Categorias
Deu Zebra

Sem Neymar, Brasil vence Peru por 3 x 1 e fica com título da Copa América 2019

A seleção relembrou os bons tempos e, com bom futebol e coletividade, bateu o Peru pela final da Copa América 2019. Neymar, o craque canarinho, assistia o jogo da arquibancada enquanto Gabriel Jesus e o cearense Éverton davam o tom da partida.

O Peru começou melhor e, com uma clássica marcação pressão, sufocou a seleção brasileira nos 15 minutos iniciais.

No entanto, como o ‘messias’ da seleção canarinho, Gabriel Jesus, que vinha sendo muito criticado por suas atuações sem gols – inclusive na Copa do Mundo 2018 – ressuscitou dentro da competição e, após uma semifinal marcante contra a Argentina, abriu as portas defesa peruana e fez um cruzamento sob medida para Everton Cebolinha abrir o placar logo aos 15 minutos de jogo.

Quando parecia que o jogo se encaminhava para terminar o primeiro tempo de 1×0, em um lance interpretativo e com a ajuda do VAR, o árbitro chileno Roberto Tobar Vargas marcou um toque de mão de Thiago Silva dentro da área e penalty para o Peru.

1×1 aos 44 minutos do primeiro tempo, com gol merecido de Paolo Guerrero, pela atuação durante a competição e ser o principal nome responsável por levar o Peru à grande final.

Foto: Reprodução.

Novamente, quando parecia que o primeiro tempo acabaria como estava, Gabriel Jesus faz o 2×1 aos 48 minutos. Fim da primeira etapa.

No segundo tempo, o Peru tentou de todos os modos. O corajoso treinador da seleção peruana, Ricardo Gareca, chegou à colocar 3 atacantes em campo, enquanto o Brasil perdeu Jesus em uma contestada expulsão aos 25 minutos.

Foto: Reprodução.

O jogo ganhou ares dramáticos. Com um a menos, Tite, o treinador da seleção brasileira, se viu obrigado a mexer: atacante por atacante, trocou Firmino por Richarlison, aos 29 minutos e colocou o zagueiro Militão no lugar de Coutinho aos 32 minutos do segundo tempo.

Em meio à pressão chilena, Everton Cebolinha, o autor do primeiro gol, sofreu pênalti aos 41 minutos do segundo tempo, que foi cobrado por Richarlison e convertido em gol. 3×1 e Brasil campeão da Copa América.

Foto: Reprodução.

Ton Silva

Categorias
Esporte Deu Zebra

‘Lampions League’: Leão não joga bem, mas vence – e isso já quer dizer muito!

Mesmo sem mostrar um grande futebol dentro de campo, o Leão se sagrou campeão da Copa do Nordeste diante do Botafogo da Paraíba – jogar mal e mesmo assim vencer pode, e deve, significar muita coisa. O Fortaleza jogou, nessa quarta-feira (29) e venceu pelo placar de 1×0.

O Tricolor, que já trazia uma vantagem conquistada no jogo de ida, no Castelão, abriu o placar logo aos 4 minutos do primeiro tempo, com gol – dele de novo – Wellington Paulista. As falhas no setor de criação e inúmero erros de passe não tiraram, no entanto, a beleza do título!

O título foi merecido

Mesmo não jogando o futebol que se esperava, o Leão foi lá e venceu! Mesmo sabendo das paixões que alimentam o futebol, é preciso deixar claro: o futebol apresentado está longe do que o Leão pode oferecer – justamente por isso, o título foi mais que merecido.

Dentro desse quadro, as estratégias adotadas foram eficazes, realistas e deram o resultado. Jogando três competições ao mesmo tempo, o time estava visivelmente cansado e sofreu, ainda, com a lesão de um de seus principais nomes: Edinho!

O resultado veio – isso precisa ser considerado em competições mais longas, como o Campeonato Brasileiro, afinal, jogar bem não é sinônimo de vitória! Agora, é preciso se preparar para os desafios maiores. O Leão tem dois jogos fora de casa que irão exigir, agora, sim, um bom futebol.

Ceni é o nome dele!

Sob comando de Rogério Ceni, o Tricolor conquista seu terceiro título em dois anos, sendo eles a Série B do Campeonato Brasileiro de 2018, o Campeonato Cearense e a Copa do Nordeste de 2019. Campeonatos diferentes mas que não divergem no sentimento: Ceni faz história no Leão!

Confusões

Fora do estádio, um grupo de torcedores do Fortaleza foram atingidos por uma bomba caseira. Todos os afetados foram atendidos pelo Corpo de Bombeiros, com ferimentos leves. Dentro do estádio, o jogo foi marcado por atos de violência nas arquibancadas.

As torcidas rivais brigaram entre si e foi necessário a intervenção da polícia e das forças de segurança para acalmar os ânimos. Aos 40 minutos do segundo tempo a partida foi interrompida porque torcedores precisaram de atendimento médico devido a confusão.

Categorias
Esporte Destaque1

Roger Carvalho marca e Fortaleza é campeão cearense de 2019

Com direito a um futebol eficiente, Rogério Ceni lideoru o Leão ao título estadual na Arena Castelão. O Vozão, que precisava vencer por dois gols de diferença, sequer conseguiu marcar o primeiro.

É necessário destacar os méritos de um time que soube administrar a vantagem que conseguiu no jogo de ida e a capacidade de ampliá-la com Roger Carvalho aos nove minutos do primeiro tempo.

Pode comemorar, torcedor do Leão!

Após a conquista do título cearense, o técnico do Fortaleza, Rogério Ceni, comentou sobre o futuro dele e o interesse do Atlético-MG. O treinador escutou os gritos de #FicaCeni da torcida do Fortaleza e foi muito festejado por todo elenco. Essa é a segunda grande conquista de Ceni no Tricolor do Pici, a primeira foi o título da Série B do Brasileiro de 2018.

Categorias
Esporte Deu Zebra Destaque2 Destaque3

Fim de jogo! Ferrão conquista a Taça dos Campeões 2019

Superior em seu modo de jogo, o Ferroviário bateu o Ceará pelo placar de 1×0, válido pela Taça dos Campeões 2019, no Castelão. O Tubarão marcou de cabeça, no final da primeira etapa, e sustentou o resultado durante o restante da partida. Lisca, mesmo expulso no intervalo do jogo, ainda tentou ser mais ofensivo, mas não conseguiu mudar o resultado.

O gol foi marcado aos 42′ do primeiro tempo pelo zagueiro coral Da Silva, com cabeçada forte após escanteio, sem chances para Fernando Henrique. Do lado do Ceará, o mais perigoso era o atacante Matheus Matias (chegando a botar uma bola no travessão), que fez sua estreia no jogo passado contra o Sampaio Corrêa.

+ Jogo é recheado de estreias, marca a final na Taça dos Campeões.

Na segunda etapa, sem Lisca no banco, o Vozão veio desorganizado e sem entrosamento, visto que grande parte do time fazia sua estreia. João Paulo, saindo do banco, ainda conseguia boas jogadas pela direita, mas sem sucesso. Depois, só Rick (atacante da base que entrou na segunda etapa) deu dor de cabeça aos zagueiros do Tubarão.

O Ceará ainda tentou marcar no final da partida, com João Lucas, mas, Gleibson, goleiro do Ferroviário fez um milagre e garantiu o título.

Já o Ferrão, voltou bem mais ligado para a segunda etapa. Mesmo não levando muito perigo à meta do Fernando Henrique, não sofreu muita pressão (axceto nos momentos finais). Com um defesa bem postada e mais confiante, à frente no placar, ainda quase marca com o artilheiro Cariús, no finalzinho do jogo. Fernando Henrique fez grande defesa.

O jogo acabou assim!! Zebra ou não, o Ferroviário bateu, de forma merecida, o Vozão, ganhando, assim, seu primeiro título no ano!