Categorias
Ceará

Abuso da Enel: Assembleia discute medidas para proteção aos consumidores de energia

A Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa realiza, nesta quinta-feira (26), a partir das 15 horas, audiência pública para debater medidas que protejam os clientes da Enel contra a má qualidade do serviço e a duplicidade de contas dentro o mesmo mês.

A audiência pública foi pedida pelo deputado estadual Edilardo Eufrásio (MDB) que, ao participar de debates em Câmaras de Vereadores da Região do Vale do Curu, ouviu cobranças sobre as queixas dos consumidores em relação a instabilidade da rede elétrica, a demora no atendimento e os cortes intempestivos do fornecimento de energia.

Prefeitos, vereadores, dirigentes de entidades sindicais, empresariais e comunitárias, assim como representantes do Ministério Público e dos órgãos de Defesa do Consumidor foram convidados para o debate.

Segundo Edilardo, a Enel não pode ignorar as queixas dos consumidores e os órgãos de fiscalização precisam ficar mais atentos para cobrar a responsabilidade na qualidade dos serviços prestados à população. Consumidores tem reclamado, também, da suspensão intempestiva do fornecimento de energia, sem comunicado prévio – sejam clientes residenciais ou empresariais.

EXEMPLO DE DESCASO DA ENEL

Um exemplo desse descaso do Enel chega da Grande Sobral, onde, nessa quarta-feira (25), uma empresa foi surpreendida com a paralisação do funcionamento dos seus equipamentos. Ao designar um técnico para a área onde funcionam os respectivos equipamentos, a empresa foi informada que a energia tinha sido suspensa porque a Enel precisava substituir o medidor.

O técnico argumentou que, com a conta em dia, com todos os dados da empresa atualizados no cadastro da Enel, o corte de energia não poderia ser feito de forma irresponsável, colocando em risco e ameaça de queima dos seus equipamentos. Após a ponderação do técnico, a Enel, quase uma hora após provocar a paralisação dos serviços da empresa, religou a rede elétrica, deixando para trás prejuízos ao cliente. Os equipamentos ficaram expostos ao calor acima de 35 graus na Grande Sobral.

O deputado estadual Edilardo Eufrásio da Cruz (MDB), convida a todos os consumidores de energia da ENEL para às 15:00 horas, acompanharem uma audiência pública sobre o aumento em duplicidade e aumentos abusivos nas contas de luz com valores diferentes no mesmo mês.

Categorias
Política Estadual

Ceará é destaque no Fórum Nacional Eólico

O secretário Executivo de Energia e Telecomunicações da Secretaria da Infraestrutura do Ceará, Adão Linhares, apresentou ao mercado de energia eólica do Brasil as experiências e os avanços do estado na área durante a 11ª edição do Fórum Nacional Eólico, realizado em Natal, no Rio Grande do Norte. O evento é considerado o mais importante encontro de investidores do setor no país, reunindo órgãos do setor elétrico, governos, empreendedores e representantes da cadeia de produtos e serviços para discutir aspectos regulatórios e econômicos do setor.

Pioneiro no estímulo à geração eólica no Brasil, o Ceará está entre os três principais geradores de energia a partir do vento do país, tendo a eólica como a segunda principal fonte de energia do estado, com 81 usinas em operação. O Ceará também é pioneiro no mapeamento do potencial eólico disponível, tendo lançado o primeiro Atlas Eólico do país, há vinte anos. “Agora, contando com as novas tecnologias existentes, atualizamos esses dados e temos hoje um atlas híbrido, eólico e solar, que nos traz dados ainda mais concretos e otimistas sobre o potencial do Ceará, apontando inclusive áreas antes pouco exploradas, como nas serras e dentro do mar”, destacou o secretário.

Além do destaque na geração de energia, Adão Linhares também reforçou que o estado conta ainda com uma extensa cadeia produtiva ligada ao setor, despontando na produção e exportação de equipamentos para os parques eólicos e concentrando um alto patamar de tecnologia trazida por empresas multinacionais. “Os bons resultados são reflexo da nossa posição favorável no mercado, visto que o estado tem um diferencial competitivo em logística, potencial de geração, capacidade financeira, ambiente de negócios e capacitação de mão-de-obra. Além disso, as linhas de transmissão seguem em construção, com prazos de entrega antecipados”, explicou o secretário.

Ao lado de representantes de outros estados brasileiros, o Ceará reafirmou a projeção de dobrar sua capacidade de geração de energia eólica, entre 2019 e 2022, contribuindo significativamente para que o Nordeste se fortaleça como exportador de energia para o Sudeste do Brasil.

Categorias
Cotidiano

Nordeste bate recorde de geração de energia eólica

As rajadas de ventos de 44 quilômetros por hora no litoral nordestino fizeram a geração de energia eólica bater dois novos recordes no Nordeste – um histórico, outro anual, na madrugada desta terça-feira (13).

O recorde gerou pico de energia eólica de 9.270,5 MW/h, ou seja, 4,47% a mais do que a do último recorde histórico de 8.873,21 MW h registrado em 18 de novembro de 2018 às 9 horas,  e 18,43% a mais do que o recorde  anual de 7.827,29 MW/h de 11/02/2019.

Este novo recorde com fator de potência de 73,27% abasteceu a demanda do Nordeste brasileiro com  94,596% que naquela hora registrava 9.800  MW/h de consumo de energia.

Categorias
Economia Destaque1

Aumento na conta de energia: bandeira tarifária de julho será amarela

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (28) que a bandeira tarifária de julho será amarela, o que significa uma cobrança extra de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora consumidos. Ao longo do mês de junho, a bandeira vigente era a verde, que não registra cobrança extra nas contas de luz.

O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo de geração de energia e tem como objetivo informar aos consumidores quando esse custo aumenta e permitir que eles reduzam o uso para evitar pagar uma conta de luz mais cara.

A justificativa da Aneel para a mudança na cor da bandeira e retomada da cobrança da taxa extra, é que as previsões são de chuvas abaixo da média na região onde estão as principais hidrelétricas do país, em julho, mês onde as chuvas são tipicamente mais escassas.

 

Categorias
Cidade Destaque2

Bairros de Fortaleza ficam sem energia após falha em subestação da Chesf

Resultado de uma falha na subestação da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) em Fortaleza, alguns moradores da capital tiveram de lidar com uma suspensão do fornecimento de energia na manhã desta terça-feira (25).

Os fortalezenses relatam queda de energia em diversos bairros. A Enel Ceará, responsável pela  distribuição de energia elétrica, informou que está buscando normalizar o fornecimento.

Segundo a Autarquia Municipal de Trânsito de Fortaleza (AMC) alguns semáforos apresentam problemas. Um deles fica no cruzamento das Avenidas Silas Munguba e Bernardo Manoel, no Bairro Serrinha.

Lista de bairros que registraram queda de energia:

  • Aladiço Novo (Fortaleza)
  • Aldeota (Fortaleza)
  • Barra do Ceará (Fortaleza)
  • Barroso (Fortaleza)
  • Bairro Parque São José (Fortaleza)
  • Conjunto Palmeiras (Fortaleza)
  • Conjunto São Cristóvão (Fortaleza)
  • Castelão (Fortaleza)
  • Dionísio Torres (Fortaleza)
  • Mucuripe (Fortaleza)
  • Jardim Jatobá (Fortaleza)
  • Messejana (Fortaleza)
  • Monte Castelo (Fortaleza)
  • Parque Dois Irmãos (Fortaleza)
  • Passaré (Fortaleza)
  • Jangurussu (Fortaleza)
  • Jardim Iracema (Fortaleza)
Categorias
Nacional

Consumo de eletricidade no País cai 2,9% em abril ante abril de 2018, diz EPE

O consumo de energia no País ficou em 39.534 gigawatts-hora (GWh) em abril, o que corresponde a uma queda de 2,9% em relação ao mesmo mês do ano passado, informou a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), em sua resenha mensal. A instituição destacou que desde junho de 2018 não se observava uma variação negativa em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Na divisão entre mercados, o consumo no mercado cativo, atendido pelas distribuidoras, recuou 3,7%, enquanto no mercado livre, em que os consumidores escolhem seu fornecedor, a queda foi de 1,1% em abril ante igual etapa de 2018.

Dentre as classes de consumo, destaque para o segmento industrial, com queda de 6%, no terceiro recuo consecutivo e menor taxa mensal desde março de 2016. 

Categorias
Economia Destaque1

Sem custo extra: Aneel anuncia que tarifas terão bandeira verde no mês de junho

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (31) que as contas de luz vão ter a bandeira verde no mês de junho, ou seja, sem custo adicional para o consumidor. Em maio, as tarifas estavam com a bandeira amarela, com uma taxa extra de R$ 1,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Embora junho seja um mês típico da estação seca das principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN), a previsão hidrológica para o mês superou as expectativas, indicando tendência de vazões acima da média para o período, o que possibilita manutenção dos níveis dos principais reservatórios próximos à referência atual, informou a Aneel.

O que define o sistema de bandeiras tarifárias são duas variáveis: o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) e o nível dos reservatórios das hidrelétricas, medido pelo indicador de risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês).

De acordo com a Aneel, esse cenário reduziu o preço da energia (PLD) e diminuiu os custos relacionados ao GSF e à geração de energia de fontes termelétricas.

Categorias
Ceará Destaque2

Termina nesta sexta-feira o prazo para o recadastramento dos produtores rurais

Acaba nesta sexta-feira (31) o prazo para os produtores rurais se recadastrarem junto à concessionária Enel Distribuição Ceará. A medida é necessária para que o Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) não incida sobre a fatura de energia elétrica.

O Governo do Ceará prorrogou o período até 31 de maio, após verificar a baixa adesão da categoria. Até a última terça-feira (28), 429 mil produtores haviam se recadastrado, contra cerca de 175 mil que não realizaram a comprovação. De acordo com o Decreto n◦ 32.847, publicado em 31 de outubro de 2018, a data limite seria 30 de abril.

Aqueles que não realizarem o recadastramento serão tributados pelo ICMS, podendo arcar com contas, pelo menos, 37% mais caras.

Documentação necessária:

Formulário, devidamente preenchido e assinado;

Registro ou cadastro do titular da unidade consumidora junto a secretarias, institutos, federações e sindicatos listados no formulário;

Pessoa física: apresentar também um documento oficial com foto e CPF;

Pessoa jurídica: apresentar também o cartão de CNPJ atualizado e o contrato, Estatuto Social e demais aditivos.

Categorias
Cidade

Queda de energia e do sinal de celular preocupa moradores do Meireles, Aldeota e Mucuripe

Quem passou pelas ruas do Meireles, Aldeota e Mucuripe se deparou com ruas escuras na noite desta sexta-feira (24). Os moradores da região estão em alerta. Além da queda de energia que deixou os postes sem iluminação, a rede de algumas operadoras, como Oi e Claro, ficaram indisponíveis. As informações foram repassadas por um ouvinte do Jornal Alerta Geral.

Confira o vídeo:

Categorias
Interior

Municípios encontram dificuldades em manter energia paga; Paramoti teve corte geral de energia

Dados apresentados pelo jornalista Beto Almeida no Bate-Papo política desta terça-feira (21) no Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 + 26 emissoras no interior) apontam que a Enel registrou em agosto do ano passado, inadimplência de metade dos municípios do Ceará com a empresa.

Exemplo atual desse problema, a prefeitura de Paramoti teve os serviços suspensos nesta segunda-feira (20), devido ao corte de energia. A informação foi repassada por um funcionário da prefeitura e confirmada pela distribuidora de energia, Enel.

Em nota, a empresa afirma que a suspensão do fornecimento de energia de unidades da Prefeitura de Paramoti ocorre devido a falta de pagamento de faturas por parte dos municípios

A empresa só decidiu interromper o fornecimento de energia após enviar notificações e tentar negociar o débito em várias ocasiões. A suspensão foi realizada em cinco unidades do município e cumpre rigorosamente a resolução 414 da Aneel.

Ainda no Bate-Papo político desta terça-feira (21) no Jornal Alerta Geral (Expresso FM – 104.3 + 26 emissoras no interior), o jornalista Luzenor de Oliveira apontou as consequências dessa inadimplência da gestão municipal:

Prejuízo para as atividades desenvolvidas pela administração municpal, prejuzio principalmente para a população, que fica privada desses serviços que o municípios deveriam prestar.

O jornalista Beto Almeida complementa ao afirmar que este não é um problema restrito somente ao município de Paramoti:

É uma situação ruim porque os prédios públicos ficam sem energia, escolas ficam sem funcionar, o prejuízo é geral pra todo mundo, mas essa não é uma situação específica de Paramoti. Em agosto do ano passado, a enel informou que mais da metade dos municípios estavam inadimplentes com a empresa, isso mostra a dificuldade que os municípios de manter a energia paga.