Categorias
Política Estadual Destaque3

“O deputado Nezinho Farias aceitou o pedido de desculpas, o grande problema é o estrago”, pontua Luzenor de Oliveira

A 12ª Unidade do Juizado Especial Cível marcou uma audiência de conciliação entre os deputados André Fernandes (PSL) e Nezinho Farias (PDT) para o dia 3 de setembro. O parlamentar pedetista cobra indenização de R$39 mil reais por danos morais. O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral desta sexta-feira (12).

O jornalista Beto Almeida comentou a ação judicial de Nezinho no Bate-Papo Político: “O Nezinho mostrou que não desculpou e que já entrou com pedido de indenização”. Em contrapartida, o jornalista Luzenor de Oliveira avalia que o deputado aceitou, mas que o estrago foi feito:  Não se trata de desculpar ou não, o deputado estadual Nezinho Farias aceitou o pedido de desculpas, o grande problema é o estrago, é ser o alvo, a imagem de quem recebe é alvo de ataques porque o conteúdo está lá nas redes sociais”.

Enredo

Toda a polêmica teve início em junho com as declarações de André Fernandes no plenário da Assembleia Legislativa, afirmando que recebia diariamente denúncias de deputados que tinham, possivelmente, ligação com o crime organizado. As acusações foram foram formuladas em ofício junto ao Ministério Público do Estadual.

O documento, encaminhado sob sigilo, continha acusação direta contra o parlamentar Nezinho Farias. André acusava o colega de manter relações com facções criminosas e favorecer grupos criminosos com um projeto de lei para regulamentação de jogos eletrônicos.

Devido a ausência de provas significativas, o Ministério Público do Estado do Ceará arquivou a denúncia de André Fernandes. A repercussão, bastante negativa na Assembleia, fez com que o deputado do PSL se desculpasse perante os colegas, sobretudo, com Nezinho, assumindo, assim, a falha por não ter analisado minuciosamente as denúncias que recebeu.

A audiência entre os parlamentares ocorre em função da ação indenizatória de Nezinho Farias, entretanto, o deputado André ainda não foi notificado oficialmente e só se manifestará após receber a notificação da Justiça.

Categorias
Cultura Cotidiano

Assembleia Legislativa discute regulamentação dos esportes eletrônicos

Nesta quinta-feira (30), a partir das 15h, a Comissão de Cultura e Esporte da Assembleia Legislativa realiza uma audiência pública para discutir a regulamentação dos esportes eletrônicos no Ceará. O evento acontecerá no Completo de Comissões Técnicas. 

De acordo com o deputado Nezinho Farias (PDT), responsável pela solicitação da audiência, está em crescimento o número de usuários que estão aderindo ao esporte como profissão. “Inicialmente vistos como uma simples brincadeira para crianças e adolescentes,  o esporte eletrônico se transformou em assunto sério e alimenta uma indústria altamente lucrativa”, justifica.

O evento tem como propósito discutir com a comunidade o crescimento desse mercado e qual o impacto positivo que ele pode trazer para a educação, e para a proteção desses atletas, além de promover a geração de renda.

O Ministério da Cidadania, através da Secretaria Especial de Cultura, divulgou, em janeiro deste ano, que 75,7 milhões de pessoas podem ser consideradas usuárias de jogos eletrônicos no Brasil. O volume de jogadores coloca o País em primeiro lugar entre os países latino-americanos e em 13º lugar no ranking global do setor.
LV/CG