Categorias
Política

“Ele se rendeu”, afirma Beto Almeida sobre revogação das armas

O presidente Jair Bolsonaro decidiu voltar atrás e revogar o decreto editado em maio que regulamentava o posse e a porte de armas de fogo para o cidadão brasileiro. O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 + 26 emissoras no interior + Redes Sociais).

No Bate-Papo político desta quarta-feira (26), o jornalista Beto Almeida avaliou que a decisão de Bolsonaro condiz com o ambiente político que ele iria enfrentar para aprovar a proposta. “Ele se rendeu as dificuldades óbvias que tinha pra aprovar o projeto na Câmara. Ele percebeu que ia ser derrotado, o recuo foi necessário. Foi uma atitude prudente, inteligente porque ele sabia que não tinha como passar”, conclui Beto.

Argumentando que o decreto era inconstitucional e que deveria ser apresentado através de projeto de lei, a maioria dos senadores aprovou na semana passada a revogação do decreto presidencial que flexibiliza o acesso às armas de fogo.

Após a derrota, Bolsonaro ainda se articulou para pressionar os deputados da Câmara a manterem o decreto, mas entendeu que o cenário era adverso e agora enviará as mudanças na posse e no porte de armas com o formato de projeto de lei.

O Senado Federal vota nesta quarta-feria (26), na Comissão de Constituição e Justiça a ampliação da posse de armas para proprietários rurais. Caso aprovado, o projeto dará o direito ao trabalhador rural de circular armado e defender sua propriedade dos invasores.