Categorias
Cidade

Viagens por aplicativos ficam até 125% mais caras em Fortaleza

As viagens com carros particulares por aplicativos de transporte estão até 125% mais caras do que o comum. Motoristas de todo o Brasil, incluindo Fortaleza, realizam paralisações nesta quarta-feira (8) em vários pontos da capital cearense.

Os motoristas reivindicam aumento da tarifa e protestam também contra as elevações constantes dos preços dos combustíveis.

A 99 afirma que a remuneração dos motoristas parceiros contempla duas variáveis.

“Tempo e distância percorrida, além de uma tarifa mínima. Os ganhos do condutor são calculados de forma independente do valor pago pelo passageiro. A empresa reforça seu compromisso de trabalhar para aumentar a renda dos condutores por meio de um número maior de chamadas e da cobrança de taxas menores em comparação à concorrência”, acrescenta.

Em nota, a 99 informa que segue “observando a evolução do quadro desencadeado pela paralisação dos motoristas parceiros e adotamos medidas para amenizar possíveis impactos ao passageiro”. A Uber ainda não se manifestou.

Categorias
Política

Papa Francisco diz que desemprego é tragédia mundial. Quadro está em alta no Brasil

O papa Francisco definiu, neste feriado do dia do trabalho, o desemprego como uma tragédia mundial e pediu a intercessão de São José por aqueles que perderam o emprego ou não conseguem encontrá-lo.

Ao final da Audiência Geral na Praça São Pedro, diante de milhares de fiéis, o pontífice fez votos de que a figura de São José

“O humilde trabalhador de Nazaré, nos oriente em direção a Cristo, sustente o sacrifício daqueles que praticam o bem neste mundo e interceda por aqueles que perderam o próprio emprego ou não conseguem encontrá-lo, uma tragédia mundial nesses tempos”, afirmou o Papa.

O comentarista de economia do Jornal Alerta Geral, Carlos Alberto Alencar, destaca como a pesquisa do IBGE reforça perda de dinamismo e recuperação lenta da economia para 2019.

Categorias
Política Destaque2 Destaque3

Com queda de Bebianno, a máxima prevalece: desgraça de um é oportunidade de outros

+ Queda de Bebianno
+ Reunião com Camilo
+ Entrevista com Domingos Neto
+ Nome para substituir Bebianno
+ Camilo vai a Brasília

Em semana decisiva para marcar o governo Bolsonaro, onde se discute reforma da Previdência e Lei Anticrime, o escândalo de candidatas laranjas do PSL, partido do presidente, e provável demissão do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, e dificulta a aprovação das medidas no Congresso. O grande desafio é evitar que esse escândalo atrapalhe a votação e, para isso, o governo terá que abrir os cofres e distribuir os cargos entre os aliados – a desgraça de um é a oportunidade de outros.

O assunto foi tema do Bate Papo Político desta segunda-feira (18), no Jornal Alerta Geral, entre os jornalista Luzenor de Oliveira e Beto Almeida. No Bate Papo, os jornalistas destacaram a máxima político que prevalece: “Não tem vácuo – A desgraça de um é a oportunidade de outros“. Se Bebianno ‘caiu em desgraça’, o governo terá que ceder aos estados e aliados. A distribuição de cargos do segundo escalão é a provável saída para angariar os votos necessários para aprovação das medidas.

Segundo o jornalista Beto Almeida, o presidente Jair Bolsonaro deve ir além do Twitter e procurar uma comunicação eficiente. Usar uma cadeia nacional de rádios, TVs, além das redes sociais – ato já anunciado para a apresentação dos pontos da reforma da Previdência – vem para evitar outros escândalos, como no caso de Bebianno, que surge na redes sociais e pode atrapalhar os planos de Bolsonaro.

Mais destaques

+ Camilo se reúne com os deputados federais do Ceará:O governador Camilo Santana recebe, nesta segunda-feira (18), no Palácio da Abolição, em Fortaleza, a bancada federal do Ceará para apresentação de um balanço sobre as ações adotadas pelo Governo Estadual no combate à violência e as medidas que estão sendo implementadas nas áreas de saúde e recursos hídricos.

+ Domingos quer reuniões mais frequente entre bancada e Camilo Santana:O coordenador da bancada do Ceará em Brasília, Domingos Neto (PSD), disse, nesta segunda-feira (18), disse que trabalha para que as reuniões com o governador Camilo Santana se tornem uma rotina na agenda da representação parlamentar.

+ Nome para substituir Bebianno: Floriano Peixoto é o nome cotado. É o oitavo militar a assumir a equipe do primeiro escalão. O governo está tentando, com isso, apagar o fogo para o que aconteceu até agora. Dois pontos na semana para criar o efeito positivo.

+ Camilo se reúne na 4ª com governadores: Camilo volta a se reunir com os demais chefes dos executivos estaduais, em Brasília, para discutir a agenda econômica do país. O encontro está marcado para o mesmo dia no qual a proposta de reforma da Previdência chega ao Congresso Nacional. Os governadores esperam conversar diretamente com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Categorias
Luzenor de Oliveira Política Colunas Destaque1 Destaque3

Crise x Reforma Previdenciária: bancada de olho na ocupação de cargos federais no Ceará

O que pode significar fragilidade para o Governo, pode representar uma boa oportunidade para os aliados que estão na expectativa sobre a ocupação de espaços no Palácio do Planalto. Com a queda do Ministro Secretário da Casa Civil da Presidência da República, Gustavo Bebianno, o Governo precisa garantir estabilidade na relação com o Congresso Nacional e evitar que os respingos da crise política tenham impacto na votação da reforma previdenciária.

Com quase dois meses de mandato, o presidente Jair Bolsonaro ainda não sinalizou sobre a participação dos deputados federais e senadores na ocupação dos cargos da União nos Estados. A expectativa, entre parlamentares do Ceará, é que, com a chegada, na próxima quarta-feira, do projeto de reforma previdenciária ao Congresso Nacional, seja aberta a porta de entrada dos deputados federais e senadores na administração federal.

Dos 22 deputados federais e três senadores do Ceará, pelo menos, 15 começam a se mobilizar para tomar café com o Ministro Onyx Lorenzoni, que quer conversar, individualmente, com aliados do Governo no Congresso Nacional. Onyx quer apresentar as razões para convencer os deputados federais e senadores aprovarem as mudanças na Previdência Social. E, no outro lado, os deputados e senadores querem saber o que levarão para as bases políticas, para os municípios e estados para aprovar as novas regras para aposentadoria.

Integrantes da base de apoio ao Palácio do Planalto, os deputados federais Heitor Freire (PSL), Capitão Wagner (PROS), Roberto Pessoa (PSDB), Domingos Neto (PSD) e Genecias Noronha (SD), por exemplo, querem participação no Governo e estão de olho  em cargos considerados estratégicos no Ceará, como BNB, DNIT, INCRA, DNOCS, Companhia Docas, Correios, INSS e Delegacia Regional da Agricultura. São, pelo menos, 200 bons cargos de confiança que dão poder aos aliados e espaços para fortalecimento de bases eleitorais. Sem cargos e recursos para os municípios, os deputados federais não terão motivação para aprovar a reforma previdenciária.