Categorias
Bate-Papo político Destaque1

Beto Almeida destaca, no Alerta Geral, farra de Pedro Bezerra com dinheiro do contribuinte

O jornalista Beto Almeida deu destaque, nesta segunda-feira, 21, em sua participação no Bate Papo Político, dentro do Jornal Alerta Geral, à notícia veiculada pelo site Congresso em foco que revela os gastos, com o dinheiro do contribuinte, do deputado federal Pedro Bezerra (PTB) no pagamento de diárias em hotéis.

Um dos casos aponta que Pedro que, antes de assumir o mandato foi alvo de investigações da Polícia Federal por suposto uso da máquina pública da Prefeitura de Juazeiro do Norte para se eleger, pediu ressarcimento à Câmara Federal do valor de R$ 24.300,00 por gastos com 22 diárias em hotéis e São Paulo. Uma das diárias, segundo o site, custou ao  bolso do contribuinte a importância de R$ R$ 2.079,00.

Beto classificou as despesas como absurdas e uma verdadeira agressão aos eleitores que colocaram Pedro Bezerra para representá-los na Câmara Federal. Ao detalhar os gastos do deputado Beto afirma que “isso é pago com verba parlamentar, com dinheiro público”.

Além dos gastos, Beto menciona que o deputado já foi alvo de uma ação do Ministério Público e da Polícia Federal por suspeita do uso da máquina administrativa para garantir votos na região do Cariri por meio da coação de servidores públicos.

Categorias
Política Estadual Destaque3

Eunício Oliveira admite possibilidade de candidatura à Prefeitura de Fortaleza em 2020

Durante a Convenção Nacional do MDB realizada neste domingo, o partido encaminhou um dos nomes possíveis para disputar o Paço Municipal de Fortaleza. O ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira, se mostrou aberto à essa possibilidade e pode estar na disputa de 2020.

Ele afirmou que estava ausente da mídia nos últimos meses por estar empenhado em projetos internos do partido, como a criação de diretórios regionais em cada macrorregião do Ceará. O ex-senador revelou estar trabalhando para uma renovação dentro partido a fim de uma maior aproximação com a sociedade cearense.

Além disso, o emedebista não descartou aliança com partidos como o MDB, Dem, PSDB, PSD, PP e outros que têm histórico menos polarizado e devem marcar posição no centro do espectro político.

Categorias
Política Estadual Destaque3

Sobreira volta a defender aprovação de projeto que proíbe canudos plásticos no CE

O deputado estadual Marcos Sobreira (PDT), em pronunciamento, nesta quarta-feira (25), na Assembleia Legislativa, fez apelo aos colegas parlamentares para aprovarem projeto de sua autoria que proíbe o uso de canudos plásticos no Ceará. O Projeto de Lei Ordinária nº 366/2018, de autoria do vereador Iraguassú Filho (PDT).

Sobreira elogiou a decisão da Câmara Municipal de Fortaleza aprovar proposição com esse mesmo teor apresentada pelo vereador Iraguassú Filho (PDT). Ele disse esperar sensibilidade do prefeito Roberto Cláudio (PDT) para sancionar o projeto de lei.

Ao defender a importância de ações para preservação do meio ambiente, Marcos Sobreira citou São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro e Porto Alegre como cidades que avançam com uma legislação que barra o uso de canudos e sacolas plásticas. Disse que o seu projeto tem por objetivo contribuir com o meio ambiente e, ao mesmo tempo, deseja vê-lo aprovado sem prejuízos à indústria e ao comércio.

Após ser aprovado pela Câmara Municipal, o projeto do vereador Iraguassú Filho será submetido à apreciação do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, que poderá sancioná-lo ou vetá-lo, de forma integral ou parcial.

Categorias
Política Estadual Destaque3

Emocionado, deputado Nezinho Farias declara: “Nunca quero decepcionar essa Casa”

O deputado Nezinho Farias (PDT), na manhã desta quinta-feira (04), no plenário da Assembleia Legislativa do estado Ceará, manifestou gratidão aos colegas parlamentares pelo apoio, à população cearense pela confiança, e à imprensa pelo trabalho com credibilidade na cobertura das denúncias impostas contra sua pessoa.

Nezinho agradeceu toda a solidariedade dos deputados: “Quero agradecer carinhosamente toda a confiança dos colegas deputados, aos servidores desta casa. Aos meus eleitores que acreditaram em mim e a imprensa cearense que teve um trabalho de  muita credibilidade”. Dentre os deputados presentes, Guilherme Landim (PDT), Marcos Sobreira (PDT), Evandro Leitão (PDT), Audic Mota (PSB), Vitor Valim (PROS), André Figueiredo (PDT)  e Jeová Mota (PDT) manifestaram apoio e destacaram o caráter do parlamentar.

No mês passado, Nezinho foi alvo de denúncia no Ministério Público Estadual de que teria envolvimento com facção criminosa. A ação, encaminhada pelo deputado André Fernandes (PSL), afirmava que a proposta do parlamentar pedetista de regularizar as competições de jogos eletrônicos era, na verdade, um meio para regulamentar o “jogo do bicho” e beneficiar criminosos.

As acusações de Fernandes, que inicialmente foram levadas à público por ele na tribuna da Assembleia Legislativa, tiveram apreciação do Ministério Público e rapidamente foram arquivadas devido a ausência de provas significativas de que havia qualquer relação de Nezinho com o crime organizado.

Confira as palavras finais de agradecimento do deputado estadual Nezinho Farias, clicando no player abaixo:

Categorias
Estadual Economia Destaque3

Encontro da Comissão Especial com a Fiec promove o diálogo institucional

A Comissão Especial de Desenvolvimento das Regiões de Planejamento, da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (AL), presidida pelo deputado Salmito (PDT), esteve reunida, nesta quarta-feira (12/06), com o presidente eleito da Federação das Indústrias do Estado do Ceará(Fiec), Ricardo Cavalcante.

Durante o encontro, os parlamentares conheceram o Observatório da Indústria da Fiec e os projetos desenvolvidos, a exemplo das Rotas Estratégicas Setoriais e o Masterplan, além das casas de serviço Senai, Sesi e IEL Ceará.

Estiveram presentes ao evento os deputados Romeu Aldigueri (PDT), Marcos Sobreira (PDT), Guilherme Landim (PDT) e Sérgio Aguiar (PDT), além da equipe gestora da Universidade do Parlamento (Unipace), atualmente presidida pelo deputado Salmito.

O presidente da Comissão Especial, deputado Salmito, agradeceu a visita, que destacou como extremamente positiva e com expectativas alvissareiras. “Quero, inclusive, parabenizar o presidente Beto Studart e sua equipe. A Fiec tem ferramentas, e o Observatório da Indústria é uma dessas ferramentas que reúne informações atualizadas, com fontes oficiais e consistentes de cada município, com o perfil social, demográfico, econômico e educacional, seja educacional tradicional ou formal, seja da educação profissional de cada um dos 184 municípios, e também regional de cada uma das 14 Regiões de Planejamento do Estado do Ceará”, pontuou o deputado.

Deputado Salmito Filho – PDT (Foto: Reprodução)

Ainda segundo Salmito, o colegiado esteve na Fiec para conhecer essa ferramenta e, assim, interagir no caso do desenvolvimento econômico no segmento industrial, que é o que interessa à Fiec e, também, conhecer a própria ferramenta, que pode estar a serviço do interesse público, da AL, e da comissão.  “A visita foi muito proveitosa, um diálogo respeitoso, buscando o interesse público, na perspectiva do desenvolvimento, no caso, regional, das Regiões de Planejamento do Estado do Ceará”, destacou o parlamentar.]

O presidente eleito Ricardo Cavalcante destacou a importância do relacionamento da federação com a sociedade. Ele enalteceu a visita da comissão, articulada pelo deputado Salmito, e apontou que o parlamento é um importante instrumento dessa articulação por ser composto de pessoas que representam a sociedade. Cavalcante colocou a Fiec à disposição do Parlamento para colaborar no que for preciso em prol do desenvolvimento do estado, já que esse desenvolvimento representa também a evolução das empresas e da economia, em geral.

Parlamentares e empresários (Foto: Reprodução)

Durante a reunião, houve apresentação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-Ceará), feita pelo diretor regional, Paulo André Holanda, que destacou os projetos e números das várias áreas de atuação do Senai. Em seguida, a superintendente regional do Sesi Ceará, Veridiana Soárez, apresentou o Serviço Social da Indústria (Sesi Ceará) ressaltando os programas desenvolvidos pela instituição;  e a gerente do Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará), Beatriz Barreira, explicou a atuação do (instituto no  Ceará) IEL no Ceará.

Ao final, o Observatório da Indústria foi apresentado pelo gerente Guilherme Muchale. Esse Observatório tem a missão de contribuir para o desenvolvimento industrial do Ceará por meio da geração, uso e disseminação de conhecimento especializado. Para tanto, disponibiliza plataforma com informações socioeconômicas, de mercado, tecnológicas e de comércio exterior, entre outros.

Categorias
Interior

Governo do Estado vai investir R$ 1 milhão para abastecimento hídrico de Iguatu

O deputado Marcos Sobreira (PDT) afirmou durante sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (05), que o Governo do Estado está elaborando um edital para investir R$ 1 milhão para recuperação do antigo sistema de abastecimento hídrico do município de Iguatu. A iniciativa surgiu a partir da série de estudos realizados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) no município, após a descoberta do aquífero Julião, há dois anos.

A ideia é recuperar 12 poços utilizados há 30, 40 anos para abastecer o município, e construir uma adutora de 1,4km, ligando os poços ao rio Jaguaribe, ressaltou o parlamentar.

Dados apontam que o açude Trussu, que abastece os municípios de Iguatu e Acopiara, está com 3,31% de sua capacidade. O abastecimento de Iguatu, segundo o deputado, é de responsabilidade total do Serviço Autônomo de Água e Esgoto do Município de Iguatu (Saae), órgão que, devido uma desordem administrativa, não conseguiu cavar poços e manter o abastecimento da região.

É menos de 3,5%, o que equivale a volume morto. Então, se tornou comum as pessoas desses municípios terem acesso à água em uns dias e em outros não e água de baixa qualidade, inapropriada para o consumo humano, destacou o deputado.

O parlamentar informou que levou a questão ao Governo do Estado e à Secretaria Estadual de Recursos Hídricos que autorizassem a Cogerh a visitar o município, realizar estudos e verificar quais as melhores possibilidades para regular o abastecimento.

Categorias
Política Estadual

Desencantado, Mauro Filho volta ao Ceará para assumir a Secretaria de Planejamento

Desencantado com os rumos da reforma previdenciária e sem a visibilidade que esperava capitanear nos debates nacionais, o deputado federal Mauro Filho (PDT) decidiu antecipar o retorno para a Secretaria de Planejamento do Estado do Ceará. Mauro chegou a assumir o cargo no dia primeiro de janeiro de 2019, em fevereiro se licenciou para assumir o mandato na Câmara Federal e voltaria, logo em seguida, para a Secretaria do Planejamento.

Mauro decidiu, porém, permanecer em Brasília, o que gerou frustração entre aliados do governador Camilo Santana. Conhecedor da realidade da previdência social brasileira, Mauro Filho, que elaborou o projeto de reforma do ex-presidenciável Ciro Gomes, se entusiasmou com um possível protagonismo na Câmara Federal, mas, três meses após assumir o mandato, sentiu que, com o momento tumultuado, poucas coisas irão andar no Congresso Nacional.

Com o pé nessa realidade, Mauro afirma que atende a um convite de Camilo para retornar ao Estado, e acrescenta: ‘’Temos que manter a boa capacidade de investimento do Estado e vamos ordernar algumas coisas em relação ao custeio da máquina’’. Com a volta de Mauro à Secretaria Estadual de Planejamento, o suplente da coligação integrada pelo PDT, PTB, DEM, PSB, PRP e PPL, Aníbal Gomes, que é filiado ao DEM, assumirá, até o final de maio, o mandato na Câmara Federal.

Categorias
Política Política Estadual Geral

‘Já houve agressão no Congresso, imagina se você andar armado’, questiona Beto Almeida

A reforma previdenciária começa a andar e, nessa primeira etapa, com impacto na vida dos cearenses: o parecer sobre a constitucionalidade do deputado Marcelo Freitas (PSL-MG) foi lido, nessa terça-feira, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal. O parecer apresentado é pela admissibilidade total da Proposta de Emenda à Constituição (PEC).

No entanto, uma confusão suspendeu a sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. O deputado Delegado Waldir, do PSL de Goiás e líder do partido de Jair Bolsonaro na Casa, foi acusado pelo deputado Eduardo Bismarck, do PDT do Ceará de estar armado em plenário. Após a confusão, Waldir mostrou a jornalistas o coldre vazio. No entanto, Bismarck acusa o líder do PSL de ter passado a arma para outra pessoa no meio do tumulto.

O jornalista Beto Almeida reafirma a seriedade da acusação, chamando atenção ao perigo que o porte de arma dentro de um ambiente propício a discussões pode causar. Beto relembra também o caso do pai do senador Fernando Collor de Melo, o então também Senador, Arnon Afonso de Farias Melo, chegou a atirar e matar Silvestre Péricles no Congresso.

Um dos pontos mais polêmicos, a proposta para o benefício assistencial a idosos de baixa renda foi declarada legal pelo relator. A ideia do governo é pagar R$ 400 a partir de 60 anos e um salário mínimo a partir dos 70 anos.
O relator recomendou, porém, que a comissão especial “examine com profundidade a conveniência, a oportunidade e a justiça dos parâmetros fixados”. A mesma recomendação foi feita para os parâmetros da aposentadoria rural, também questionados pela oposição, mas considerados constitucionais pelo deputado.

Categorias
Política Destaque1 Destaque3

Domingos pontua desafios para aprovação da reforma da Previdência e relembra pressão da Trabalhista

“Todos os brasileiros querem que o Brasil dê certo…. Nós precisamos que a economia dê certo.” – deputado federal Domingos Neto (PSD)

Os debates para aprovação da reforma da Previdência seguem na rotina política do país. Para o deputado federal Domingos Neto (PSD/CE), o tema é sensível e o rombo na previdência compromete o orçamento público. Por conta disso, uma reforma previdenciária é encarada como necessária para o equilíbrio das contas do país, tanto pela base do governo como pelos setores de oposição. Porém, Domingos pondera, dizendo saber do impacto político do tema, onde relembrou a votação da reforma trabalhista.

“Todos os brasileiros querem que o Brasil dê certo…. Nós precisamos que a economia dê certo.”

No Bate Papo Político desta quinta-feira (28), no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), entre os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, Domingos Neto disse que não se pode minimizar o problema – “precisamos debater o tema”. Para ele, é preciso, no entanto, debater no Congresso, onde serão colocados e rebatidos os pontos a serem aprovados na reforma.

O deputado destaca três desafios para aprovação da reforma. O primeiro é convencer a população de que a reforma é necessária; o segundo é aumentar a base do governo – quando lembrou da derrota sofrida pelo governo no Congresso, no último dia 19, com a Lei de Acesso à Informação; e o terceiro diz respeito às negociações do texto, já que, segundo o deputado, não se sabe ainda qual a figura do governo responsável pelo debate das propostas.


Categorias
Luzenor de Oliveira Política Destaque1 Destaque3

Mauro aponta movimento contra à reforma com a demora do Governo em apresentar regras para militares

Encerrada a primeira semana da divulgação oficial do projeto com as mudanças para os trabalhadores se aposentarem, deputados federais se dividem sobre apoio à PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma previdenciária. O entusiasmo do Governo Federal com o possível apoio de 308 parlamentares para aprovação da reforma, em primeiro turno na Câmara, não se converte em realidade na base aliada ao Palácio do Planalto.

O clima é de ceticismo entre as diferentes correntes de parlamentares: um grupo é fortemente contrário à reforma; um segmento se coloca como independente, mas outros apoiam as medidas do Governo na área da Previdência Social.

Conhecedor da realidade fiscal dos Estados e da União, o deputado federal Mauro Filho (PDT) integra um bloco de parlamentares que encontra  muitas razões – entre elas, as medidas antipáticas contidas na PEC, para o projeto de reforma avançar como deseja o Palácio do Planalto.

Há outro argumento para a apreciação da reforma ser desacelerada: esse bloco de parlamentares quer condicionar à tramitação da reforma ao projeto com as regras para os militares de aposentarem.

É preocupante. O governo tem que enviar o mais rápido possível para não atrapalhar a reforma“, disse Mauro Benevides Filho, ao destacar, em entrevista ao Jornal O Estado de São Paulo, que a decisão do governo em  deixar o encaminhamento do projeto dos militares para daqui um mês desagradou os deputados.

Para Mauro Filho, que entrou na lista de cotados para presidir a comissão especial que vai discutir e votar o texto, há um movimento geral para segurar a tramitação na espera das novas regras para os militares. Entre os pontos que devem ser alterados, está o aumento do tempo mínimo de contribuição de 30 anos para 35 anos.