Categorias
Cidade Destaque3

Praia do futuro está totalmente imprópria para o banho, diz Semace

Os fortalezenses e/ou turistas que planejam aproveitar este final de semana nas praias da capital devem ficar atentos. Um dos principais pontos turísticos da cidade, a Praia do Futuro, que compreende um total de onze praias da zona leste, está totalmente imprópria para o banho conforme avaliação da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace).

A aparição de uma mancha de óleo na faixa de areia é a causa da reprovação de 10 dos 11 trechos analisados na região da Praia do Futuro, informou a Semace. Um mutirão de limpeza foi realizado pelo órgão naquela região.

Na zona centro, que inclui praias do Mucuripe, Meireles e de Iracema, a situação é mais favorável. Já na zona oeste, que vai do Centro à Barra do Ceará, das 10 praias analisadas, quatro estão em boas condições de banho.

Categorias
Economia

Governo e empresários planejam campanha para estimular economia

Com o objetivo de movimentar a economia e estimular o turismo interno e o varejo, o governo brasileiro está organizando uma campanha para tentar aquecer as vendas do comércio em setembro, um dos meses em que, tradicionalmente, o consumo em vários segmentos tende a ser menor.

Idealizada pelo governo federal, a chamada Semana do Brasil funcionará nos moldes do evento mundialmente conhecido como Black Friday (do inglês Sexta-feira Negra), uma ação promocional criada nos Estados Unidos, onde lojistas de todo o país se unem para, toda última sexta-feira de novembro, ou seja, um dia após o feriado de Ação de Graças, oferecer descontos em produtos, atraindo consumidores.

Segundo o Ministério do Turismo, a proposta do governo é engajar associações comerciais e entidades ligadas ao setor de turismo e serviços para oferecer produtos brasileiros a preços promocionais. A Semana do Brasil deve ocorrer entre os dias 6 e 15 de setembro, coincidindo com as comemorações da Independência do Brasil.

Mais de 100 empresários e representantes do governo federal se reuniram em São Paulo no início de agosto para discutir ações promocionais a serem desenvolvidas durante a Semana do Brasil. A forma de participação das empresas, entidades e órgãos públicos ainda está sendo definida. Entre as iniciativas discutidas está o lançamento, pelos Correios, de um selo alusivo ao evento, que deverá ser incluído no calendário nacional. Para estimular o turismo, a proposta prevê que empresas aéreas e o setor hoteleiro ofereçam passagens e hospedagem por preços mais baratos.

Em nota, o secretário nacional de Estruturação do Turismo, Robson Napier, disse que a campanha contribuirá para alavancar o turismo interno com opções atrativas em diversos serviços turísticos como promoções em diárias de hotéis, passagens aéreas, pacotes de viagens, restaurantes, dentre outras ações. “Estamos muito honrados em participar de uma campanha inédita como essa, incluindo o turismo em um projeto fundamental para fortalecer nossa economia”, destacou Napier.

Também em nota, o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wanjgarten, destacou que a iniciativa visa a resgatar e fortalecer a autoestima do brasileiro. “O presidente [Jair] Bolsonaro quer um momento de valorização do Brasil, de resgate do patriotismo do cidadão, com o maior número de entidades participando do movimento. De um lado, o governo federal vai apoiar a realização e a divulgação da Semana do Brasil. Do outro, a iniciativa privada aproveita o momento para estimular o mercado e atrair consumidores durante o período com promoções especiais, descontos exclusivos, produtos e serviços temáticos, ambientação de espaços físicos e virtuais e muito mais.”

Categorias
Interior

Teleférico de Barbalha está em fase final de implantação

Idealizado para impulsionar o turismo no Cariri, o teleférico de Barbalha está em fase final de implantação, com 85% da obra executada. A próxima etapa é de adaptações da rede elétrica e testes com o maquinário. A previsão é que a entrega seja feita este ano.

O equipamento interligará um dos principais distritos da cidade, Vila do Caldas, ao Mirante do Cruzeiro, onde é possível contemplar o Vale do Rio Salamanca e o Centro Histórico de Barbalha, e ainda ter uma vista privilegiada da encosta da Chapada do Araripe. Com capacidade para transportar até 660 pessoas por hora, o teleférico amplia possibilidades de ações voltadas para ecoturismo, educação e preservação ambiental na região. O investimento, do Governo do Estado, é de R$ 14 milhões.

“Nós estamos com todos os equipamentos do teleférico já no canteiro de obra, em processo de montagem. Todas as cadeirinhas, os cabos, os equipamentos elétricos estão na obra, aguardando apenas a ligação de energia que está sendo providenciada junto à Enel”, informa o diretor de Obras Especiais da Superintendência de Obras Públicas (SOP), Silvio Campos.

Os testes devem começar no fim do mês de agosto.

A parte relacionada a construção civil está em bom ritmo de andamento. “As duas estações, a inferior e a superior, estão com as estruturas metálicas prontas. Vão começar a receber o recobrimento. Isso já é uma etapa final dessas duas estações”, diz o diretor de Obras Especiais da SOP. A passarela no Mirante do Cruzeiro também está sendo instalada.

Também sob responsabilidade da SOP, o projeto do teleférico de Juazeiro do Norte, que vai facilitar o acesso dos romeiros à estátua de Padre Cícero, está na fase de cumprimento de demandas legais para que os serviços possam começar. Além da estrutura que levará cerca de mil passageiros por hora até a Colina do Horto, a obra contempla a urbanização do entorno.

“Juazeiro e Barbalha já são dois grandes polos de visitação do nosso Estado, então imagine quando esses teleféricos forem entregues e entrarem em funcionamento. Como a obra em Barbalha finaliza ainda este ano, já podemos esperar um movimento maior no município com a novidade”, comenta o diretor de Obras Especiais da SOP, Silvio Campos.

Categorias
Artigo

Em defesa do turismo rodoviário

O setor de turismo se utiliza de vários modais de transporte para acontecer. Dependendo dos destinos a serem alcançados, os percursos podem ser feitos por via aérea, terrestre, ferroviária e/ou marítima. Cada um com suas características próprias, desempenham um papel diferente, porém, complementar no mercado de viagens.

O transporte rodoviário de passageiros, seja intermunicipal, interestadual ou internacional, emprega quase 200 mil trabalhadores em cerca de 8 mil empresas no país atualmente. De acordo com o Ministério do Turismo, o Brasil conta com 1,72 milhão de quilômetros de rodovias. O transporte de passageiros pelas estradas brasileiras é composto por duas atividades econômicas diferentes: o serviço regular de linhas e o transporte sob regime de fretamento. Juntos, são responsáveis por quase 20% do PIB do transporte nacional, segundo dados do IBGE.

É importante destacar a relevância do turismo rodoviário para o desenvolvimento de destinos turísticos, principalmente para aqueles próximos aos grandes centros e que não são atendidos pelo transporte aéreo. Nesse caso, o turismo rodoviário é essencial para complementar as viagens. Com isso, a modalidade vem ajudando a desenvolver economicamente diversas cidades com potencial turístico pelo país, gerando renda e emprego nessas localidades. Com boas estradas e serviços rodoviários de qualidade, além de menos burocracia, certamente, estimularemos o turista nacional e internacional a viajar mais dentro do Brasil, conhecendo novos lugares e aumentando seu tempo de permanência no país.

Com relação às leis que regem o setor, é precisar ressaltar a necessidade de atualizar o decreto nº 2.521, de 1998, para permitir que sejam realizados embarques em ônibus fretados não apenas no destino de origem. Com essa liberação, sem dúvida, ficará mais fácil a formação de grupos de excursão e passeios.

Para estimular o turismo rodoviário também é preciso que as políticas relativas ao setor tenham continuidade e a legislação seja constantemente atualizada, além da necessidade de uma maior união e interação dos agentes envolvidos na sua cadeia produtiva. O que temos hoje são leis ultrapassadas e que dificultam o trabalho das empresas do setor, aumentando seus custos e inviabilizando investimentos.

Apenas para citar um caso emblemático, no feriado da Páscoa, a Avianca cancelou dois mil voos e as empresas de ônibus foram impedidas de transportar os passageiros, em função das exigências burocráticas relacionadas às normas de fretamento de veículos, entre elas a necessidade de uma prévia autorização ou licença da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT.

Por fim, estamos vivendo um momento de profundas mudanças, onde podemos finalmente vislumbrar a possibilidade de destravar e estimular o setor de turismo no Brasil. Não pode nos faltar empenho em mostrar ao poder público a importância de mais incentivos para que as opções de viagens rodoviárias possam se expandir no país e assim serem mais uma ferramenta do crescimento do turismo brasileiro.

Categorias
Política

Camilo Santana se reúne com representante do Banco de Desenvolvimento da América Latina para tratar de obras financiadas

Com objetivo de garantir e ampliar a infraestrutura para o desenvolvimento econômico e turístico do Ceará, o governador Camilo Santana participou na manhã desta terça-feira (18), em Brasília, de uma reunião com o representante do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) no Brasil, Jaime Holguín. Entre os assuntos que estiveram em pauta, foram tratados projetos importantes em andamento no estado e financiados pelo banco, parceiro do Governo do Ceará em algumas obras. O governador continua na capital federal, onde se reúne agora à tarde com o ministro da Cidadania, Osmar Terra.

Discutimos vários projetos que estão em andamento pela Secretaria de Turismo do Ceará, inclusive construção de estradas, projetos no Litoral Oeste. Estive acompanhado do secretário de Turismo Arialdo Pinho e foi uma reunião importante para que a gente pudesse definir estratégias atuais da nossa parceria e futuras também para o nosso estado, disse Camilo Santana durante seu bate-papo às terças-feiras com a população pelas redes sociais.

Durante o bate-papo, a situação das rodovias devido à quantidade de chuvas que ocorreram este ano no Ceará foi apresentada ao governador. Camilo comunicou que a operação para recuperar essas estradas vai ser intensificada nos próximos dias.

Próxima semana vou fazer o anúncio oficial de um grande pacote de recuperação das estradas no Ceará. Vamos começar pelas estradas mais turísticas e com maior fluxo de transporte. Já destinei R$ 150 milhões para esta ação. Estávamos só esperando acabar com as chuvas no Ceará, mas já havíamos começado por algumas estradas na região de Crateús. Vamos fazer agora uma ação mais rápida para garantir um fluxo de transporte adequado e seguro no Ceará, afirmou.

Com relação a segurança pública, o governador aproveitou para detalhar ações que foram importantes para chegar a esses resultados positivos que estão sendo registrados. Camilo destacou que o Ceará é o Estado com a maior redução de homicídios no Brasil nos primeiros cinco meses de 2019.

Vocês sabem do esforço que o Estado tem feito nos últimos anos. Nós contratamos mais de 10 mil homens para a segurança pública. O sistema de videomonitoramento e o Batalhão do Raio que nós implantamos em 50 cidades, fora Fortaleza. São 3.650 câmeras conectadas. Investimento em aeronaves, veículos, armamentos e toda a ação que o Estado realizou no mês de janeiro dentro do sistema prisional, que tem uma ligação muito forte com as facções criminosas.

Sobre a construção da estrada de Santo Antônio em Barbalha, Camilo informou que a intervenção deve começar em breve e que vai ser importante para o turismo religioso na região do Cariri. De acordo com o governador, a obra já foi licitada e funcionará como um santuário, com um museu para poder mostrar as tradições culturais e a festa do Pau da Bandeira, que é um dos maiores eventos culturais religiosos do Nordeste. O governador destacou que o estado tem em Juazeiro do Norte o Padre Cícero, a Nossa Senhora de Fátima no Crato, e agora terá também o Santo Antônio em Barbalha, para fechar o circuito turístico no Crajubar com três equipamentos importantes para atrair turistas para a região.

Ainda sobre o turismo religioso, o governador enfatizou que pretende entregar a obra do corredor religioso, em Canindé, antes da festa de São Francisco, em meados do segundo semestre.

 

Categorias
Cotidiano

Ceará é o terceiro estado do Brasil e o primeiro do Nordeste mais procurado pelos europeus

O Ceará recebeu 44,9 mil turistas europeus durante os quatro primeiros meses deste ano. O número representa um crescimento de 65,8% em comparação com o mesmo período do ano passado. Se for considerado apenas os turistas europeus, o Ceará fica atrás apenas de São Paulo e do Rio de Janeiro, sendo a terceira maior porta de entrada de visitantes da Europa. Com esse índice, o Ceará fica em primeiro lugar no ranking de turistas internacionais deste ano no Nordeste.

De acordo com o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, o índice reforça o bom momento do turismo no Estado, que está crescendo mais que a média do País. O objetivo do governo estadual é garantir as novas frequências internacionais para que os índices só aumentem e tragam impacto na economia e desenvolvimento do Estado.

Atualmente, a França é o maior mercado internacional do Ceará. A Itália aparece em segundo lugar, seguida pela Alemanha, Argentina, Portugal e Holanda na sexta colocação. Fora da Europa, o Ceará recebe ainda visitantes dos Estados Unidos, Colômbia, Cabo Verde e Canadá. A renda per capita do turista estrangeiro é de R$ 5,1 mil e a permanência média é de dez dias.

Categorias
Política Estadual

Audiência debate impacto do turismo de evento na economia do Estado

A Comissão de Indústria e Comércio, Turismo e Serviço da Assembleia legislativa realiza na próxima segunda-feira (03), uma audiência pública para apresentar o relatório sobre a pesquisa de impacto de turismo de eventos na economia do Estado. O evento será no Complexo de Comissões Técnicas, às 14h, e foi proposto pelo deputado Sérgio Aguiar (PDT).
A pesquisa foi desenvolvida pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio), em parceria com a Universidade de Fortaleza (Unifor) e a Fundação Visite Ceará. O objetivo do estudo é produzir uma análise sobre o impacto econômico dos eventos em Fortaleza por meio do gasto per capita, além de analisar os serviços turísticos e de infraestrutura. O levantamento foi realizado de abril a novembro de 2018.

O deputado Sérgio Aguiar destaca a importância da apresentação dos dados na Assembleia Legislativa para que a Casa possa dar sua colaboração na implementação de ações direcionadas ao desenvolvimento do Estado. O parlamentar pontua que o mercado de eventos no Brasil é um setor que vem tendo um considerável crescimento e desenvolvimento.

Podemos encontrar vários estudos que apresentam o turismo de negócios como segmento gerador de desenvolvimento econômico capaz de preencher os vazios de sazonalidade turística, afirma.

O relatório da  pesquisa será apresentado por representantes das instituições envolvidas no projeto. Entre os convidados para o debate estão o secretário de Turismo de Fortaleza, Alexandre Pereira, a diretora do Sindieventos, Circejane Teles, e a presidente da Convention & Visitors Bureau, Ivana Bezerra Rangel.

Categorias
Nacional

Ministério investirá R$ 200 milhões para impulsionar turismo no país. Nordeste é destaque

Com investimento inicial previsto de R$ 200 milhões e a meta de impulsionar o turismo e gerar empregos em rotas estratégicas, o Ministério do Turismo lança hoje (28) o programa Investe Turismo. As ações chegam primeiro a 158 municípios das cinco regiões do país. A ideia é trazer competitividade a 30 rotas turísticas estratégicas.

O programa vai buscar parceria entre as iniciativas pública e privada para ampliar a qualidade e competitividade do setor de turismo. A iniciativa é uma parceria entre ministério, Sebrae e Embratur.

Foto: Reprodução.

Os 158 municípios que integram o primeiro grupo do programa serão alvo de um pacote de ações de investimentos, incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, marketing e qualificação voltados para o setor de turismo.

As ações nas rotas selecionadas devem ser organizadas em quatro linhas, que são o fortalecimento da governança, por meio de agenda estratégica entre o setor público e privado; a melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco nas micro e pequenas empresas; marketing e apoio à comercialização; e a atração de investimentos e o apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento.

O Investe Turismo quer levar os gestores públicos a dialogarem com lideranças empresariais para construir uma agenda integrada. Entre as medidas práticas propostas estão parcerias para melhorar e ampliar a cobertura de internet em destinos estratégicos, a elaboração de cartilha para investidores com o passo a passo para implantar empreendimentos turísticos, além de seminários em cada uma das rotas turísticas estratégicas.

A cerimônia de lançamento do programa está marcada para as 15h de hoje, em Brasília.

Rotas estratégicas

Na região Norte, vão participar do programa 18 municípios com sete rotas estratégicas, entre elas Manaus e Polo Amazônico (AM), Belém, Ilha do Marajó, Santarém e Alter do Chão (PA), Palmas e Jalapão (TO), Boa Vista e Monte Roraima (RR) e Macapá (AP).

No Nordeste, serão 56 municípios e 10 rotas, incluindo Maceió e Costa dos Corais (AL), Aracaju e Cânions do São Francisco (SE), Teresina e Serra da Capivara (PI) e Fernando de Noronha (PE).

No Sul, 35 municípios terão quatro rotas que são Porto Alegre e Serra Gaúcha (RS), Porto Alegre e Missões (RS), Corredor do Iguaçu (PR), e Serra-Mar Catarinense (SC).

No Sudeste, são mais de 30 municípios com cinco rotas: Vitória e Montanhas Capixabas (ES), Belo Horizonte e Cidades Históricas de Minas (MG), Rio de Janeiro Imperial (RJ), Costa do Sol – Região dos Lagos (RJ), São Paulo e Litoral Norte (SP).

No Centro-Oeste, 18 municípios e quatro rotas turísticas: Brasília e Chapada dos Veadeiros (DF e GO), Goiânia, Pirenópolis e Goiás (GO), Pantanal Norte e Chapada dos Guimarães (MT), Rota Pantanal Sul e Bonito (MS).

Categorias
Estadual Economia

Pesquisa do IBGE mostra que o Ceará tem o melhor volume de atividades turísticas do Brasil

O Ceará registrou o melhor índice de volume das atividades turísticas do Brasil. De acordo com a última Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE, o índice do Ceará cresceu 10% no acumulado dos últimos 12 meses, enquanto o do Brasil cresceu 3,3% no mesmo período. O Ceará já havia sido o estado com melhor resultado no acumulado de 2018 e vem mantendo a liderança nos três primeiros meses deste ano. A pesquisa foi divulgada nessa terça-feira (14).

De acordo com o secretário do turismo do estado, Arialdo Pinho, os números são reflexo do aumento de conexões e investimentos em publicidade e ações que promovem o Ceará. A expectativa é que o volume das atividades turísticas cresça ao longo deste ano.

Dados da pesquisa do IBGE, mostram que atrás do Ceará aparecem os estados de São Paulo, Espírito Santo, Pernambuco, Goiás, Santa Catarina e o Distrito Federal. A pesquisa é referente ao mês de março de 2019 e ao acumulado de 2018.

Categorias
Carlos Alberto Alencar Destaque2

Turismo e Segurança Pública: está tão bom quanto o Governo afirma?

As estatísticas oficiais do Turismo no Ceará são muito semelhantes as da segurança publica: o Governo anuncia índices positivos em ambas as áreas, já na pratica o que se mostra é completamente diferente.

O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), desta segunda-feira (22), pelo economista, Carlos Alberto Alencar. O comentarista relata que na Segurança Pública, todos os meses o Governo anuncia uma redução da violência de homicídios, assaltos e crimes em geral.

Alencar destaque também, que no setor do Turismo não tem nada de diferente do que se mostra na Segurança Pública. Através da pratica e da presença do Estado e do poder público em geral, o turismo do Estado do Ceará vem buscando e atuando para melhorar a cada dia.

Confira a análise completa clicando no player abaixo: