Categorias
Política Nacional

Manuela D’Ávila diz que depôs voluntariamente e entregou celular à PF

A ex-deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB), candidata à vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT) na eleições de 2018, afirmou em uma rede social, nesta quinta-feira (29/8), que entregou seu telefone celular para ser periciado pela Polícia Federal, após prestar depoimento sobre qual seria sua relação com um homem preso por suspeita de ter hackeado os smartphones de várias autoridades.
“Ontem, entreguei, voluntariamente, meu celular para a PF. Eu já havia entregue os prints de todas as conversas. Ontem, entreguei as informações do telefone para que fique comprovado a veracidade das informações que prestei voluntariamente em meu depoimento. Por que ninguém mais entregou o telefone?”, escreveu em sua conta no Twitter.
D’Ávila foi citada por Walter Delgatti Neto, um dos acusados de hackear os telefones, como a pessoa que lhe forneceu o contato do jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept. Greenwald é o responsável pela divulgação de diálogos atribuídos a procuradores da Lava-Jato e ao ministro da Justiça, Sergio Moro, e que resultaramnoescândalo conhecido como Vaza Jato.
No dia 26 de julho, a ex-deputada emitiu uma nota na qual confirmava ter repassado o telefone de Greenwald a uma pessoa que a procurou querendo divulgar material “para o bem do país”.
D’Ávila foi convocada, duas semanas atrás, a prestar esclarecimentos sobre o assunto pela Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados, após requerimento apresentado por Capitão Augusto (PL-SP).
Categorias
Política Nacional Destaque3

Polícia do Pará identifica suspeitos de provocar queimadas na Amazônia

A Polícia Civil do Pará identificou três suspeitos de provocar queimadas em área de floresta nativa no sudeste do estado. Nesta quinta-feira (29), policiais cumpriram mandados de busca e apreensão na casa dos suspeitos. Dois são irmãos e proprietários da fazenda Ouro Verde, em São Félix do Xingu, e o terceiro é gerente da propriedade. A fazenda fica localizada dentro da Área de Proteção Ambiental Triunfo do Xingu.

Segundo a polícia, foi encontrado no local um grupo de trabalhadores em condições análogas à escravidão. A operação está ainda em andamento.

Durante a operação, um dos suspeitos foi preso em flagrante com um revólver calibre 38, sem porte legal, durante cumprimento de busca e apreensão, na sede da fazenda em São Félix do Xingu. Os três vão responder por danos em área de proteção ambiental, poluição, queimadas e associação criminosa. De acordo com a Polícia, equipes fazem buscas na fazenda e em outras propriedades dos investigados, localizadas no estado de Goiás.

Segundo o diretor de Polícia do Interior da Polícia Civil do Pará, delegado José Humberto Melo, as investigações mostram que o grupo já derrubou e tocou fogo em mais de 5 mil quilômetros de mata. As investigações indicam que um dos suspeitos pode ter contratado mais de 50 homens para derrubar 20 mil hectares na fazenda Ouro Verde, que dica em área de proteção ambiental.

Categorias
Política Nacional

De olho nas eleições de 2020, PSL discute mudança de nome e fim de ‘fogo amigo’

Faltando um ano para o inicio das eleições municipais, o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, começa a discutir medidas para evitar novos constrangimentos, como as denúncias de candidaturas laranjas. Outro assunto que preocupa as lideranças do partido são as disputas internas entre integrantes da legenda atacando o próprio governo e votando contra a orientação partidária.

No Jornal Alerta Geral desta segunda-feira (29) os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida comentaram sobre casos envolvendo integrantes do partido. Um deles, a polêmica envolvendo os deputados Heitor Freire, André Fernandes e Delegado Cavalcanti. André saiu com saldo negativo e perdeu o comando da executiva do PSL em Fortaleza.

Ainda no Ceará, o presidente da legenda, Heitor Freire, exonerou Diego Cavan Marques da presidência da Comissão Provisória de Massapê ao descobrir que ele usava tornozeleira eletrônica após ser sentenciado por apropriação indébita. Segundo o jornalista Beto Almeida, ele foi retirado da função em 29 de junho e não está mais filiado ao PSL.

No cenário nacional, em junho, a Polícia Federal (PF) prendeu temporariamente Mateus Von Rondon, então assessor especial do Ministério do Turismo, sob suspeita de envolvimento no esquema. Dias depois, ele foi solto e mantido no cargo. Assim, o partido do presidente tenta, nos próximos dias, reestruturar suas bases já pensando nas eleições municipais de 2020.

Categorias
Política Nacional

Guedes confirma liberação de R$ 42 bi de FGTS e PIS até o fim de 2020

A liberação de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Programa de Integração Social (PIS) totalizará R$ 42 bilhões até o fim do ano que vem, disse hoje (23) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo ele, a injeção de recursos na economia deverá somar R$ 30 bilhões neste ano e R$ 12 bilhões em 2020.

“Eu tinha falado, um mês ou dois atrás, que [a liberação do FGTS e do PIS] ia ser em torno de R$ 42 bilhões. Vai ser isso mesmo. Deve ser uns R$ 30 bilhões esse ano, uns R$ 12 bilhões no ano que vem. São os R$ 42 bilhões que eu tinha falado. Só que vocês vão ver que há novidades, há coisas interessantes”, disse o ministro, depois da solenidade de lançamento do novo modelo de mercado para o gás, no Palácio do Planalto.

Segundo agencia Brasil,o anúncio das medidas para o FGTS está previsto para amanhã, às 16h. Segundo Guedes, o governo pretende permitir um saque anual de contas ativas e inativas em caráter definitivo. Todos os anos, o trabalhador retiraria um percentual do saldo ou um valor fixo. “O governo passado soltou só [o saque para contas] inativas. Nós vamos soltar ativas e inativas. Eles soltaram uma vez só. Nós vamos soltar para sempre. Todo ano vai ter”, comentou.

O ministro não confirmou se o saque neste ano será restrito a R$ 500 por conta. Ontem (22), o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, tinha dito que as medidas em relação ao FGTS teriam impacto de curto e de médio prazo. Ele assegurou que a equipe econômica está tendo cuidado para que a liberação não descapitalize o fundo, que financia projetos de moradia popular, saneamento e infraestrutura.

Da injeção prevista para este ano, R$ 28 bilhões decorreria da liberação dos saques do FGTS e R$ 2 bilhões das contas do PIS/Pasep. A partir de 2020, o trabalhador poderá retirar uma parcela da conta do FGTS no mês de aniversário, com um intervalo de tolerância para sacar, segundo técnicos do Ministério da Economia.

Hacker

O ministro também comentou a suspeita de ataque hacker em seu celular, ontem (22) à noite. “Isso é o banditismo. Isso é invasão de privacidade, isso é um retrocesso enorme, isso é o uso de coisas destrutivas. Estamos querendo reconstruir o país e tem, infelizmente, marginais, bandidos que ficam fazendo este tipo de coisa. Mas vamos para frente”, declarou.

Hoje, a Polícia Federal (PF) deteve quatro suspeitos de invadirem o celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Eles foram detidos em caráter temporário nas cidades de Araraquara, São Paulo e Ribeirão Preto e, segundo a PF, integram uma organização que pratica crimes cibernéticos. Também foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão.

Categorias
Policial

PF prende dois homens com cocaína no Aeroporto

Nesse domingo (21) a Política Federal prendeu dois homens tentando embarcar com cocaína para Frankfurt (Alemanha) com mais de 2 quilos de cocaína no Aeroporto Internacional de Fortaleza.

Na tarde, os dois homens, naturais da Bahia e Paraná, foram conduzidos por policiais federais para acompanhar a revista na mala, mediante suspeita. Foi realizada revista e localizados 2,6 quilos de cocaína no fundo falso da mala. Nessa ocasião, foi dada voz de prisão aos homens.

Os presos foram conduzidos à sede da Polícia Federal no Ceará, onde foram autuados pelo crime de tráfico internacional de drogas.

Informações da Assessoria de Comunicação da Polícia Federal

Categorias
Policial Destaque3

Operação da Polícia Federal barra R$ 15 milhões de fraudes no INSS do Ceará

A Polícia Federal, em conjunto com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, deflagrou nesta quarta-feira (26) a Operação Frenesi, com o objetivo de desarticular organização criminosa especializada em fraudar benefício previdenciário de aposentadoria por idade rural.

Cerca de 90 policiais, com o apoio de cinco servidores da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, deram cumprimento a 16 mandados de busca e apreensão, 2 de prisão preventiva e 1 de prisão temporária expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal, nas cidades de Fortaleza, Redenção, Maracanaú, Acarape e Pacatuba. A Justiça determinou o arresto de bens móveis e imóveis, e bloqueio de valores em contas bancárias em nomes dos envolvidos.

As investigações iniciaram em 2014 a partir de notícias recebidas pela Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, dando conta de possível esquema fraudulento para concessão de benefícios rurais. O servidor da autarquia previdenciária que estaria à frente de organização envolvendo seus familiares e terceiros foi identificado.

Para o cometimento dos crimes, o chefe da organização atuava concedendo benefícios rurais de aposentadoria por idade para pessoas da área urbana, que nunca foram trabalhadoras rurícolas, em troca de propinas pagas com empréstimos consignados no benefício.

Até o momento foram analisados pela CGINT cerca de 600 benefícios deferidos pelo servidor do INSS que causaram um prejuízo de cerca de R$ 15 milhões. Com a deflagração desta operação e consequente desmantelamento da organização, estima-se que se esteja evitado cerca de R$ 157,4 milhões de prejuízos aos cofres públicos.

Os envolvidos responderão pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, estelionato majorado e inserção de dados falsos em sistemas corporativos do Governo Federal.

O nome da operação é uma alusão à frenética atuação do servidor para alcançar seus objetivos, ao realizar os procedimentos fraudulentos de concessão de benefícios previdenciários, havendo casos em que o despacho concessório se deu em menos de quatro minutos.

Veja fotos da operação: 

Foto: reprodução.
Foto: reprodução.

 

(*)com informações da assessoria da Polícia Federal

Categorias
Cotidiano

Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão contra crimes cibernéticos no Ceará

A Operação Singular da Polícia Federal, cumpre, nesta terça-feira (4), cinco mandados de busca e apreensão contra alvos suspeitos de cometerem crimes cibernéticos. Além do Ceará, a operação também atuará nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. 

Segundo os investigadores, o principal crime cometido pelos alvos é a fraude bancária eletrônica, com roubo de dados de cartões de crédito e sua posterior revenda. Foram sete pessoas identificadas como líderes da organização criminosa. 

De acordo com a polícia, um dos hackers indentificados invadiu o sistema informático de uma grande empresa responsável pela elaboraçã de concursos  e passou a cobrar valores em criptomoedas para aprovar candidatos que conseguissem chegar à segunda fase do exame. 

O crime de formação de organização criminosa prevê pena de três a oito anos de reclusão. Já o furto de cartões de crédito prevê de dois a oito anos de prisão. Por fim, o crime de invasão de dispositivo informático, pena de um a quatro anos. 

Categorias
Luzenor de Oliveira Cotidiano Destaque3

Polícia Federal terá quadro ampliado em 1.047 agentes e delegados

O Diário Oficial da União circula, nesta sexta-feira (24), o conteúdo do Decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que autoriza a contratação de 1.047 aprovados em concurso público da Polícia Federal. Do total de contratações, 500 já estavam originalmente previstos no concurso. Dentre os 547 aprovados a mais pelo governo, 169 são delegados da PF.

A medida faz parte das ações do Governo para recompor os quadros da Polícia Federal que, atualmente, têm um déficit de 4.350 servidores. A maior parte das vagas – 2.425, é de agentes. O decreto destaca, ainda, que o provimento dos cargos está condicionado à nova Lei Orçamentária anual.

O  provimento dos cargos está condicionado à declaração do ordenador de despesa sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa com a Lei Orçamentária Anual e a sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrada a origem dos recursos a serem utilizados,
diz a nota.

+ O que dois especialistas – um favorável e outro contra – acham da flexibilização do porte e posse de armas de fogo?

No dia 14 de abril, em uma postagem no Twitter, Bolsonaro já havia anunciado que o governo chamaria 1.000 candidatos aprovados para compor o quadro da PF. Segundo ele, o objetivo é compor o quadro de inteligência, como no trabalho da Lava-Jato e outros serviços de segurança nacional dentro do orçamento possível.

Assim, o governo autoriza a nomeação de candidatos aprovados no concurso público da Polícia Federal. O decreto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizando a nomeação, está publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24), passando, assim, a valer.

Categorias
Policial Destaque2

PF deflagra Operação Furniture, que combate desvio de recursos públicos federais no Ceará

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (21), a Operação Furniture, que tem como objetivo combater fraudes na aplicação de financiamento de recursos concedidos pelo Poder Público Federal. Segundo informações parciais, os investigados respondem a, pelo menos, três crimes prescritos em lei.

Policiais federais estão cumprindo, na capital cearense, dois mandados de busca e apreensão determinados pela 11ª Vara da Justiça Federal no Ceará e três mandados de intimação expedidos pela autoridade policial. A Justiça Federal ordenou, ainda, a indisponibilidade dos bens dos envolvidos.

As investigações apontam que um empresário do ramo de móveis planejados desviava recursos oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) das contas da empresa para as contas de familiares, causando um prejuízo no valor de mais R$ 2,4 milhões ao Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

Os investigados poderão responder pela prática de crimes contra o sistema financeiro nacional, lavagem de dinheiro e associação criminosa, de acordo com o nível de participação. O nome da operação é uma alusão ao objeto social da empresa, que se prestava supostamente à fabricação de móveis projetados.

(*) com informações da Polícia Federal do Ceará

Categorias
Interior

Operação Aluminium: agentes já realizaram 10 mandados de prisão e 18 de busca e apreensão

Deflagrada nesta terça-feira (16) contra sonegação fiscal, as empresas alvo da operação Aluminium movimentaram R$ 5 bilhões nos últimos 4 anos, segundo o Ministério Público do Ceará (MP-CE). O órgão estima que apenas a empresa apontada como a principal beneficiária do esquema criminoso tenha sonegado cerca de R$ 220 milhões de 2014 a 2018.

A operação cumpriu 10 mandados de prisão e 18 de busca e apreensão em Fortaleza, Juazeiro do Norte, Eusébio e Jaguaribe, no Ceará, e em outros estados como Sergipe e São Paulo.

Pelo menos cinco pessoas já foram presas, todas em Juazeiro do Norte. Pessoas ligadas ao setor da indústria de transformação que trabalham com alumínio foram alvos da investigação. Em Juazeiro do Norte, os agentes realizaram buscas em um condomínio no bairro Lagoa Seca. Em seguida, eles foram a uma empresa no mesmo bairro cumprir outros mandados de prisão.