Categorias
Sem categoria Cidade

Pesquisa feita por Universidade Americana com parceria da UFC, aponta o excesso de velocidade em rodovias de Fortaleza

Informações apuradas pela Universidade Johns Hopinks dos Estados Unidos, em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), mostram que as rodovias em Fortaleza estão cada vez mais perigosas. Dados afirmam que: A cada cinco motoristas, um ultrapassa da velocidade permitida. A negligência cometida por parte destes motoristas, preocupam as entidades locais de trânsito e principalmente a Prefeitura de Fortaleza, que já busca novas ações conscientizadoras para combater este problema.

Apesar dos novos equipamentos de monitoramento de velocidade espalhados nas principais rodovias de Fortaleza, os dados divulgados pelas universidades comprovam a insuficiência de uma fiscalização mais reforçada. Pensando nisso, a Prefeitura de Fortaleza vai continuar investindo em campanhas de conscientização a população, recursos de monitoramento, instalação de novos semáforos, agentes de trânsito, para que até o final do ano estes números diminuam, prevenindo o aumento de multas, por excesso de velocidade e também evitar um possível acidente.

Fonte: Redação

Categorias
Cidade Destaque2

Fique de olho nos desvios na CE-060. Instalação de viaduto sobre Anel Viário começa nesta sexta-feira (2)

A partir desta sexta-feira (2), os motoristas que passam pelas obras do Anel Viário, na instalação do viaduto no cruzamento com a CE-060 (Maracanaú), devem ganhar novas rotas. A meta é liberar em 60 dias o tráfego em linha reta no cruzamento (Fortaleza-Pacatuba e Caucaia-Eusébio). A parte do cruzamento será interditado, com fluxo colocado em pista simples e desvios sinalizados pelo Detran.

Desvios

Quem se desloca de Fortaleza para Caucaia ou Pacatuba vindo pela avenida Godofredo Maciel deve dobrar à direita na avenida Edson Magalhães e acessar a avenida de Contorno Oeste. Dali, o motorista que desejar seguir para Caucaia retoma a passagem pelo Anel Viário, já quem vai para o Interior atravessa a rodovia e pega a avenida Parque Norte 2 até a avenida do Contorno para entrar na CE-060.

O condutor que trafega de Pacatuba/Redenção para seguir até a Capital vai pela CE-060 até a rua Coronel Pedro Sampaio, pegando a Avenida Central da Pajuçara, depois um curto trecho do Anel Viário para fazer um retorno e em seguida continua na via até entrar na rua Novo Amanhecer. No local, há um semáforo para entrar na avenida Radialista João Ramos e chegar à rota central.

O sentido BR-116/Caucaia e o inverso continuam seguindo pelo Anel Viário. Já quem vai da BR-116 rumo à Maraponga deve dobrar na rua Novo Amanhecer, continuando a rota Pacatuba/Capital. Se o rumo for o Interior, a recomendação é dobrar à esquerda no semáforo com a avenida Parque Norte 1. A rota Caucaia/Maraponga é feita através de retorno no Anel Viário, conforme sinalizado no mapa.

Governo do Estado

(*) Informações do Governo do Estado.

Categorias
Cidade Cotidiano

Terceiro encontro do projeto sobre municipalização do trânsito acontece em Quixeramobim

Na próxima sexta-feira, 26 de julho, o município de Quixeramobim, localizado a 203 km da capital cearense, será sede do 3º Encontro Regional sobre o projeto “Municipaliza: uma campanha em defesa da saúde e da cidadania do Ceará”. O evento acontece das 8h30 às 13h, e conta com uma vasta programação, incluindo oficinas e palestras temáticas.

Desenvolvido pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Centro do Apoio Operacional da Cidadania (CAOCidadania), do Centro de Apoio Operacional da Defesa do Patrimônio Público, da Moralidade Administrativa (CAODPP) e do Núcleo das Promotorias da Cidadania do MPCE, conta também com a parceria da Aprece, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) e da Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDMCE).

Foram convidados para o encontro em Quixeramobim, 17 municípios do Ceará. São eles: Acopiara, Banabuiú, Canindé, Choró, Dep. Irapuan Pinheiro, Ibaretama, Ibicuitinga, Itatira, Madalena, Milhã, Mombaça, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, e Solonópole.

O projeto ainda vai passar, até o fim deste ano, pelos municípios de Cascavel, Limoeiro do Norte, São Benedito, Paracuru e Juazeiro do Norte.

“Municipaliza”

O projeto “Municipaliza”, tem como meta promover o processo de eficaz municipalização do trânsito no Ceará. A municipalização do trânsito não representa, por si só, a solução dos problemas da “insegurança” viária. Os números alarmantes relacionados ao trânsito requerem solução em múltiplas dimensões. Entretanto, municipalizar constitui um passo inicial e indispensável para o equacionamento dos assuntos relacionados ao trânsito.

Municipalizar o trânsito significa integrar o município ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT). Assim, as Prefeituras poderão gerir o trânsito da cidade de forma completa, assumindo a responsabilidade pela engenharia, fiscalização e educação de trânsito, dentre outras atribuições.

Acesse aqui o material de apoio para os Municpípios.

Veja aqui datas, municípios e programação de todos os eventos.

Mais informações por meio do email: [email protected] ou pelo site do MPCE.

Serviço:

Data:26/07/2019

Hora: 08h às 13h

Local: Escola de Ensino Médio em Tempo Integral Coronel Humberto Bezerra, Rodovia

do Algodão. Bairro Monteiro de Moraes. (Ponto de Referência: em frente à Praça dos Pilares).

Categorias
Cidade Destaque3

68% da população acredita que uso da cadeirinha para crianças merece destaque maior

Mais da metade da população (56%) rejeita a proposta do presidente Jair Bolsonaro de aumentar a pontuação máxima da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Segundo a pesquisa Datafolha, divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo, 41% das pessoas ouvidas concordam com a medida.

A pesquisa ouviu 2.006 pessoas com 18 anos ou mais, em 130 municípios brasileiros, entre os dias 4 e 5 de julho. De acordo com os dados divulgados, 41% dos brasileiros são a favor do aumento de 20 para 40 pontos máximos na CNH. 1% respondeu como indiferente e 3% não souberam responder.

Além de perguntar sobre o aumento no número de pontos, a pesquisa mediu a adesão das pessoas quanto ao afrouxamento da punição para quem transportar crianças de até 7 anos sem cadeirinha. Ao todo, 68% dos entrevistados reprovaram a media e 30% disseram ser favoráveis. 1% disse ser indiferente e 1% não soube responder.

De acordo com o projeto, a multa e a retenção do veículo seriam substituídas por uma advertência por escrito. Já a proposta que cancela a instalação de radares em rodovias federais teve rejeição de 67% dos entrevistados e apoio de 30%. Neste caso, 1% disse ser indiferente e 2% não souberam responder.

De acordo com a pesquisa, 41% dos entrevistados acreditam que as medidas para o trânsito apresentadas por Jair Bolsonaro farão com que o trânsito fique mais violento. Para 20%, os projetos tornarão o trânsito mais seguro e, para 36%, a situação não irá mudar. 3% não souberam responder.

(*) Informações do G1.

Categorias
Cidade Destaque3

De olho no prazo: licenciamento de veículos com placas terminadas em 5 vence nesta quarta (10)

Conforme o Calendário Anual de Licenciamento de veículos do Detran CE,a taxa de licenciamento dos veículos com placas terminadas em 5 vence nesta próxima quarta-feira (10).

Os proprietários podem emitir o boleto do licenciamento através do site do Detran ou ainda pelo aplicativo Detran CE que é gratuito e está disponível para download na APP Store e Google Play.

O boleto será gerado mediante a informação da placa e do número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

O valor da taxa de Licenciamento para motos é de R$127,82 e para outros veículos é de R$149,12. Caso haja multas vencidas, seus valores serão cobrados no boleto do licenciamento.

O pagamento deve ser feito na rede bancária credenciada, inclusive caixas eletrônicos: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica e Lotéricas.

Conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a falta de licenciamento anual é uma infração de trânsito que acarreta em multa e remoção do veículo.

Anexo: Governo

(*) Com informações da Assessoria.

Categorias
Cotidiano

Conselho Nacional de Trânsito apresenta novas normas que reduzem custo do emplacamento veicular

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) editou uma nova resolução, publicada no Diário Oficial da União de hoje, que barateia os custos com emplacamento dos veículos e aumenta a segurança das placas, dificultando a clonagem e falsificação. De acordo o documento, o novo modelo de Placas de Identificação Veicular (PIV) é exigido para veículos novos ou no caso dos veículos em circulação, quando houver mudança de município, ou ainda se a placa for furtada ou danificada.

De acordo com o ministro substituto da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, nenhum cidadão que tem um veículo com a placa cinza terá a obrigação de trocar para a nova placa. Pela resolução publicada hoje, a produção da nova placa passa a ser controlada por um sistema informatizado nacional, criado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em parceria com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), e terá um QR Code, que possibilita o rastreamento e dificulta a clonagem e falsificação das placas.

É uma placa inteligente, que permite que os agentes de trânsito, por meio de aplicativo de fiscalização do Denatran, verifiquem a regularidade da placa e identifiquem outras importantes informações do veículo, informou Sampaio.

O diretor do Departamento Nacional de Trânsito, Jerry Dias, explicou que a retirada da exigência de implantação da nova placa implica em economia para quem já utiliza a placa atual. De acordo com o órgão, hoje são realizadas cerca de 17 milhões de transferências de propriedade por ano sem mudança de município, que a regra anterior exigia que o cidadão obrigatoriamente substituísse as placas. Com a alteração aprovada pelo Contran, estima-se uma economia de aproximadamente R$ 3,4 bilhões ao consumidor final.

Além disso, o novo modelo da placa resolve, gradualmente, o problema da falta de combinação de caracteres para as placas do país, que está no seu limite. O novo modelo permitirá mais de 450 milhões de combinações. O Ceará e os outros estados que ainda não utilizam a nova placa estavam aguardando as definições do Contran para iniciar a implantação. Agora, os estados terão até o dia 31 de janeiro de 2020 para se adaptarem ao novo padrão.implantação de placas no padrão Mercosul em todo o território nacional até o dia 30 deste mês.

Categorias
Cotidiano

Internautas discordam de mudanças do Código de Trânsito Brasileiro Destaque

A enquete do Portal da Assembleia Legislativa veiculada entre os dias 10 e 17 de junho questionou aos internautas se concordam com as mudanças no Código de Trânsito Brasileiro para abrandar multas e pontuação na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de motoristas infratores.

A maioria (66,7%) dos participantes  discorda, afirmando que a flexibilização pode acarretar aumento de acidentes e vítimas no trânsito. Outros 33,3% avaliam que o cidadão brasileiro já tem maturidade para dirigir com responsabilidade.

Para o deputado Carlos Felipe (PCdoB), qualquer flexibilização nas leis e medidas do trânsito vai aumentar o número de acidentes e mortes nas vias.

“Vejo com muita preocupação esse tipo de medida que fragiliza as leis do trânsito no Brasil. Tivemos uma diminuição de mortes com a Lei Seca, trabalhos educacionais e demais medidas de rigor. Não podemos retroceder de ações que dão resultados”, afirma.

A flexibilização nas leis do trânsito não vai ajudar a preservar vidas ou ter uma mobilidade segura nas ruas, segundo o deputado Acrísio Sena (PT).

“É surreal a proposta de redução de pontos na carteira e demais mudanças que enfraquecem o Código de Trânsito. Já vivemos um caos nas vias, e essas medidas, se adotadas, vão apenas tirar mais vidas de motoristas e passageiros”, alerta.

O deputado Heitor Férrer (SD) também é contrário a medidas que esmoreçam as regras no trânsito.

“A proposta de abrandar multas vai fazer o cidadão ficar mais desleixado na direção. Nada que enfraqueça as leis nas ruas vai ser de valia para o motorista, ainda mais sendo propostas que pretendem proteger um infrator”, lamenta.

O professor do Departamento de Engenharia de Transportes da Universidade Federal do Ceará (UFC) Mário Ângelo de Azevedo enfatiza que qualquer enfraquecimento no Código de Trânsito é prejudicial para a sociedade, já que vai fazer com que aumentem os acidentes e mortes.

“As leis são feitas a partir de estudos e de dados. Se existe determinada regra, é para proteger os motoristas e pedestres”, afirma.

Mário Ângelo de Azevedo acrescenta ainda que tornar menos rígidas as leis é permitir que o cidadão ande desprotegido.

“Nós demoramos muito para instituir o Código de Trânsito Brasileiro. É uma loucura mexer nas leis para enfraquecê-las. Precisamos de medidas que venham a somar, e não prejudicar os cidadãos”, observa.

Categorias
Cotidiano Destaque1

Novas normas devem tornar a obtenção da carteira de motorista mais barata

Mudanças nas regras para obtenção da carteira de motorista promete reduzir o preço desembolsado pelos candidatos e o tempo de preparação antes do temido exame de direção. As novas normas, que entram em vigor em 90 dias, foram definidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e têm como objetivo, segundo o Ministério da Infraestrutura, desburocratizar o processo para os candidatos à carteira nacional de habilitação (CNH).

As principais alterações são o fim da obrigatoriedade do simulador de direção e a redução em 20% da carga horária mínima para a categoria mais comum, a B, que permite conduzir veículos de até oito lugares. As medidas dividem opiniões entre responsáveis por autoescolas, mas a previsão é de que o preço caia para os futuros condutores. O titular da pasta da Infraestrutura e presidente do Contran, ministro Tarcísio Gomes de Freitas, estima uma redução de até 15%.

Mudanças anunciadas pelo Contran

SIMULADORES DE TRÂNSITO
Como era
Candidatos deveriam fazer no mínimo cinco horas de preparação no simulador
Como fica
O uso do simulador de direção antes das aulas práticas de rua passa a ser facultativo
CARGA HORÁRIA (Categoria B)
Como era
Exigência do mínimo de 25 horas de aulas práticas
Como fica
A carga horária total mínima foi reduzida em 20%, para 20 horas
AULAS NOTURNAS (Categoria B)
Como era
Exigência mínima de cinco horas de aulas noturnas
Como fica
A carga horária mínima cai em 80%, para uma hora
CICLOMOTORES (até 50 cilindradas)
Como era
A carga horária de aulas era de 20 horas
Como fica
O mínimo exigido foi reduzido em 50%, para 10 horas
Categorias
Cotidiano

40% das crianças que morrem no trânsito no Brasil estão dentro de veículo

Números mais recentes do Datasus, plataforma de dados do Ministério da Saúde, mostram que do total de óbitos por acidentes de trânsito no Brasil envolvendo crianças menores de um ano a 9 anos de idade, 279 morreram por estarem dentro de veículos. Esse número significa que das crianças que morrem atualmente no trânsito brasileiro, 40% estavam na condição de ocupantes de veículos, sendo a principal forma de óbito desse público no País. Atropelamentos vêm na segunda colocação.

Um projeto de lei que altera pontos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), entregue pelo presidente Jair Bolsonaro à Câmara nessa terça-feira (4), prevê que motoristas flagrados sem a cadeirinha para crianças nos bancos traseiros deixem de ser multados, e recebam somente advertência.

A gerente executiva da ONG Criança Segura, Gabriela Guida, lembra que todo ano morrem aproximadamente 500 crianças em colisões de trânsito, sem considerar a crianças que são internadas, com as quais o SUS está gastando.

Categorias
Cidade Destaque1

Na contramão: PL endurece penalidade para motorista de transporte escolar sem autorização

Enquanto o Projeto de Lei enviado pelo presidente Jair Bolsonaro amplia a validade da carteira nacional de habilitação (CNH) de cinco para 10 anos, além de flexibilizar casos de infração, uma nova regra endurece a penalidade para quem dirige veículo de transporte escolar sem autorização específica. A infração passa a ser considerada gravíssima.

O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 109/2017, que segue para sanção presidencial, foi aprovado nessa terça-feira (4) no Plenário do Senado Federal. O texto altera o Código de Trânsito Brasileiro para tornar mais rígida a punição para quem fizer o transporte remunerado de pessoas ou bens sem a licença necessária para isso.

+ Projeto de Lei que amplia validade da carteira de habilitação será enviado hoje ao Congresso

Bate Papo

No Bate Papo Político desta quarta-feira (5), entre os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, o clima foi de consenso: Bolsonaro deixa prioridades de lado (como a reforma da Previdência) para adotar uma postura mais populista. Você pode conferir a análise completa no vídeo abaixo:

Transporte-pirata

Além de aumentar a penalidade para quem realiza transporte escolar não-autorizado, quem usa veículos particulares na modalidade de passeio como transporte pago – conhecido como “transporte-pirata”, perderá sete pontos na carteira de habilitação e será penalizado com multa gravíssima. As duas infrações estarão sujeitas a remoção do veículo (para depósito fixado pela autoridade de trânsito).

Segundo o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), autor do Projeto de Lei, o transporte irregular de escolares coloca em risco a vida dos estudantes. “O projeto endurece com aqueles que estão transportando ilegalmente pessoas e estudantes” – afirmou o relator. Anastasia fez questão de lembrar que o projeto não atinge aplicativos de transporte como Uber e 99 POP.