Categorias
Política Estadual Destaque2

Luiz Pontes é eleito presidente da executiva regional do PSDB, Carlos Matos comandará sigla na capital

O PSDB realizou na noite desta sexta-feira (10), convenção para escolher os novos dirigentes estaduais e municipais de Fortaleza. O ex-senador Luiz Pontes assume o comando do partido no Ceará, para mandato de dois anos. A executiva do PSDB em fortaleza terá como presidente o ex-deputado estadual, Carlos Matos.

Dirigente do PSDB em Fortaleza, Carlos Matos.

O novo dirigente do partido, Luiz Pontes, declarou que o PSDB busca ser protagonista em todo Ceará e se desenvolver não só como um partido, mas como um forte projeto que busca beneficiar todo o Brasil. Luiz Pontes declara que o partido já está com estratégias para fortalecer a campanha e apresentar Carlos Matos como forte candidato a prefeitura de Fortaleza.

A pré-candidatura de Carlos Matos a prefeitura de Fortaleza é uma realidade. O PSDB sempre apresentava candidatos em cima da hora, mas dessa vez será diferente. afirma Luiz Pontes.

Dirigente do PSDB do Ceará, Luiz Pontes.

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) demonstrou como principal objetivo consolidar a juventude e a educação, para conseguir fortalecer o partido nos 184 municípios do estado. A convenção contou com a participação de vereadores e prefeitos integrantes do partido de todo o estado, com destaque para o senador Tasso Jereissati, os deputados estaduais Fernanda Pessoa e Nelinho, o prefeito de Maracanaú Firmo Camurça, o ex dirigente estadual do partido Francini Guedes e o

Além de mudanças nas executivas do partido, a gestão do Instituto Teotônio Vilela (ITV) no Ceará muda de mãos. Ex-deputado federal e secretário de Inclusão Social no governo Bolsonaro, Raimundo Gomes de Matos será presidente do ITV-CE.

 

 

 

Categorias
Política Estadual Destaque1

“O PSDB não pode deixar de ter um candidato a prefeito de Fortaleza’’,  afirma Luiz Pontes

“Eu defendo que o PSDB não pode deixar de ter um candidato a prefeito de Fortaleza. O PSDB, pelo que construiu no Estado do Ceará, pelo que fez em Fortaleza, tem que voltar a ser protagonista’’, disse o ex-senador Luiz Pontes, para em seguida acrescentar. ‘’E vou dar um passo à frente, eu levantei o nome do deputado Carlos Matos para que ele seja o candidato a prefeito de Fortaleza”.

As declarações do ex-senador Luiz Pontes foram feitas, nesta terça-feira (7), em entrevista ao Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 na Capital + 26 emissoras no Interior). Pontes é o nome de consenso a ser oficializado, na próxima sexta-feira (10), a partir das 15 horas, na Convenção Estadual do PSDB para comandar a sigla no Ceará pelos próximos dois anos. A Convenção será realizada no Auditório Murilo Aguiar na Assembleia Legislativa.

O ex-senador afirma que Carlos Matos, que recebeu quase 21 mil votos na Capital, ao concorrer à reeleição de deputado estadual em 2018, é um dos quadros mais preparados do PSDB, conhece bem a cidade, tem experiência na gestão pública e será candidato em condições de entrar na briga para vencer a disputa à Prefeitura da Capital.

Quando perguntado se, devido ao lançamento da pré-candidatura de Carlos Matos, o PSDB deixaria de discutir outros possíveis cenários de composição com outros partidos, Luiz Pontes disse que é homem de diálogo e as portas sempre estarão abertas para entendimentos.

Não é do meu feitio, sou do diálogo. Não podemos fechar as portas

Categorias
Luzenor de Oliveira Destaque1 Destaque3

Luiz Pontes defende expulsão de Aécio e vê Tasso como ponto de equilíbrio no Senado

O ex-senador Luiz Pontes, em entrevista, nesta segunda-feira, ao Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Grande Fortaleza + 25 emissoras no Interior), cobrou uma autocrítica no PSDB com o reconhecimento aos erros cometidos ao longo da história, defendeu a expulsão do senador Aécio Neves e manifestou expectativas sobre a possibilidade do senador Tasso Jereissati ser eleito presidente do Senado.

”O que nos preocupa é não reconhecermos os erros que cometemos ao longo do tempo. Precisamos pensar um novo PSDB.
Se o Aécio não sair, tem que expulsá-lo”

”O que nos preocupa é não reconhecermos os erros que cometemos ao longo do tempo. Precisamos pensar um novo PSDB. Se o Aécio não sair, tem que expulsá-lo”, disse Luiz Pontes, que, embora fora da atividade parlamentar, se mantém ativo nos bastidores políticos e no PSDB. 

Ao ser questionado sobre a pré-candidatura de Tasso Jereissati ao Senado, Luiz Pontes afirmou que, ao alimentar o sonho de vê-lo no comando do Senado, não é bairrismo, mas sim a oportunidade de um homem ético, com equilíbrio e autoridade, dirigir o Senado para ajudar o Brasil e o próprio Governo de Jair Bolsonaro sem o toma-lá-dá-cá que marca a política brasileira.

Acompanhe a entrevista completa: