Categorias
Saúde

Mais Médicos: profissionais já podem indicar municípios de atuação

Os profissionais aptos a participar do Programa Mais Médicos já podem indicar os municípios onde têm interesse de trabalhar. De acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira (7) pelo Ministério da Saúde, os médicos têm até as 12h da próxima segunda-feira (10), para acessar o site do programa e fazer suas indicações. São oferecidas 2.149 vagas em 1.130 municípios com os maiores índices de vulnerabilidade social do país nos 26 estados da Federação, exceto no Distrito Federal, além de 13 distritos sanitários especiais indígenas (DSEIS).

Conforme o ministério,a primeira fase do 18º ciclo do programa dá prioridade à participação de profissionais formados e habilitados com registro em conselhos regionais de Medicina (CRM) de estados brasileiros. Para garantir a imparcialidade na escolha dos profissionais, tiveram preferência na classificação médicos com perfil de atendimento para a atenção primária, com títulos de especialista ou residência médica em medicina da família e comunidade.

Caso sobrem vagas, serão oferecidas aos profissionais brasileiros formados em outros países e que já tenham habilitação para o exercício da medicina no exterior. A previsão do Ministério da Saúde é que os médicos comecem a atuar nas unidades de saúde em junho deste ano.

Categorias
Política Estadual

Garantia dos direitos das crianças marca início do II Seminário Internacional Mais Infância Ceará

Mais de mil gestores públicos, profissionais e representantes de entidades cearenses e de outros estados que promovem ações voltadas para crianças participam, nesta terça (28) e quarta-feira (29) do II Seminário Internacional Mais Infância Ceará, que tem como tema “A Garantia dos Direitos das Crianças na Construção de um Futuro Sustentável”. Promovido pelo Governo do Ceará, no Centro de Eventos, em Fortaleza, o encontro comemora os 30 anos da Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança.

A solenidade de abertura, nesta manhã, contou com a participação do governador Camilo Santana, que, ao lado da primeira-dama Onélia Santana, idealizadora do Programa Mais Infância Ceará, e do ministro da Cidadania, Osmar Terra.

O evento reúne um grupo de excelência de profissionais que atuam no Brasil e em diversas partes do mundo e que irão trocar experiências individuais na área dos direitos da criança. Camilo Santana destacou que dentre os bons resultados na área o Ceará comemora a liderança no país em vagas para crianças em creches.

“É um conjunto de ações pensando na fase mais importante da vida da pessoa que é a infância. Se a gente não tiver uma criança bem acolhida, orientada e estimulada isso pode comprometer o futuro das crianças”, enfatizou o governador.

Camilo reforçou a importância que o Governo do Ceará dá ao programa ao relembrar que a iniciativa foi transformada no último mês de março em uma política de Estado, com recursos garantidos por lei, independentemente da gestão que esteja à frente do Executivo.

“O mundo olha para as crianças, o Brasil está priorizando isso e o Ceará vem priorizando como uma política pública que se tornou lei. Nós sancionamos esse ano, o Programa Mais Infância do Ceará é uma política pública com orçamento garantido pelo Estado para a gente cuidar cada vez mais das nossa crianças”, comemorou.

Foto: Reprodução.

Idealizado pela primeira-dama Onélia Santana e criado em agosto de 2015, o Programa Mais Infância Ceará defende “a necessidade de se ter um olhar especial à infância a partir de um diagnóstico da situação do Estado na área e do mapeamento das ações voltadas para o segmento nas diferentes secretarias estaduais”.

Categorias
Política Estadual

Ceará recebe especialistas para o II Seminário Internacional Mais Infância Ceará

Acontecerá, nesta terça (28) e quarta-feira (29), o “II Seminário Internacional Mais Infância Ceará: a Garantia dos Direitos das Crianças na Construção de um Futuro Sustentável”. A abertura está agendada para as 8:30 desta terça, com a presença do governador Camilo Santana e da primeira-dama Onélia Santana, idealizadora do Programa Mais Infância Ceará, no Centro de Eventos do Ceará.

Serviço

II Seminário Mais Infância Ceará

Local: Centro de Eventos do Ceará (Avenida Washington Soares, 999, Edson Queiroz), salão Pecém.
Data: 28 e 29/5 (terça e quarta-feira)
Hora: 8h30min

Lançamento do livro do “Programa Mais Infância Ceará”

Local: Pavilhão de Eventos da Residência Oficial (Rua Deputado Moreira da Rocha, 1.200, Meireles)
Data: 28/5/2019 (terça-feira)
Hora: 20h

Categorias
Geral

Frase “Holocausto nunca mais” será projetada nas torres do Congresso nesta quarta-feira (1)

Para lembrar o Dia do Holocausto e do Heroísmo, as torres do Congresso Nacional (Câmara dos Deputados e Senado) vão receber na noite desta quarta-feira (1º) a projeção da frase: “Holocausto Nunca Mais”.

A Confederação Israelita do Brasil (Conib), que solicitou a projeção, ressalta que a iniciativa é um tributo à memória dos 6 milhões de judeus exterminados pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, em episódio considerado o mais sombrio da história moderna.

A homenagem lembra também o espírito de resistência dos que conseguiram se rebelar em algumas cidades ocupadas pelos nazistas e em alguns campos de concentração.

Memória

Além de manter viva a memória das vítimas do nazismo, de acordo com a Conib, o objetivo da data é fazer o holocausto chegar ao conhecimento de todos, servindo de alerta contra o antissemitismo.

Conforme o calendário judaico, o Dia do Holocausto e do Heroísmo – Yom HaShoá VehaGvurá, em hebraico – é lembrado em 27 do mês de Nissan, que no calendário gregoriano corresponde ao início da noite de 1º de maio até o pôr do sol do dia 2, feriado nacional em Israel. Segundo a Conib, nessa data os estabelecimentos públicos do país permanecem fechados, as sirenes de ataques aéreos soam e os israelenses param por dois minutos em homenagem às vítimas do nazismo.

Categorias
Saúde Geral Destaque2 Destaque3

Vacina para febre amarela pode prevenir zika, mas CE registra mais casos de dengue

Um estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostrou que a vacina da febre amarela pode proteger contra a infecção pelo vírus zika. Testes realizados mostram que a vacina estimula o organismo a destruir o zika.

No entanto, mesmo com mais essa possibilidade de prevenção, o sinal de alerta precisa ficar ligado mais do que nunca, pois dados do Ministério da Saúde apontam que o número de casos de dengue no estado do Ceará teve aumento de 81,8% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Até o dia 16 de março deste ano, o estado notificou 2.034 casos da doença. No mesmo período de 2018, foram 1.119 casos. A incidência no estado é de 22,4 casos/100 mil habitantes, considerado baixo em termos nacional. Ceará não registrou óbitos em decorrência da doença neste ano.

O mosquito aedes aedypti é o transmissor da dengue e da zika e, apesar dos casos dessa última doença terem diminuído nos últimos meses, com o aumento dos registros de dengue, é preciso tomar cuidado, pois a zika continua sendo uma das mais temidas infecções do mundo.

Ela é uma das principais causas de microcefalia e uma série de malformações em bebês, além de distúrbios neurológicos, como a síndrome de Guillain-Barré, em adultos.

Confira todas as informações com o correspondente do Jornal Alerta Geral, Wanderley Moises:

Categorias
Carlos Alberto Alencar Geral Destaque2 Destaque3

Com as flexibilizações das relações trabalhistas, a contratação formal ficará cada vez mais difícil, diz Carlos Alberto Alencar

Se você não tem o hábito de comparar preços para verificar qual a opção mais barata, comece a rever a importância dessa prática. Segundo o economista e correspondente do Jornal Alerta Geral, Carlos Alberto Alencar, com a Reforma da previdência, não há expectativas para a diminuição dos índices de desemprego a curto prazo e com as flexibilizações das relações trabalhistas, a contratação formal será dificultada.

Confira a análise completa do economista Carlos Alberto Alencar clicando no player abaixo:

Categorias
Geral Destaque2 Destaque3

Fim do Mais Médicos: Governo tem que pensar menos em politicagem e mais no povo, afirma Dr. Henrique

O tabloide do jornal El País desta quarta-feira (6) noticiou que o Governo Federal Brasileiro afirmou, através da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde do Ministério da Saúde, liderado pela médica pediatra dra. Mayra, recém candidata derrotada ao Senado cearense, a extinção do programa Mais Médicos.

O médico ortopedista e professor universitário Henrique César fez uma análise completa sobre o assunto na edição desta quinta-feira (7) do Jornal Alerta Geral. Confira clicando no player abaixo:

Categorias
Interior

Mais Médicos: novas datas para selecionar municípios

Brasileiros formados no exterior e estrangeiros inscritos no Programa Mais Médicos têm novas datas para selecionar os municípios que ainda têm vagas abertas. O primeiro grupo tem os dias 7 e 8 de fevereiro para escolher a localidade no site do programa.

Nos dias 18 e 19 do mesmo mês, será a vez de estrangeiros terem acesso ao sistema para optar pelas vagas.

No Estado do Ceará restaram, para a segunda chamada, 69 das 443 vagas ofertadas na primeira, das quais 47 foram preenchidas por médicos com registro no Conselho de Medicina do Ceará.

Os postos que ainda estiverem abertos serão disponibilizados na próxima etapa do programa entre os dias 23 e 24 de janeiro, para profissionais brasileiros com formação no exterior.

Se não forem preenchidas nesse momento, essas vagas serão reabertas nos dias 30 e 31 para médicos estrangeiros.

De acordo com o Ministério da Saúde, a alteração no cronograma se deu por conta do período de carnaval, que seria durante o acolhimento dos médicos. Com a mudança, a validação dos médicos brasileiros que estão com a documentação correta está prevista para ser divulgada no dia 31 de janeiro. No dia 12 de fevereiro, será divulgado o resultado dos médicos estrangeiros, que terão a mesma oportunidade, conforme o novo cronograma.

Após a escolha desses profissionais, o governo federal deve publicar, nos dias 13 e 21 de fevereiro, a lista com os nomes de brasileiros e estrangeiros respectivamente alocados nas cidades selecionadas. Ao todo, 10.205 profissionais brasileiros e estrangeiros com habilitação para exercício da medicina no exterior (sem registro no Brasil) completaram a inscrição no Mais Médicos.

Categorias
Destaque2 Destaque3

Dr. Henrique: cai por terra que Brasil não tem profissionais suficientes para Mais Médicos

Segundo o último balanço divulgado nessa terça-feira (15) pelo Ministério da Saúde, 82% das vagas do último edital do Programa Mais Médicos foram preenchidas.

Ao todo, 8.517  oportunidades foram disponibilizadas após o encerramento do contrato com a Organização Panamericana de Saúde e a vinda dos médicos cubanos.

Com a publicação do resultado dos selecionados na segunda chamada, mais de 7 mil médicos com registro no Braisl se apresentaram aos municípios.

Dos 1.707 profissionais que se inscreveram na última chamada, 1.089 compareceram aos locais escolhidos e estão tendo a participação validada.Ao todo, os médicos ocuparam as vagas de mais de metade das cidades com oportunidade aberta.

Foram 20.549 vagas em 1.197 municípios e 34 distritos indígenas.

Ceará

No Estado do Ceará restaram, para a segunda chamada, 69 das 443 vagas ofertadas na primeira, das quais 47 foram preenchidas por médicos com registro no Conselho de Medicina do Ceará.

Mais de 85% dos médicos que participarão do programa no Estado tem registro no Conselho de Medicina, caindo por terra a teoria de que não teríamos médicos suficiente para preencher as vagas do programa.

Os postos que ainda estiverem abertos serão disponibilizados na próxima etapa do programa entre os dias 23 e 24 de janeiro, para profissionais brasileiros com formação no exterior.

Se não forem preenchidas nesse momento, essas vagas serão reabertas nos dias 30 e 31 para médicos estrangeiros.

Para o Dr. Henrique Cesar, ai está um grave problema. Ele questiona: que tipo de médico você deseja que lhe atenta? Um que tenha o crivo do registro do Conselho ou um que tem o RMS (Registro do Ministério da Saúde) e que não passou pelo crivo de provas e revalidações do seu diploma?

Acompanhe a reflexão completa do Dr. Henrique Cesar no player abaixo: