Categorias
Política Estadual Destaque3

Programa Mais Nutrição pode levar alimento para mais de 10 mil crianças no Ceará

O Governo do Estado do Ceará lançou, nesta terça-feira (25) o Programa Mais Nutrição, que tem como objetivo garantir a segurança alimentar de crianças e adolescentes cearenses e a diminuição do desperdício de frutas, verduras e legumes não comercializados na Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa).

A iniciativa pretende levar sopa e polpa de fruta produzidas através de alimentos doais para 10.368 jovens atendidos por 91 entidades cearenses selecionadas na primeira etapa do programa.

A solenidade de lançamento contou com a presença do governador Camilo Santana e da primeira-dama Onélia Santana, idealizadora do Programa Mais Infância Ceará, do qual o Mais Nutrição faz parte.

O governador destacou o pioneirismo cearense ao tornar essa ideia realidade e da importância que o programa terá para garantir que as novas gerações cresçam se alimentando de maneira adequada para suprir suas necessidades nutricionais.

O programa

O Mais Nutrição está dentro do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama Onélia Santana. Ele foi estruturado em cima do combate ao desperdício de alimentos, enfrentamento à fome e alimentação Saudável.

Onélia Santana comentou sobre a necessidade de se cuidar da alimentação dos pequenos cearenses para garantir um futuro saudável a eles.

 

A primeira-dama Onélia Santana aproveitou a ocasião para agradecer a confiança dos empresários no projeto e a parceria das instituições que foram selecionadas para atender o público-alvo.

No início desta primeira etapa do Mais Nutrição serão atendidas 20 instituições que apresentaram uma estrutura mínima para o condicionamento e manipulação dos alimentos. A previsão é que até o próximo ano o programa seja ampliado e atenda todas as 91 instituições selecionadas, que em seu dia a dia desenvolvem atividades diversas nas áreas do esporte, lazer, arte, cultura, reforço escolar, entre outras.

O Lar Amigos de Jesus, em Fortaleza, está entre esses primeiros atendidos. À frente da instituição, Irmã Conceição conta que o local recebe por mês cerca de 240 crianças e adolescentes com seus familiares que vêm a Fortaleza para realizar o tratamento contra o câncer. São aproximadamente 84 pessoas que se alimentam seis vezes diariamente, além dos colaboradores, voluntários e as demais irmãs.