Categorias
Estadual Economia Destaque2

Ceará exportou US$ 64,9 milhões em equipamentos de energias renováveis no primeiro quadrimestre

O Ceará exportou US$ 64,9 milhões em equipamentos de energias renováveis, entre janeiro e abril de 2019, uma alta de 891,6% em relação ao mesmo período do ano passado. A eficiência logística das empresas produtoras e do Porto do Pecém garantem o ótimo desempenho cearense e o resultado coloca o estado como líder nacional nas exportações de aerogeradores para o exterior.

Por outro lado, as importações do segmento totalizaram US$ 14,5 milhões, valor 209,6% maior em relação a 2018. O que significa que o saldo comercial cresceu 2620,4%, totalizando US$ 50,4 milhões. Os dados são de estudo do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

Os Estados Unidos são o maior cliente das exportações cearenses do setor, com US$ 52,8 milhões. O segundo maior cliente é a Alemanha, com US$ 12,1 milhões.
Já sobre as importações cearenses de equipamentos para a produção de energia limpa, os Estados Unidos reaparecem como segundo maior fornecedor. O mercado americano só perde em fornecimento para a China, que exportou US$ 11,8 milhões ao Ceará.

Esse aumento da entrada de aerogeradores fez do Ceará líder nacional também nas importações do produto. Os itens que obtiveram maior crescimento nas importações cearenses de energias renováveis foram as células solares, que se elevaram em 6990% em relação a 2018, com US$ 2,4 milhões provenientes também da China.