Categorias
Nacional Economia

Greve dos Correios é suspensa, informa estatal

Os funcionários dos Correios, após negociação no Tribunal Superior do Trabalho (TST), suspenderam a paralisação parcial das atividades da estatal, informou a empresa, por meio de nota, nesta quarta-feira, 18. A greve começou no dia 11 de setembro e foi encerrada às 22h da última terça, 17.

De acordo com a empresa, o fim da paralisação foi a condição colocada para que os Correios aceitassem a proposta do TST de manter cláusulas do acordo coletivo 2018/2019 até 2 de outubro, data do julgamento do dissídio coletivo pelo colegiado do tribunal.

A proposta do TST foi feita pelo ministro do tribunal Mauricio Godinho Delgado, em audiência de conciliação no dia 13. Na ocasião, ele acatou, parcialmente, pedido de liminar dos Correios para que, durante a greve, 70% dos empregados e dos serviços da estatal estivessem em atividade. A multa, caso não fosse cumprida a decisão, seria de R$ 50 mil por dia. Os Correios solicitavam que 90% das atividades fossem mantidas.

No comunicado desta quarta, a estatal afirma que desde o início da paralisação dos funcionários foi colocado em prática um plano com ações de contingência, para amenizar impactos à população. “Medidas como o deslocamento de empregados administrativos para auxiliar na operação e a realização de mutirões nos fins de semana estão sendo adotadas para que o fluxo postal seja regularizado o mais rápido possível. As ações contingenciais continuarão a ser empregadas até que as entregas sejam normalizadas”, diz a nota.

Fonte: Estadão

Categorias
Economia

Funcionários dos Correios suspendem greve no país

Após assembleia realizada durante a noite dessa terça-feira, os funcionários dos Correios decidiram suspender a paralisação em todo o país, aceitando a aceitando a proposta do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de prorrogação do atual acordo coletivo da categoria até a data do julgamento do dissídio.

No entanto, os trabalhadores ainda seguem com o chamado “estado de greve” até o julgamento do dissídio coletivo, marcado para 2 de outubro. No último dia 12, o ministro do TST Maurício Godinho Delgado já havia determinado que 70% dos funcionários dos Correios voltassem ao trabalho.

Em nota, os Correios destacaram que a suspensão da paralisação foi a condição para que a empresa aceitasse a proposta do TST de manter as cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2018/2019 até a data do julgamento do dissídio coletivo.

A categoria reivindica a reposição da inflação do período e é contra a privatização da estatal, incluída no mês passado no programa de privatizações do governo Bolsonaro. Além disso, há demanda por melhores condições de trabalho e outros benefícios.

Categorias
Política

Bolsonaro diz que vai demitir presidente dos Correios

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (14), no Palácio do Planalto, que o presidente dos Correios, Juarez Aparecido Paula Cunha, será demitido do cargo. Na semana passada, em audiência pública na Comissão de Legislação Participativa Câmara dos Deputados, o chefe dos Correios criticou a entrega da empresa para a iniciativa privada.

“Ele se comporta como um sindicalista”, disse Bolsonaro. O presidente da República também criticou o fato de Juarez Aparecido ter tirado fotos com parlamentares de oposição e sindicalistas durante a audiência.

Em abril, Bolsonaro já havia autorizado estudos para a desestatização da companhia e voltou a dizer que o tema ganhou força no governo na semana passada, em uma publicação no Twitter.

Com 356 anos de existência, a empresa é subordinada hoje ao Ministério das Comunicações, Ciência, Tecnologia e Inovação. Segundo a Agência Brasil, após prejuízos registrados entre 2013 e 2016, a estatal registrou lucro de R$ 161 milhões em 2018 e de R$ 667,3 milhões em 2017.

Categorias
Policial

Homens são presos após assaltar carro do correios

Três homens foram presos após assaltarem um veículo dos Correios, em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, nesta quinta-feira (6). Houve perseguição policial e eles foram capturados no Bairro Siqueira, em Fortaleza, onde um quarto homem também foi detido. Todos foram encaminhados para a Polícia Federal (PF).

Segundo informações policiais, o trio interceptou uma van Sedex, dos Correios, em Itaitinga, e levou parte das mercadorias. A Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) foi acionada e houve perseguição com policiais militares da Força Tática do 17º e 21º BPM.

No Bairro Siqueira, onde o trio foi preso, a polícia capturou um quarto homem que portava cinco munições calibre .38, drogas e uma balança de precisão.

Ainda de acordo com a polícia, os suspeitos foram autuados pelos crimes de roubo qualificado e tráfico de drogas.

Categorias
Cotidiano

Correios passam a oferecer novos serviços com o Balcão do Cidadão

Instituições públicas e privadas poderão usar a capilaridade dos Correios para levar serviços ao público por meio do Balcão do Cidadão. O projeto foi lançado hoje (31) pelos Correios e tem o objetivo de ampliar os serviços disponíveis nas agências da empresa. Atualmente, qualquer pessoa pode efetuar o pagamento de taxas e multas do serviço militar em uma agência dos Correios. Com a iniciativa, o objetivo é aumentar o leque de serviços.

Uma concessionária de energia elétrica que, por determinação da Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica], tem que contar com uma estrutura física de atendimento, poderá utilizar a rede de agência dos Correios para ofertar, no Balcão do Cidadão, o serviço de troca de titularidade da conta de luz, exemplifica o chefe de Departamento de Soluções ao Cidadão dos Correios, Washington Alves.

De acordo com o chefe do departamento, a decisão dos Correios de expandir a variedade de atividades teve início no ano passado e reflete uma “vocação” da empresa.

Quase 60% do CPF [Cadastro de Pessoa Física] emitido no país é feito dentro de uma agência dos Correios, destaca Alves.

Caso deseje contratar o Balcão do Cidadão, a instituição ou empresa deve entrar em contato com o setor de vendas dos Correios pelo Fale Conosco no site da instituição. Segundo Alves, em meados de junho, os Correios colocarão no ar um site contendo a lista de todos os novos serviços disponíveis no Balcão do Cidadão.

 

Categorias
Ceará

Correios vão desativar oito agências de atendimento em Fortaleza até julho

Os Correios vão encerrar o atendimento em oito agências até o próximo dia 5 de julho. Três delas já estavam fechadas temporariamente, no Benfica, Duque de Caxias e Cristo Rei. A ação faz parte de uma readequação dos canais de atendimento, iniciada em 2018.

As unidades desativadas em Fortaleza ocupam imóveis alugados. São elas: agência da Assembleia Legislativa, Benfica, Campus do Pici, Delegacia do Min. Da Fazenda, Duque de Caxias, Washington Soares, Fortaleza e Cristo Rei.

De acordo com os Correios, o atendimento será absorvido por outras agências próximas e os funcionários também vão ser transferidos. Ao todo, as atividades de 161 agências vão migrar para outras unidades até 5 de julho. Atualmente, os Correios possuem cerca de 11 mil pontos de atendimento em todo o país.

Confira as agências que vão atender os público das unidades desativadas são: 

  • AC Aldeota (AC Assembleia Legislativa)
  • AC Montese (AC Benfica)
  • AC Rodolfo Teófilo (AC Campus do Pici)
  • AC Barão de Studart (AC Delegacia do Min. Da Fazenda)
  • AC Central de Fortaleza (AC Duque de Caxias)
  • AC Alencarina (AC Washington Soares)
  • AC Central de Fortaleza (AF Fortaleza)
  • AC Dragão do Mar (AC Cristo Rei)