Categorias
Policial Destaque3

Justiça solta suspeitos de sonegar cerca de R$600 milhões no Ceará

Pouco depois de 24h após cumprimento do mandato de prisão, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), pediu a soltura dos 10 suspeitos presos na operação Aluminium, realizada na última terça-feira (16). O magistrado da Vara de Delitos de Organização Criminosa do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE) decidiu, nesta quarta-feira (17), pela revogação da prisão temporária dos detidos.

O grupo é suspeito de estar envolvido em um esquema criminoso milionário de sonegação, responsável por deixar rombo nos cofres públicos do Estado do Ceará e da União.

A operação identificou empresas de fachada que movimentaram cerca de R$ 5 bilhões no ramo de indústrias de transformação de alumínio e sonegaram mais de R$ 600 milhões em quatro anos.

De acordo com o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), a decisão foi tomada porque a prisão já atingiu sua finalidade, já as pessoas retro citadas já foram ouvidas e os mandados de busca e apreensão já cumpridos.