Categorias
Cidade Destaque3

Contrariando a previsão de cenário desfavorável para chuvas, Fortaleza tem manhã chuvosa

Diferente do habitual, a manhã desta quarta-feira (16) não amanheceu ensolarada na capital da terra do sol. Contrariando previsões da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), que indicavam nebulosidade variável em todo o Ceará até quinta-feira (17).

Segundo o órgão, o Ceará não teria um cenário favorável a chuvas até, pelo menos, entre terça (15) e quinta-feira (17). “De acordo com as atuais condições de tempo, há uma maior concentração de nuvens sobre a região mais ao sul do estado, porém, sem relação com cenário para precipitações. A tendência é que o Ceará tenha céu variando entre parcialmente nublado e claro nestes três dias”, divulgou a Funceme nessa terça-feira (15).

Categorias
Alverne Lacerda Trici FM

Região dos Inhamuns: extinção de casas de taipa, ataques de cobras e chuvas em julho

Boa notícia em Quiterianópolis: um convênio entre a prefeitura e a FUNASA pretende acabar com as famosas casas de taipa na região. O prefeito do município, Dr. Barreto, assinou um convênio para construir, no lugar delas, casas de tijolos de alvenaria.

Ao todo, 10 residências passarão por reformas. Além do benefício para essas famílias, casas de taipa são propícios para ser habitat do Barbeiro, o inseto que transmite a doença de Chagas.

Ataque de cobras

Agora, um alerta para o homem do campo: cuidado! Um agricultou pisou em uma cobra cascavel. A serpente mordeu o trabalhador, que foi levado para o hospital local e, por falta de soro antiofídico na Região dos Inhamuns, precisou ser transferido para Fortaleza.

Outro agricultou também foi picado por uma jararaca e precisou fazer o mesmo destino.

Chuvas

Alverne Lacerda também destaca o acontecimento de algo raro na região: Tauá registra chuvas no mês de julho.

“É inacreditável”, destaca o correspondente.

Confira as informações que foram ao ar no Jornal Alerta Geral desta sexta-feira, Alverne Lacerda:

Categorias
Cidade Cotidiano

Ceará segue com condições favoráveis às chuvas no fim de semana

As condições meteorológicas observadas pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) na manhã desta sexta-feira (14) indicam continuidade das chuvas até, pelo menos, o próximo domingo (16).

Para hoje, a tendência apontada ontem pelos meteorologistas segue sem mudanças. A indicação é de céu nublado com eventos de chuva no centro-norte do estado. Tal cenário aponta que as precipitações deverão atingir mais de 50% da área sob previsão, não indicando, de forma obrigatória, registros em todos os municípios. Já para o sul, há possibilidade (precipitação de 5% a 20% da área).

Para sábado (15), as macrorregiões do Maciço do Baturité e Jaguaribana terão chuvas isoladas, além da faixa litorânea. Ou seja, a área de abrangência será relativamente menor. Na Ibiapaba, há possibilidade de chuva. Já para as demais áreas, a previsão é de apenas nebulosidade variável.

Por fim, para o domingo, a Funceme prevê uma nova redução na área de abrangência do estado. A indicação é de possibilidade de chuva no litoral, no Maciço de Baturité e na região Jaguaribana. Nas demais áreas, céu variando entre claro e encoberto ao longo do dia.

Apesar da previsão indicada na manhã desta sexta, o corpo técnico da Funceme realizará novas análises na tarde de hoje e ainda nas manhãs do fim de semana. Caso seja necessário, os meteorologistas farão alterações conforme o observado por meio de satélites e modelos numéricos.

Ondas de Leste

O Ceará vai registrando seu terceiro dia consecutivo de precipitações expressivas. Tais acumulados têm sido concentrado, principalmente, nas áreas vizinhas ao litoral. O cenário é associada à atuação de um Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL), também conhecido por Ondas de Leste.

O DOL é um sistema atmosférico típico deste período do ano e provoca chuvas mais intensas nos estados do leste da região Nordeste, como Pernambuco e  Paraíba. Quando sua atuação é mais expressiva, acaba trazendo chuvas para o Ceará também. Junho e julho é conhecido por Pós-Estação.

“Com o afastamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), se inicia o período caracterizado por uma sensível e progressiva redução do volume médio mensal das chuvas no estado. Historicamente, em junho e julho, o leste do Ceará e o litoral recebem algumas chuvas que, em geral, são rápidas e não muito intensas, mas eventos mais intensos não são fora do comum”, explica o pesquisador da Funceme, Raul Fritz.

Balanço

No intervalo entre as 7h de ontem e as 7h de hoje, há informação de registros de chuva em, pelo menos, 99 municípios. Na ocasião, postos pluviométricos de Fortaleza e Aquiraz tiveram os maiores acumulados.

Na Capital, onde a maior precipitação entre as 7h de ontem e as 7h de hoje foi registrada, o acumulado foi de 92 milímetros no posto pluviométrico de Messejana. Já no posto Fundação Maria Nilva/Água Fria, o observado foi de 82 mm. Aquiraz teve 79 mm e, em Pacoti, foram 58,2 mm. No balanço até o início desta manhã, já há informação de registros em, pelo menos, 60 municípios.

Categorias
Cidade Destaque2

Grande Fortaleza registra terceira noite seguida de precipitações depois da quadra chuvosa

Mesmo após o fim da quadra chuvosa, a Capital tem a terceira noite seguida de chuvas fortes, que se estendeu pela madrugada e manhã desta sexta-feira (14). As chuvas começaram por volta das 18h30, em vários pontos da cidade, e vieram acompanhadas de fortes trovões.

De acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), entre quarta e quinta-feira (12 e 13), o volume das chuvas na capital cearense chegou a 96 mm. Para esta sexta, as chuvas podem alcançar entre 30 e 60 mm por hora, ou 50 a 100 mm por dia.

Risco de alagamentos e deslizamentos

Há risco de alagamentos, deslizamento de encostas e transbordamento de rios. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) classificou a previsão com grau de perigo. As precipitações partem da faixa do litoral leste do Ceará, passando por Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, até o litoral de Alagoas.

Ainda conforme o Inmet, Fortaleza deve permanecer com tempo nublado e encoberto, com pancadas de chuva durante todo o dia. A previsão é de temperatura mínima de 23º e máxima de 27º. Pela manhã, ruas e bairros da Capital sofreram com a forte precipitação.

Teto desaba no bairro do Pirambu

Capital

As últimas 48 horas foram de chuvas fortes, córregos transportando e trânsito que exige mais cuidado de motoristas e motociclistas. O volume de água que desce pelas ruas e avenidas da Capital gera preocupação para moradores de diferentes comunidades.

No Bairro Pirambu, moradores da Rua Santa Rita acordaram na madrugada com o desabamento de um imóvel após o asfaltou ceder. Técnicos da Prefeitura e da Companhia de Água e Esgotos do Ceará (Cagece) apareceram, ao longo do dia no local, mas, à noite, o asfalto cedeu e a casa desabafou.

Categorias
Interior Região Metropolitana de Fortaleza Destaque2

Grande Fortaleza inicia a semana sob chuva. Fortaleza registra 80 mm, no posto do Pici

Os cearenses acordaram sob chuva moderada na manhã desta segunda-feira (20). Desde a tarde de ontem, municípios da Grande Fortaleza apresentam pontos chuvosos. Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), pelo menos quatro desses municípios apresentam precipitação acima de 20 milímetros.

Até a publicação desta matéria, dos 157 postos, 129 registraram chuva. Fortaleza (80 mm), no posto de Água Fria, Trairi (38 mm), São Gonçalo do Amarante (45 mm) e Aquiraz (32 mm) apresentaram precipitações. Itapipoca, no posto da Praia Da Baleia (95.4 mm), Fortaleza e Paracuru, no posto de Paracuru (63.2 mm), são os municípios com maiores índices.

10 pontos com maiores chuvas:

  • Itapipoca (Posto: Praia Da Baleia) : 95.4 mm
  • Fortaleza (Posto: Água Fria : 80.0 mm
  • Fortaleza (Posto: Pici) : 63.8 mm
  • Paracuru (Posto: Paracuru) : 63.2 mm
  • Paraipaba (Posto: Paraipaba) : 62.0 mm
  • Trairi (Posto: Trairi) : 53.0 mm
  • Amontada (Posto: Amontada) : 51.0 mm
  • Fortaleza (Posto: Castelao) : 50.9 mm
  • Pindoretama (Posto: Pindoretama) : 50.0 mm
  • São Gonçalo Do Amarante (Posto: Cagado) : 45.0 mm
Categorias
Cidade

Capital tem tarde de domingo com chuvas

Chove forte em vários pontos de Fortaleza na tarde deste domingo (19). O Ceará enfrentará o Grêmio logo mais Às 19h na Arena Castelão e pode receber o clube gaúcho sob a chuva, pois o tempo está nublado nas proximidades do estádio.

Outro ponto de forte chuva na capital foi na BR-116, na altura da Messejana. Devido ao baixo fluxo de veículos, não foi registrado nenhum transtorno até o momento da publicação desta matéria.

Na orla da praia, na área do Mucuripe, o tempo também está fechado na Capital.

Ceará não registra mais área de ‘seca grave’ devido chuvas no mês de abril

As chuvas também diminuem a condição de seca no interior do Estado. A Região do Cariri não registra mais seca grave, de acordo com o Monitor de Secas do Nordeste. O levantamento mostra que o volume de chuvas na região e outras partes do Estado auxiliaram para a diminuição da seca fraca e da seca moderada.

O estudo foi elaborado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) em conjunto com outros institutos de meteorologia do Nordeste e coordenado pela Agência Nacional das Águas (ANA).

Categorias
Cotidiano

Condições de chuva reduzem e fim de semana terá predomínio de nebulosidade variável

O fim de semana no Ceará chega com predomínio de nebulosidade variável em maior parte do território, conforme previsão do tempo realizada pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) na manhã desta sexta-feira (3).

Para hoje, o cenário indicado é possibilidade de chuva na faixa litorânea e cobertura variada de nuvens em todas as macrorregiões do estado. Segundo os meteorologistas da Funceme, este cenário se dá porque a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) apresenta-se mais afastada da costa do Ceará, diferente do início da semana.

“Com isso [posicionamento da ZCIT], os ventos tendem a confluir mais sobre o Maranhão e o Pará, isto é, desfavorecendo às precipitações. Outro fator que colabora para o céu mais claro é o perfil de umidade sobre o território cearense, que está bem seco”, reforça Raul Fritz, pesquisador que integra a Gerência de Meteorologia da Funceme.

Para este sábado, a previsão do tempo é de possibilidade de chuva (precipitações entre 5% e 20% da área) na faixa litorânea e na Ibiapaba. Nas demais regiões, nebulosidade variável. De acordo com os resultados de modelos numéricos, o cenário deve se apresentar um pouco mais úmido entre amanhã e domingo (5).

No último dia do fim de semana, são esperadas chuvas isoladas no litoral, no Maciço de Baturité e na Serra da Ibiapaba. Nas demais regiões, a Funceme segue apontando nebulosidade variável.

Na tarde de hoje e ainda nas manhãs dos próximos dois dias, a Funceme realizará novas análises e, se necessário, indicará as possíveis alterações na previsão do tempo.

BALANÇO DE CHUVAS

No que se refere aos registros de chuva no intervalo entre as 7h desta quinta e as 7h desta sexta, há informações de registros em, pelo menos, 23 municípios. Os principias acumulados foram em Senador Sá (24 mm), Maracanaú (20,2 mm) e Morrinhos (16 mm).

Os dados do Calendário de Chuvas são preliminares e atualizados ao longo do dia. Para acompanhar, basta acessar o link www.funceme.br/calendario ou ainda baixar o aplicativo homônimo.

Categorias
Cotidiano

Maio já começa com chuvas e abril termina acima da média histórica

O dia primeiro de maio já é marcado por muitas chuvas em Fortaleza e regiões do estado do Ceará.

Não obstante, com as chuvas desta terça-feira, a Funceme observa o acumulado de 201,9mm, o que faz com que abril termine com chuvas acima da média histórica para o Ceará, repetindo a marca dos três primeiros mês do ano.

No Jornal Alerta Geral desta quarta-feira foi destacado a possibilidade do Ceará atingir a melhor média histórica dos últimos 10 anos.

A 30 dias do fim da quadra chuvosa, os índices pluviométricos do Estado já superaram a média histórica para o período, que é 600,7 milímetros, e estão em 610.2 milímetros, segundo dados da Funceme. O indicativo é o mais positivo em 10 anos.

Reservatórios

Ainda que, no quesito precipitações, o Ceará tenha sido destaque, é preciso atentar para a situação dos reservatórios. Conforme o  monitoramento de açudes feito pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos, a Cogerh, a capacidade hídrica do Estado está em 19,83%.

74 açudes ainda apresentam volume abaixo de 30%. Em contrapartida, 38 estão com o volume acima de 90%.
A maior preocupação é com o Centro-Sul e o Sertão Central do Estado, onde as chuvas não têm sido excepcionais, como nas demais regiões. São nestas áreas que estão localizados grandes mananciais como o Orós, Castanhão e Banabuiú.

Categorias
Alverne Lacerda Trici FM

Chuvas em Tauá: bom para o plantio mas ainda insuficiente para o abastecimento

Em algumas comunidades do município de Tauá houve a menor precipitação nesse período de quadra chuvosa. Isso faz com que não seja possível atender as necessidades devidas da agricultura e do abastecimento de água.

No entanto, o correspondente do Jornal Alerta Geral, Alverne Lacerda, relata que o inverno deste ano, em Tauá é o melhor dos últimos 10 anos. O comentarista também relata que, por isso, os agricultores vão colher a safra deste período normalmente.

Já para o abastecimento de água, mesmo com as chuvas quase diárias, vários reservatórios permanecem secos.

Categorias
Cotidiano

Chove em 57 municípios até a manhã desta sexta e Mombaça registra 30,4 mm

Com previsão de céu nublado com chuva no centro-norte e possibilidade de precipitações no sul do Estado para esta sexta-feira (26), até o momento 57 cidades já registram chuvas entre as 7 horas dessa quinta e 7 horas desta sexta.

Confira uma lista com as maiores chuvas do período:

+ Mombaça: 30,4 mm;

+ Viçosa do Ceará: 27 mm;

+ Croatá : 21 mm.

As informações são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Para este sábado (27), a previsão, neste momento, é de nebulosidade variável com eventos de chuva no centro-norte. No sul, possibilidade de chuva.

Na tarde desta sexta, a Funceme realizará uma nova análise das condições atmosféricas para indicar, se necessário, mudanças na previsão divulgada na manhã de hoje.

Entenda

Em análise realizada na manhã de hoje, os meteorologistas da Funceme apontaram que a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é banda de nuvens que circunda a faixa equatorial do globo terrestre e principal sistema indutor de precipitações neste período do ano, segue próximo ao norte da região Nordeste.

Tal situação vem favorecendo às chuvas em todo o estado, porém, beneficiando mais a porção norte. Para hoje, a indicação é que os acumulados seguem com tendência de serem mais expressivos, principalmente no entorno da faixa litorânea.

No atual cenário, a cobertura de nuvens deverá ser mais contínua em relação aos últimos dias. Além disso, naqueles territórios sob previsão de eventos de chuva, as precipitações se darão em mais de 50% da área. Já nas regiões com chuvas isoladas, as precipitações deverão cair de 5% a 20% do território.