Categorias
Policial

Forró segue em luto com morte de dançarina. Autoridades mantém silêncio

Gabriela Amorim, de 25 anos, dançarina da banda de forró Sala de Reboco, do Ceará, morreu na madrugada dessa sexta-feira (5), após ser baleada na cidade de Irecê, no norte da Bahia. Outras duas pessoas também ficaram feridas: o sanfoneiro Eliedelson Porcidônio Júnior, de 32 anos, atingido na perna, e a cantora da banda, Joelma Rios, de 44, atingida nas nádegas e na perna. Os artistas alegam que foram surpreendidos pelos tiros e que não houve qualquer sinalização policial, como sinal de luz ou giroflex.

Segundo a Polícia Civil, a 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior de Irecê investiga as circunstâncias em que se deu o incidente. A Polícia Militar não se posicionou sobre o caso. As primeiras informações indicam que o motorista, o sanfoneiro, a dançarina e a cantora estavam em um carro, retornando de Lapão, a 11 quilômetros de Irecê, quando o veículo foi atingido por uma série de tiros dados por policiais militares que seguiam o carro.

A banda tinha feito o último show das festas juninas no dia 30 de junho, em Jacobina, ao norte da Bahia. Gabriela Amorim chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital Regional de Irecê, mas morreu. Ela deixa um filho de seis anos. 

Categorias
Destaque2 Destaque3

Corpo de Ricardo Boechat é velado hoje em cerimônia reservada

Após acidente aéreo que vitimou Ricardo Boechat, na manhã dessa segunda-feira (11), o corpo do jornalista deve ser velado em cerimônia reservada a parentes e amigos próximos, segundo informações do Grupo Bandeirantes de Comunicação. O velório ocorre no Museu da Imagem e do Som (MIS), no bairro Jardim Europa – capital paulista, até às 14h.

O jornalista morreu na queda de um helicóptero na Rodovia Anhanguera, quando retornava de uma palestra em Campinas. O helicóptero caiu em cima de um caminhão no quilômetro 22 da Rodovia Anhanguera, sentido interior, com o Rodoanel, e acabou explodindo, vitimando Boechat e o piloto do transporte aéreo, Ronaldo Quatrucci. O motorista do caminhão conseguiu escapar com vida.

Segundo informações da Agência Brasil, a pedido do presidente Jair Bolsonaro, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, irá representá-lo no velório do jornalista. Bolsonaro disse que ele e Boechat eram amigos “há mais de 30 anos” e que apelidou o jornalista de “Jacaré”.

Boechat tinha 66 anos, era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e tinha uma coluna semanal na revista ISTOÉ.

Dono de um humor ácido, usava essa característica para noticiar fatos e criticar situações. O tom era frequente nos comentários de rádio, televisão e também na imprensa escrita. Autoridades dos três Poderes vieram a público para lamentar a morte do jornalista.

Boechat deixa mulher, cinco filhas e um filho.

Categorias
Policial Destaque2 Destaque3

Oito dos 12 policiais afastados na Tragédia de Milagres voltam às atividades

A comissão responsável pela investigação da morte de reféns na tentativa de assalto ao banco na cidade de Milagres chega a conclusão de que oito dos 12 policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), envolvidos na ação, não tiveram participação direta no enfrentamento.

Os oito agentes retornaram às atividades, de acordo com a Secretaria de Secretaria de Segurança Pública do Ceará, nesta segunda-feira (21). Os outros quatro policiais ainda permanecem afastados até a conclusão da investigação.

+ Relembre:

Camilo anuncia afastamento de policias envolvidos na tragédia de Milagres

O grupo foi retirado das funções em 10 de dezembro de 2018, ao participarem da operação para impedir que suspeitos atacassem duas agências bancárias em Milagres, na madrugada do dia 7 de dezembro.

Ao todo, 14 morreram na tragédia. Seis delas eram reféns, sendo cinco de uma mesma família. Os demais eram assaltantes.

+ Veja também:

Sexta sangrenta em Milagres, com 14 mortos, ganha manchetes nacionais e internacionais

Capitão Wagner defende policiais envolvidos em tragédia de Milagres

O correspondente do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), Welton Silva, tem mais informações sobre o assunto. Confira no player abaixo!



Categorias
Geral

Tsunami na Indonésia já deixa mais de 420 mortos

O balanço mais recente divulgado nesta terça-feira, 25, é de 429 mortos e 1.459 feridos, além dos desaparecidos, na tragédia em decorrência do tsunami desencadeado após erupção do vulcão Anak Krakatau, na região costeira da Indonésia.

tsunami, registrado há três dias, destruiu 882 casas, 73 hotéis, vilas e edifícios localizados no litoral. De acordo com o porta-voz da Agência Nacional de Gerenciamento de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, 16.082 pessoas foram deslocadas.

O desastre também destruiu um porto marítimo e 434 navios e embarcações nos distritos de Pandeglang e Serang mais atingidos na província de Banten, e nos distritos de Lampung Selatan, Panawaran e Tenggamus na província de Lampung.

Buscas

As buscas se estendem por terra e mar entre as ilhas de Java e Sumatra, já que muitas vítimas teriam sido arrastadas pelas ondas. “Os navios que procuram as vítimas já recuperaram vários corpos no mar”, disse Sutopo.

Mais de 2 mil soldados e policiais, além de pessoal do escritório de busca e salvamento e do escritório da agência de gestão de desastres participaram de uma operação de socorro emergencial.

Falhas

O porta-voz admitiu que falhas no sistema de alerta contribuíram para o agravamento da situação. “A ausência e o fracasso dos primeiros sistemas de alerta de tsunamiscontribuíram para as enormes baixas porque as pessoas não tiveram oportunidade de serem deslocadas.”

A agência de meteorologia e geofísica proibiu atividades nas áreas costeiras após o tsunami.

Em 26 de dezembro de 2004, um enorme tsunami desencadeado por um poderoso terremoto atingiu países ao longo do Oceano Índico, matando 226 mil pessoas, incluindo 170 mil na província de Aceh, na ponta norte da ilha de Sumatra, na Indonésia.

Vulcão

A área do vulcão Anak Krakatau está cercada de estâncias turísticas, uma zona industrial, uma movimentada faixa de navegação e algumas áreas residenciais. No sábado, ondas de 4 a 5 metros atingiram a costa.

Anak Krakatau é um dos 129 vulcões ativos na Indonésia, uma vasta nação de arquipélagos que abriga 17,5 mil ilhas, situada em uma zona propensa ao terremoto do chamado Anel de Fogo do Pacífico.

As informações são da Agência Brasil