda-feira (22), em entrevista ao Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), um duro recado ao prefeito Roberto Cláudio (PDT), que quer a municipalização de um trecho da BR 116 para implantação do corredor expresso na Capital: não tem municipalização!

Os estudos do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) mostram, segundo Heitor Freire, que é inviável a cessão do trecho para a Prefeitura porque, com a municipalização, serão implantados vários semáforos, deixando o trânsito lento.

Freire disse que o Ministro dos Transportes, Tarcísio Gomes, estava caindo no canto da sereia da conversa do prefeito Roberto Cláudio sobre a transferência do trecho da BR da União para o Município, mas a municipalização está descartada.

O deputado disse, também, já ter conversado com a superintendente do DNIT no Ceará, Líris Campelo, que apresentou ao Município as razões sobre a inviabilidade desse processo para a Prefeitura gerenciar o trânsito da BR 116 na Capital.

Único representante do PSL do Ceará na Câmara Federal e tendo a maior parte da sua votação em Fortaleza, Heitor Freire disse ser radicalmente contra à municipalização porque, segundo ele, a Prefeitura quer implantar de 10 a 14 semáforos no local.

Corredor expresso

A Prefeitura de Fortaleza tenta a liberação do trecho da BR 116, do KM 0 ao KM 10, para dar sequência às obras do corredor expresso, ligando o Centro da cidade, pela Avenida Aguanambi, a Messejana. A proposta é melhorar o fluxo de veículos, com faixas exclusivas para ônibus. Sem o trecho da BR 116 sob o domínio do Município, a Prefeitura não pode realizar qualquer obra nesse trecho da rodovia federal.

Categorias
Política Estadual Destaque3

AL realiza audiência pública para debater implantação do BRT na BR-116

Assembleia Legislativa do Ceará realiza, na próxima terça-feira (16), uma audiência pública para debater a “Municipalização da BR-116 do km 0 ao 10, para implantar o BRT”.

A implantação do corredor do BRT Messejana/Centro entra no impasse entre a Prefeitura de Fortaleza e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

A audiência foi requisitada pela deputada Fernanda Pessoa (PSDB), junto à Comissão de Viação, Transporte e Desenvolvimento Urbano e visa a debater o impasse. O BRT Messejana/Centro precisa da autorização do Dnit para que o trecho da BR-116 seja municipalizado.

O órgão alega que a municipalização é inviável com base em um parecer assinado, em fevereiro, pelo procurador federal da Advocacia Geral da União, Cleiton Furtado Cunha. Segundo o documento, o trecho faz parte da Rede de Integração Nacional (Rinter) e, de acordo com o artigo 18 da Lei Federal nº 12.379, fica proibida a transferência de trechos ou rodovias que integrem a Rinter.

O impasse já dura mais de dois anos. A Prefeitura tenta viabilizar a obra através de um convênio de delegação, que não necessita da municipalização. O procedimento já foi utilizado em intervenções semelhantes do km 0 ao 1 da BR-116, na primeira etapa do corredor expresso.