Categorias
Estadual

Sem funcionários, trabalhadores têm dificuldades em realizar perícia médica e ficam sem o benefício

Somente na Gerência Executiva do Ceará, 40.000 processos de aposentadoria foram protocolados nos últimos quatro meses de 2018. Toda essa papelada e coleta de informações estão nas mãos de apenas 112 funcionários do INSS. O prazo para o INSS implantar o benefício após o deferimento é de 45 a 60 dias.

Com menos servidores e maior demanda de solicitação de benefícios, o Instituto Nacional do Seguro Social no Ceará ainda está analisando os processos de aposentadoria encaminhados pelos segurados nos meses de agosto e setembro do ano passado.

Os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, no Jornal Alerta Geral, voltaram a falar desse quadro, que é dramático, mas real. Segundo eles, a perícia médica é o fator mais preocupante porque atinge pessoas sem condições de trabalho mas que, mesmo assim, não são aparados pelos INSS.

+ Com menos servidores e mais pedidos de aposentadoria, INSS no CE analisa 40 mil processos de 2018

O jornalista Luzenor de Oliveira relembra, ainda, que, com o aumento no número de pedidos de aposentadoria, houve um acúmulo desses pedidos em todo o Brasil. Com isso, quem deu entrada no pedido esse ano terá que esperar, pelo menos, até a metade do segundo semestre para saber se tem direito ou não.