Categorias
Geral Destaque1 Destaque3

Bate Papo: reforma da Previdência dificulta aposentadoria feminina

Bate Papo Política desta sexta-feira (8)

No Dia Internacional da Mulher um dos principais assuntos que atingem as brasileiras é a reforma da Previdência. As mulheres são alvo das mudanças previdenciárias, começando pelo tempo de contribuição previsto na proposta. Mesmo estando, hoje, protegidas pela legislação, com as mudanças previstas, as mulheres se aproximam mais da idade de contribuição dos homens.

No Bate Papo Político desta sexta-feira (8), no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida voltaram a colocar a reforma no centro da discussão. Dois assuntos, dentro da proposta, ganham destaque: a dificuldade que as mulheres ainda têm em entrar no mercado de trabalho, e as mudanças na aposentadoria rural.

Sobre a presença do público feminino no mercado de trabalho, o jornalista Luzenor de Oliveira diz que, por conta da legislação de proteção dos direitos femininos, como Licença Maternidade, esse pública não tem o mesmo tempo de contribuição dos homens. Se a reforma for aprovada do jeito que está, as mulheres terão seu tempo de contribuição aumentado para 62 anos ou 20 de contribuição.

Além disso, as trabalhadoras rurais também terão novas regras. A proposta é que elas se aposentem com quase a mesma idade das mulheres que residem em centros urbanas – o que daria 60 anos como idade máxima e 20 anos de contribuição. Para Beto Almeida, este é outro ponto que não vai passar. A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) tramita na Câmara e, se passar, segue para o Congresso.