Categorias
Política Destaque1

“Existem divergências, mas a essência os une”, define Luzenor de Oliveira sobre carta assinada por governadores nordestinos

“Existem divergências, mas a essência os une” – assim, o jornalista Luzenor de Oliveira definiu, nesta sexta-feira (7), a carta assinada pelo governador cearense, Camilo Santana (PT), favorável a incluir estados e municípios nas mudanças da reforma da Previdência proposta pelo governo. Além de Camilo, outros oito governadores do Nordeste assinaram a carta.

No Bate Papo Político, Luzenor de Oliveira e Beto Almeida destacaram as três versões surgidas na quinta-feira (6), que, segundo eles, adotaram tons diferentes. Nas primeiras duas, com uma postura mais dura, o próprio Camilo Santana rejeitou o pedido de assinatura. Só na terceira, intitulada “Há um só Brasil que é de todos os brasileiros”, houve um consenso entre os governadores nordestinos.

O jornalista Beto Almeida falou, ainda, que os chefes estaduais da região se mostraram indignados com a postura adotada pelo governador de São Paulo, João Dória (PSDB) e Ibaneis Rocha (MDB), governador do Distrito Federal, e apostaram na assinatura de um documento que, apesar de favorável a entrada de estados e municípios na proposta, elenca uma série de pontos de divergência.

Acompanhe o documento na íntegra clicando aqui.