Categorias
Cidade Destaque3

Incêndio no centro: Duplex pega fogo

Um incêndio culminou uma casa Duplex, na Avenida do Imperador, no centro da capital cearense, por volta das 22h da noite, desta segunda-feira (16).

O fogo se alastrou por dentro do imóvel e foi controlado com a chegada de uma equipe do corpo de Bombeiros.

Testemunhas relatam que a dona do imóvel trabalha fazendo cortinas, material que teria contribuído para que as chamas se espalhasse. Moradores do local não foram feridos.

Categorias
Alverne Lacerda Trici FM

Região dos Inhamuns: extinção de casas de taipa, ataques de cobras e chuvas em julho

Boa notícia em Quiterianópolis: um convênio entre a prefeitura e a FUNASA pretende acabar com as famosas casas de taipa na região. O prefeito do município, Dr. Barreto, assinou um convênio para construir, no lugar delas, casas de tijolos de alvenaria.

Ao todo, 10 residências passarão por reformas. Além do benefício para essas famílias, casas de taipa são propícios para ser habitat do Barbeiro, o inseto que transmite a doença de Chagas.

Ataque de cobras

Agora, um alerta para o homem do campo: cuidado! Um agricultou pisou em uma cobra cascavel. A serpente mordeu o trabalhador, que foi levado para o hospital local e, por falta de soro antiofídico na Região dos Inhamuns, precisou ser transferido para Fortaleza.

Outro agricultou também foi picado por uma jararaca e precisou fazer o mesmo destino.

Chuvas

Alverne Lacerda também destaca o acontecimento de algo raro na região: Tauá registra chuvas no mês de julho.

“É inacreditável”, destaca o correspondente.

Confira as informações que foram ao ar no Jornal Alerta Geral desta sexta-feira, Alverne Lacerda:

Categorias
Política Nacional

Legalização da maconha medicinal é tema de audiência pública proposta por Eduardo Girão no Senado

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) agendou para esta terça-feira (9), a partir das 9h, uma audiência pública para debater a regulação, fiscalização e tributação da maconha medicinal e do cânhamo industrial no Brasil.

O senador cearense, Eduardo Girão (Podemos), foi um dos proponentes do debate. Girão suregiu nomes de alguns dos participantes, para diferenciar o canabidiol da maconha. Segundo ele, um “assunto tão delicado pede um amplo debate”.

A questão da maconha medicinal, expressão bastante difundida na sociedade, não se mostra verdadeira, e os especialistas apontados por nós terão a capacidade de diferenciar o uso terapêutico do canabidiol, do uso indiscriminado e nocivo à saúde da maconha e suas 500 substâncias psicoativas — pontuou Girão.

EUA, Uruguai e ONU

A proposta analisada na CDH foi uma iniciativa da ONG Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (Reduc). Os representantes da ONG informam que o texto baseia-se em legislações já em vigor nos estados norte-americanos da Califórnia, Nova York e Oregon, assim como no Uruguai.

Também garantem que o texto obedece à Convenção Única sobre Entorpecentes (ratificada pelo Decreto 54.216, de 1964) e à Convenção sobre Substâncias Psicotrópicas (ratificada pelo Decreto 79.388, de 1977), tratados internacionais assinados pelo Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU).

Os cidadãos podem participar da audiência, enviando perguntas ou comentários através do portal e-Cidadania (www.senado.leg.br/ecidadania) ou por ligação telefônica gratuita (0800 612211).

(*) Com informações da Agência Senado. 

Categorias
Cotidiano Destaque3

Caixa Econômica Federal conclui a entrega de 117 casas do Programa Minha Casa Minha Vida em Russas

A Caixa Econômica Federal de Russas, no Vale do Jaguaribe, entregou 117 unidades habitacionais do Residencial Nossa Senhora do Rosário II, do Programa Minha Casa Minha Vida – Faixa 1 – do Governo Federal.

As famílias já começaram a fazer suas mudanças, após anos de espera e ansiedade para ter um canto para chamar de seu.

Agora, Foto

O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral desta sexta-feira e o correspondente Cid Ferreira tem mais informações sobre o assunto:

Categorias
Cotidiano

Assembleia Legislativa celebra primeiro ano de atuação da Casa da Mulher Brasileira no Ceará

A Assembleia Legislativa homenageia, nesta segunda-feira (01/07), o trabalho que a Casa da Mulher Brasileira está fazendo no Ceará, desde dezembro de 2018, quando foi inaugurada no Estado. A sessão solene será realizada às 15h, no Plenário 13 de Maio, por solicitação da deputada estadual Augusta Brito (PCdoB), procuradora Especial da Mulher na Casa.

Segundo Augusta Brito, a Casa da Mulher Brasileira é um centro de atendimento humanizado e especializado à mulher em situação de violência doméstica, integrando em seu espaço serviços de triagem, apoio psicossocial, serviço de promoção de autonomia econômica, espaço de cuidado para crianças, alojamento de passagem e central de transportes. “O equipamento possibilita o acolhimento das mulheres que sofrem violência e o encaminhamento da denúncia de forma ágil e especializada”, explica.

A Casa da Mulher Brasileira realizou 21.907 atendimentos no primeiro ano de funcionamento, incluindo os retornos. “Números alarmantes, mas que ainda não representam o real número de mulheres que sofrem violência todos os dias”, pontua.

Doze meses depois da abertura, o saldo de acolhimentos aumentou 25%, uma vez que os 12.175 garantidos nos seis primeiros meses de 2019 já superam o acumulado de todo o ano passado (9.732). Ao todo, 21.907 atendimentos foram registrados, conforme levantamento da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), acrescenta a parlamentar.

O espaço reúne unidades do Juizado Especial, Núcleo Especializado da Promotoria, Núcleo Especializado da Defensoria Pública, Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, alojamento, brinquedoteca, apoio psicossocial e capacitação para autonomia econômica.

Na ocasião, serão homenageadas a coordenadora da Casa, Daciane Barreto; a secretária da Secretaria de Proteção Social (SPS), Socorro França; a secretária Executiva de Políticas para a Mulher, Denise Aguiar, além de Camila Silveira, Darte Sousa, Lourdes Goes e Sônia Cordeiro, que colaboraram para a implantação da Casa da Mulher Brasileira no Ceará.

Categorias
Cotidiano

Casa da Mulher Brasileira completa um ano de atendimento em Fortaleza

A Casa da Mulher Brasileira completa, neste mês de junho, um ano de atendimento. Neste período, mais de 20 mil mulheres passaram pelo equipamento. Para celebrar a data, a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) realiza na próxima quarta-feira (26) uma programação voltada às mulheres atendidas e à comunidade do entorno.

Dentre os serviços ofertados estão emissão de RG e CPF, capacitação para elaboração de currículos e postura profissional, além de aulas de zumba, balé e ritmos, oficinas, rodas de conversas e terapias holísticas. As ações iniciam às 8h e seguem até as 17h.

Durante todo o dia, os órgãos instalados na Casa estarão ofertando atendimento e divulgando suas ações. Haverá também divulgação de outras políticas da SPS, como o atendimento a pessoas trans, a Ouvidoria Estadual de Direitos Humanos e as políticas voltadas para a igualdade racial.

“Costumo dizer que a Casa é para as mulheres o que o casulo é para as borboletas, é nesse espaço que elas são cuidadas, se transformam e saem prontas para desbravar o mundo a partir de suas possibilidades”, destaca Daciane Barreto, coordenadora da Casa.

Serviços da Casa

Recepção, Acolhimento e Triagem, Apoio Psicossocial, Delegacia Especializada, Juizado, Ministério Público, Defensoria Pública, Promoção da Autonomia Econômica, Central de Transporte, Ilha Digital e Brinquedoteca.

Serviço:

Data:26 de junho (quarta-feira)
Horário: 8h às 17h

Local: Rua Tabuleiro do Norte com Teles de Sousa, Couto Fernandes

Programação

08h às 12h – Serviços: Vacinação – Aferição de pressão – teste de glicemia

09h às 16h – SPS / Balcão da Cidadania – Emissão de rg e cpf

Atividades

8h – Abertura

Biodança com a Psicologa Alana Alencar

8h30 – Oficina “Cuidando do Cuidador” com a Enfermeira Isabele de Souza e a Psicologa Yárita Crys Alexandre – Centro de Referência da Mulher / CMB

08h40 Oficina sobre brigada de incêndio e primeiro socorros com a Polícia Civil

8h20 – Quadrilha – SECULT – Estacionamento

09h às 10h Elaboração de Currículo e Postura Profissional com Cláudia do CIEE

9h – Aula de zumba com Grupo de Bem com a Vida – Estacionamento

09h às 12h Orientação Nutricional com os discentes do Curso de Nutrição da UECE

09h30 – Aula de Defesa Pessoal com o Inspetor da Polícia Civil Francisco Sá

10h às 17h Oficinas sobre Tecnologia da Informação

10h20 – Ballet com Vitória Regia Ribeiro – Estacionamento

11h – Grupo PM Prevenção e Arte – Estacionamento

11h – Aula de Ioga com a Professora Lidiane Alves

11h30 – Roda de Capoeira – Estacionamento

Tarde

13h – Apresentação do Circo Escola – Estacionamento

13h30 – Grupo de Chorinho do Espaço Viva Gente – Estacionamento

14h30 – Coletiva de Imprensa com apresentação dos dados e perfil das mulheres atendidas pela Casa

14h às 16h Oficina “Cuidando do Cuidador” com a Enfermeira Isabele de Souza e a Psicologa Yárita Crys Alexandre

14h30 – Solenidade com as autoridades e instituições presentes – Estacionamento 15h10 – Aula de Ritmos com o Professor Porfírio – Estacionamento

15h Roda de Conversa sobre Violência Obstétrica com Amanda Oliveira do Grupo de Doulas

16h Oficina de Maquiagem com Andreza Oliveira

16h – Grupo de dança Fit Dance – Estacionamento

16h30 – Quadrilha Geração Profeta, do bairro da Aerolândia – Estacionamento

Categorias
Cultura Destaque1

Sepultado o corpo de Haroldo Serra, fundador do Comédia Cearense, aos 84 anos. Governo do Estado publica nota de pesar

Faleceu o teatrólogo Haroldo Serra, fundador do grupo Comédia Cearense e ex-diretor do Theatro José de Alencar, neste domingo (16) aos 84 anos. A causa foi uma parada cardíaca.

“Partiu o Mestre Maior do Teatro Cearense. Agora vai atuar no palco celestial, as nuvens serão as cortinas e as estrelas os refletores. Lutou até o último segundo como fez sempre so longo dos seus bem vividos 84 anos, mas seu coração não era de pedra”, escreveu o filho de Haroldo Serra.

O Governo do Estado do Ceará publicou uma nota sobre o falecimento de Haroldo. Confira:

O Governo do Ceará expressa profundo pesar pelo falecimento do ator, diretor e teatrólogo Haroldo Serra, que nos deixou aos 84 anos. Reconhecido como o “Mestre do Teatro Cearense”, Haroldo brilhou nos tablados por mais de 60 anos, sendo figura exponencial no desenvolvimento da cultura cearense e do teatro brasileiro.

Fundador da Com édia Cearense, e natural de Tamboril, ele foi o responsável por formar gerações de atores e produtores culturais do Estado.

Ao mesmo tempo em que lamenta o falecimento de Haroldo Serra, o Governo do Ceará reconhece a trajetória única dele e estende as homenagens para familiares e fãs do mestre.

Grande palco de Haroldo, o Theatro José de Alencar, celebra 109 anos, nesta segunda-feira (17), com programação especial em homenagem ao ator, que já chegou a ser diretor do equipamento.

Uma vida dedicada aos palcos

Haroldo Serra comemoraria, em 2019, 62 anos de sua estreia nos palcos. Em setembro de 1957, subiu aos palcos pela primeira vez em “Lady Godiva”, de Guilherme Figueiredo. Naquele mesmo ano, fundou a Comédia Cearense, um dos grupos de teatro mais antigos do País. Aos 16 anos, já em Fortaleza, trabalhou na Rádio Iracema. Exerceu a profissão de radialista por 14 anos. Nos anos 50, cria o Teatro Experimental da Arte, ao lado de B. de Paiva, Marcus Miranda e Hugo Bianchi. A Comédia Cearense nasce pouco depois.

Haroldo Serra dedicou-se exclusivamente ao teatro através da Comédia Cearense, ao lado da mulher, Hiramisa Serra, também atriz e exímia figurinista, e do filho Hiroldo Franklin Serra, atual diretor do grupo. Pela companhia ultrapassaram a marca de 100 espetáculos apresentados. Entre os prêmios conquistados, destacam-se os prêmios de Melhor Diretor, Melhor Ator e Melhor Cenógrafo – no Festival de São José do Rio Preto (SP). Trouxe para o Ceará ainda os troféus de Melhor Espetáculo com a peça de Gastão Tojeiro, “O Simpático Jeremias”, e de Melhor Espetáculo pela Comissão Julgadora e Júri Popular com a peça “O Morro do Ouro”.

Categorias
Saúde Destaque2

Atendimentos e internações aumentam em hospitais filantrópicos no Ceará

O Ceará tem, atualmente, 93 estabelecimentos de saúde sem fins lucrativos que, no ano de 2018, realizaram 9.899.133 atendimentos ambulatoriais, ao todo, segundo dados do Ministério da Saúde.

Esse número equivale a um crescimento de 732.370 em relação a 2017, quando foram feitos 9.166.763 atendimentos em todo o Estado. A quantidade de internações hospitalares nas unidades também aumentou, de 187.942, em 2017, para 211.832, em 2018.

Os atendimentos ambulatoriais feitos nas entidades filantrópicas do Ceará em 2018 custaram mais de R$ 164 milhões, de acordo com o Ministério da Saúde. Em 2017, os atendimentos somaram R$ 157,7 milhões. O déficit das unidades não foi informado porque, segundo a Federação das Misericórdias e Entidades Filantrópicas do Estado do Ceará (Femice), depende do repasse dos órgãos, que é diferente para cada área e cumulativo.

Indo de encontro ao aumentos em atendimento e internação de pacientes, o repasse financeiro para estabelecimentos de saúde sem fins lucrativos permanece estagnado e insuficiente.

“Nós temos 42 unidades filiadas, e praticamente todas têm déficit financeiro. Hoje, um dos maiores problemas é o subfinanciamento”, explica o presidente da Federação das Misericórdias e Entidades Filantrópicas do Estado do Ceará (Femice).

O repasse feito às unidades pode acontecer de duas formas, a depender do contrato do hospital: de acordo com a produção, que paga de acordo com o que é realizado, ou por contratualização, quando é destinado um valor fixo independentemente da quantidade de procedimentos feitos no equipamento.

Categorias
Saúde

MP sobre empréstimos a santas casas é aprovada também no Senado

O Senado aprovou, na noite desta quarta-feira (24), a Medida Provisória 859/18, que viabiliza o uso de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para empréstimos a santas casas e hospitais filantrópicos. Com a aprovação, o texto segue para a sanção presidencial.

O texto aprovado estabelece em, no máximo, 3% o adicional de risco para empréstimos com recursos do FGTS a santas casas e hospitais filantrópicos e sem fins lucrativos.

“O Brasil tem 2,1 mil santas casas e apenas 10% têm situação financeira equilibrada. Conseguimos junto às instituições bancárias e às santas casas um percentual que fosse possível para ajustar as contas”

Disse a relatora da MP, senadora Daniella Ribeiro (PP-PB).

A MP havia sido aprovada no plenário da Câmara dos Deputados minutos antes, e os senadores decidiram esperar a chegada do texto para votá-lo ainda hoje. A decisão do presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), amparada pela maioria dos senadores, foi baseada na data de expiração da MP. A medida perderia a validade nos próximos dias, e havia risco de não ser votada, uma vez que o feriado de 1º de maio, na próxima quarta-feira, deverá esvaziar o Senado durante toda a semana que vem.

O texto da MP estabelece como um dos critérios que as santas casas e os hospitais filantrópicos atendam pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Pela medida aprovada, também foram incluídas as instituições sem fins lucrativos que ajudam pessoas com deficiência. Antes da proposta, o FGTS era restrito à aplicação em habitação, saneamento básico e infraestrutura urbana.

Além disso, o risco dos empréstimos aos hospitais filantrópicos ficará a cargo da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os três bancos são os agentes financeiros da linha de crédito. A taxa de juros da linha de crédito para os hospitais filantrópicos será limitada a uma das modalidades de financiamento habitacional, que está entre 7,85% e 9% ao ano.

Categorias
Política Destaque2 Destaque3

Contas previdenciárias: o Ceará fez o dever de casa desde 2016

O governador Camilo Santana defendeu nesta quarta-feira (20) que o deficit da previdência publica dos estados seja incluído também na proposta apresentada pelo Governo Federal ao congresso nacional a na área da reforma previdenciária.

Segundo o governador, é unanime a necessidade de uma reforma previdência no Brasil, e importante também que os déficits dos estados entrem nessa conta.

Para o jornalista Beto Almeida, o Ceará fez o dever de casa bem antecipado sem precisar de qualquer pressão em torno dessa reforma da previdência do Governo Federal. O Estado equilibrou suas contas previdenciárias no final de 2016 e dispõe de uma contrapartida: o servidor paga a alíquota de 14% e o Governo entra com a contrapartida de 28%.

Contrapartida essa que a gente ainda não sabe como vai ficar no âmbito do Governo Federal, ressalta o Beto Almeida.

Confira a sonora do governador Camilo Santana, que foi ao ar nesta quinta-feira (21) no Jornal Alerta Geral: