Categorias
Cotidiano

Km 14 da BR-116 em Horizonte será interditado para implantação de passarela

A rodovia BR-116, na altura do km 41, em Horizonte, estará sob condições de interdição alternada de pistas no próximo domingo (16) devido a operação de içamento e monstagem da estrutura metálica da travessia da passarela de pedestres, nas proximidades da saída sul do município.

A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) do Ceará informou que os dois sentidos da rodovia serão bloqueados, em horários alternados. Os veículos serão direcionados para a Avenida Presidente Castelo Branco, antigo traçado da BR-116. A interdição ocorrerá das8h às 12h, para quem segue da Capital para o Interior, e de 14h às 18h, para os que vão do Interior para Fortaleza.

A implantação da estrutura metálica da travessia faz parte da fase final da segunda passarela, de um total de 18, do projeto de construção de travessias em pontos da BR-304, BR-116, BR-222 e BR-020.

Categorias
Interior Destaque1 Destaque3

Descaso: moradores de Horizonte têm só 3 horas para conseguir medicamentos


“Uma excelente política de saúde que cai por terra” – comentário do médico ortopedista Henrique César.

Quem depende do Sistema Único de Saúde (SUS) no município de Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza, agora, tem um tempo limitado para conseguir medicamentos que, por lei, deveriam estar disponíveis a qualquer momento. A Lei nº 927, que torna obrigatória a distribuição, aos finais de semana e feriados, de medicamento do PPI (Programação Pactuada Integrada) está sendo esquecida, deixando a população desassistida.

O médico ortopedista e professor universitário Henrique César, em sua participação, nesta terça-feira, no Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), chama a atenção para o problema de distribuição de medicamentos e destaca a lei do município de Horizonte, aprovada em 2013, como exemplo de boas políticas públicas que deixam de funcionar por incapacidade administrativa. “Uma excelente política de saúde que cai por terra“, afirma o médico.

Os medicamentos pertencem a Programação Pactuada Integrada (PPI), ou seja, que satisfazem às necessidades da maioria da população, portanto, que deveriam estar disponíveis em todos os momentos, em quantidades adequadas e em formas farmacêuticas apropriadas. Política esta que está sendo abandonada pelo prefeito do município, Chico César, e sua administração.

A Secretaria de Saúde de Horizonte, sob o comando do secretário Everardo Cavalcante Domingos, os medicamentos passaram a ser distribuídos apenas das 08h às 11h (nos finais de semana e feriados), no Centro da cidade, tornando o caminho até o medicamento mais longo para quem precisa se deslocar ao Hospital e Maternidade Venâncio Raimundo de Souza, local de distribuição. Quem mora em distritos próximos fica prejudicado com a demora.

Os jornalista Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior) desta terça-feira (12), também comentaram o assunto:

A Lei, que disponibiliza os medicamentos, é uma boa política que presta serviços importantes ao município de Horizonte. Veja, o texto aprovado, aqui.