Categorias
Cotidiano Destaque3

Mega-Sena sorteia hoje (9), prêmio de R$ 80 milhões

Nesta segunda-feira (9), será sorteado o prêmio de 80 milhões de reais da Mega Senha, a partir das 20 horas (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa em SÃO PAULO, conforme o concurso 2185. Esta é a nona vez seguida que o prêmio acumula.

Para fazer a aposta, basta se dirigir a qualquer agência que seja credenciada da Caixa em todo país, até 19 horas, desta segunda-feira (9). A aposta mínima custa a partir de R$3,50. O apostador tem que acertar os seis a quinze sorteados pela Mega Sena para levar o prêmio, caso o contrário, volta a acumular para o concurso seguinte.

Categorias
Economia Destaque2

Pagamento do 13º de aposentados começa nesta segunda-feira

O pagamento da primeira parcela do abono anual do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa nesta segunda-feira. A medida representa uma injeção de R$ 21,9 bilhões na economia neste terceiro trimestre. Terão direito à primeira parcela do abono anual cerca de 30 milhões de benefícios.

Metade do valor do abono será pago nesta semana, seguindo o calendário de pagamento de benefícios do mês, e a outra metade nos cinco primeiros dias de setembro. Já a parcela dos 50% restantes será paga no final do ano, juntamente com os benefícios do mês de novembro.

O abono anual do INSS é conhecido como o 13º de aposentados e pensionistas porque é calculado da mesma forma que a gratificação de Natal dos trabalhadores, com base no valor da renda mensal do benefício do mês de dezembro de cada ano.

A antecipação do pagamento vai beneficiar aqueles que, durante o ano, tenham recebido auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria, auxílio-reclusão ou pensão por morte e demais benefícios administrados pelo INSS que também fazem jus ao abono anual.

Veja abaixo o calendário de pagamento da primeira parcela:

Benefício de até um salário mínimo (R$ 998)

Final Data
1 26/ago
2 27/ago
3 28/ago
4 29/ago
5 30/ago
6 02/set
7 03/set
8 04/set
9 05/set
0 06/set

Benefício de mais de um salário mínimo (mais de R$ 998)

Final Data
1 e 6 02/set
2 e 7 03/set
3 e 8 04/set
4 e 9 05/set
5 e 0 06/set

Veja agora o calendário de pagamento da segunda parcela:

Benefícios de até um salário mínimo (R$ 998)

Final Data
1 25/nov
2 26/nov
3 27/nov
4 28/nov
5 29/nov
6 02/dez
7 03/dez
8 04/dez
9 05/dez
0 06/dez

Benefício de mais de um salário mínimo (R$ 998)

Final Data
1 e 6 02/dez
2 e 7 03/dez
3 e 8 04/dez
4 e 9 05/dez
5 e 0 06/dez

 

Categorias
Economia

Na véspera de saques do PIS, Caixa tem tentativa de hackeamento em contas

Segundo o Correio Braziliense a Caixa Econômica Federal, por meio de nota, admitiu que sofreu uma tentativa de hackeamento na noite desta quarta-feira (14/8). Segundo o banco, o acesso tinha o objetivo de chegar até um sistema em que ficam guardadas informações cadastrais de cidadãos.

Os primeiros saques do PIS — para os nascidos em agosto — começaram nesta quinta-feira (15/8). Ainda de acordo com o banco, o sistema que armazena o FGTS não foi invadido. A Caixa reitera que as medidas para a segurança dos clientes foram reforçadas.

Confira a nota na íntegra:
“A CAIXA esclarece que identificou, na noite de 14 de agosto de 2019, tentativa de acesso indevido ao sistema corporativo que possui informações cadastrais de cidadãos e tomou as medidas necessárias para impedir a concretização de possíveis fraudes e garantir a segurança dos dados dos cidadãos. Esclarece ainda que não foi identificada tentativa de acesso indevido aos sistemas que armazenam as informações do FGTS.
 
A CAIXA utiliza as melhores práticas e ferramentas especializadas em segurança cibernética e atua constantemente na prevenção de eventuais ocorrências de fraudes, realizando monitoramento das operações e dos acessos aos sistemas que custodiam as informações dos seus clientes e dos cidadãos brasileiros que utilizam seus serviços.”
Categorias
Economia

Pagamento de seguro-desemprego por crédito em conta é adiado para janeiro

O início do pagamento do seguro-desemprego exclusivamente por meio de depósito em conta foi adiado para 1º de janeiro de 2020. A decisão de depositar o benefício diretamente na conta corrente ou poupança da Caixa Econômica Federal, sem ônus para o trabalhador, foi aprovada em dezembro do ano passado. Inicialmente, o prazo estabelecido era o dia 1º de julho de 2019.

A nova data foi estabelecida em reunião do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) realizada em maio, mas os motivos para o adiamento, no entanto, não foram divulgados. A decisão, já publicada no Diário Oficial da União, tem como objetivo a “aplicação das melhores práticas aos procedimentos operacionais”.

De acordo com coordenador-geral do Seguro-Desemprego e Abono Salarial, Márcio Borges, a medida traz economia, além de evitar o risco de fraude no recebimento do benefício – principalmente nos casos em que o requerimento do seguro-desemprego é realizado totalmente pela internet.

Segundo Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, cerca de 55% dos beneficiários já optam por receber o seguro-desemprego através dos depósitos em conta poupança ou simplificada. A pasta afirma que vai trabalhar em conjunto com Caixa para que o trabalhador seja devidamente informado sobre os novos procedimentos.

Até a nova data prevista, os pagamentos do seguro-desemprego serão realizados em três modalidades: por Cartão Cidadão, que permite saques em caixas eletrônicos e lotéricas; na própria agência da Caixa, em espécie; e em crédito em conta.

Categorias
Geral Destaque2 Destaque3

Acabou o fôlego: Construtoras não têm como manter empregos, alerta presidente do Sinduscon

O atraso na transferência de recursos do Governo Federal para as construtoras responsáveis pela construção de imóveis do Programa Minha Casa, Minha Vida no Ceará coloca em risco 6.000 empregos direitos na Grande Fortaleza e no Interior do Estado. Desse montante, para cada um emprego direto, o Programa gera outros três empregos indiretos – assim, aproximadamente, 18 mil empregos diretos e indiretos estão em risco. 

As empresas, segundo revelou, nesta quarta-feira (3), o presidente do Sinduscon (Sindicato das Construtoras do Ceará), André Montenegro, em entrevista ao Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), não têm mais fôlego para manter em dia os salários dos trabalhadores. Segundo ele, as construtoras (menores) investem e depois recebem o repasse, impossibilitado pelo atraso.

De acordo com o André, o Governo Federal havia assumido o compromisso de, na última semana de março, fazer o desembolso para as construtoras, mas o dinheiro não chegou e, segundo ele, o mês de abril começa com muitas dificuldades. O quadro, conforme enfatizou, é crítico, principalmente, para as pequenas empresas, que não têm capital para bancar as contas com dois ou três meses de atraso. O repasse é feito pela Caixa Econômica Federal.

Problema nacional:

Segundo André Montenegro, na Faixa 1 do Programa – que atende famílias com renda de até R$ 1.800,00 – as construtoras são prestadoras de serviço, ou seja, são pagas a medida em que realizam as obras. Assim, a dinâmica funciona com as construtoras investindo e depois recebendo. O repasse acontece, geralmente, 45 dias após a finalização das obras. Segundo André, o atraso chega a 90 dias.

Com isso, as construtoras que atuam no Programa avisaram ao Palácio do Planalto que vão começar a demitir trabalhadores. A defasagem no cronograma começou no início do ano. Com a promessa de que a situação seria regularizada, os empresários aguardaram até março. Como o dinheiro não veio, eles falam, agora, em dispensar até 50 mil empregados nos próximos dez dias. A dívida seria de R$ 450 milhões.

Dados da CBIC indicam que o Minha Casa, Minha Vida representa dois terços do mercado imobiliário brasileiro. O setor da construção, que chegou a empregar 3,4 milhões de pessoas, hoje emprega 2 milhões. O Ministério do Desenvolvimento Regional informou que não houve aviso formal de demissões, mas reconheceu que “tem recebido reclamações de pagamentos abaixo do necessário“.