Categorias
Política Estadual Destaque2

Camilo classifica mensagens entre Moro e Dallagnol e cobra explicação “clara e rápida dos fatos”

Por meio de suas redes sociais, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), se posicionou sobre um dos temas mais polêmicos do final de semana: uma série de reportagens divulgadas pelo portal The Intercepet Brasil, que revelou supostas conversas entre o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol. Segundo o The Intercepet, as mensagens mostraram interferência política em ações envolvendo o ex-presidente Lula.

Em sua conta no Facebook, o governador cearense disse que é “muito grave e preocupante o teor revelado pelo The Intercept sobre as investigações da Operação Lava Jato”. O governador ainda disse que é um “apoiador” de ações de combate à corrupção em “qualquer espera” e cobrou explicações “claras e rápidas” da denúncia feita nesse domingo (9), no site oficial do jornal investigativo.

Muito grave e preocupante o teor revelado pelo site The Intercept sobre as investigações da Operação Lava Jato. Serei sempre um apoiador de todas as ações de combate à corrupção em qualquer esfera. Assim como defendo que toda e qualquer investigação deve ser feita com absoluta isenção e respeito às leis. Não se faz justiça com injustiça. O país exige uma explicação clara e rápida dos fatos — disse Camilo na postagem.

Em resposta a reportagem do The Intercept, o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, negou que exista nas mensagens trocadas com o procurador da Lava Jato “qualquer anormalidade ou direcionamento” da sua atuação como juiz no caso envolvendo Lula. O site que fez a denúncia informou, em texto publicado nesse domingo, que recebeu o material com as conversas de uma fonte anônima que pediu para não ser identificada.