Categorias
Cidade Destaque3

AMC e Detran implementam novo protocolo para acidentes sem vítima a partir desta segunda-feira

Começa a valer a partir desta segunda-feira (2), um novo protocolo de atendimento a acidentes sem vítima em Fortaleza. A fim de garantir segurança e fluidez às vias, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) orientam que os condutores de veículos envolvidos em colisões com apenas danos materiais retirem-se imediatamente do local.

Após a colisão, os proprietários devem registrar o ocorrido por meio do aplicativo AMC Móvel, exceto no caso em que houver crime de trânsito ou o veículo estiver impossibilidade de sair do local. Ao invés de ficar aguardando a presença dos agentes de trânsito ou da perícia, a indicação é retirar o veículo do local, baixar a plataforma e acessar o menu Bateu (Boletim de Acidente de Trânsito Eletrônico Unificado de Fortaleza).

Os dados lançados pelo aplicativo são analisados por técnicos do órgão que avaliam sua consistência e liberam sua impressão no site (centralamc.com.br) em até cinco dias úteis, podendo ser usado pela seguradora e usado como prova em ações judiciais. Quem desejar registrar o acidente posteriormente deve fazer em um prazo de até 30 dias após a colisão no mesmo endereço eletrônico com a possibilidade também de inclusão de fotos como no aplicativo. Outra forma de registro é procurar a delegacia mais próxima ao local do acidente e registrar um Boletim de Ocorrência.

Passo a passo:

1) Baixe o aplicativo através da Google Play ou App Store;
2) Faça o cadastro;
3) Anexe as imagens necessárias;
4) Desobstrua a via;
5) Preencha as informações necessárias quanto aos dados do veículo, do condutor e breve relato
da ocorrência.

Categorias
Ceará Destaque2

Índice de roubo de veículos cai 48% no primeiro semestre de 2019 no Ceará

Dados compilados pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança PúblicA (Supesp) mostram que  o Ceará registrou queda de 48% nos roubos de veículos durante o primeiro semestre de 2019, no qual foram registrados 2.609 ocorrências. No mesmo período do ano passado, 5.042 automóveis tinham sido roubados.

Este é o 25° mês seguido em que se registra redução nos Crimes Violentos Contra o Patrimônio  (CVPs). Conforme a SSPDS, o progresso nos índices vem acompanhado de reduções nos seis primeiros meses de 2019. O mês de junho teve 454 furtos contra 768 em 2018, em maio a quantidade também caiu de 860 para 429 e em abril já havia diminuído de 816 para 472 casos em comparação com o anoa passado.

No acumulado de janeiro a junho de 2019, a redução CVP 1, no qual abrange roubos a pessoa, de documentos e outros, foi de 22,9% em comparação ao mesmo período em 2018. Foram registradas 28.080 ocorrências desse tipo no ano passado, contra 21.643 nesse ano, contabilizando 6.437 roubos a menos.

Categorias
Política Estadual

Veículos de fretamento e turismo são tema de audiência nesta segunda-feira

A situação dos proprietários de veículos de fretamento e turismo é tema de audiência pública nesta segunda-feira (1) na Assembleia Legislativa do Ceará. O debate atende requerimento do deputado Delegado Cavalcante (PSL), que afirma que os proprietários também reclamam da regulamentação promovida, via decreto, pela Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce), “cujo teor ainda não foi publicizado”.
Segundo Cavalcante, a categoria passa por problemas em vários aspectos. Ele acrescenta que os custos para o cidadão trabalhar na área chega a R$ 5 mil, antes de estabelecer qualquer ganho.
Os proprietários desses veículos reclamam das taxas para licenciar o fretamento no Ceará, em torno de R$ 1,100,00, o seguro contra terceiros que passa de R$ 2,500,00, mesmo já pagando o DPVAT; o IPVA fica em torno de R$ 1,000,00, a vistoria R$ 700,00 e o emplacamento é mais ou menos R$ 300,00 — informou.

A audiência é promovida pela Comissão de Viação, Transporte e Desenvolvimento Urbano (CVTDU), da Casa, e terá início a partir das 14h30. Representantes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), da Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) e do Ministério Público do Ceará (MPCE) foram convidados e devem comparecer à audiência.

Categorias
Cidade

Scania comemora marca de 20 mil veículos conectados no Brasil

A Scania atinge a marca de 20 mil veículos conectados no Brasil, desde o lançamento do serviço em janeiro de 2017. A projeção da fabricante é atingir 28 mil até o fim de 2019. Ao redor do planeta, a Scania possui 400 mil veículos comerciais conectados que geram dados usados para melhorias nas operações de transporte dos clientes.

“Toda esta inteligência de dados nos proporcionam resultados práticos fantásticos. Conseguimos ir bem no detalhe da operação do cliente para economizar combustível e diminuir emissões de poluentes, aumentar a rentabilidade e disponibilidade da frota, além de ajudar a melhorar a condução do motorista e diminuir os acidentes”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil. “A conectividade criou uma nova gestão para quem atua no setor de transportes e a sobrevivência no mercado passa por tirar o máximo de proveito da análise qualitativa dos dados da viagem.”

Nos Serviços Conectados Scania os dados são enviados por um módulo (Communicator), instalado nos veículos desde maio de 2016; para veículos a partir de 2012 é possível também instalar, mas com um custo. São duas opções de pacotes (Análise e Desempenho). O Análise, gratuito por 10 anos, gera relatórios semanais e mensais. O Desempenho, de custo muito competitivo, permite um acompanhamento em tempo real do veículo e do motorista, individualmente, e tem o retorno imediato do investimento.

“Estamos comemorando bastante esta marca de 20 mil veículos conectados no Brasil. Não se trata apenas de um número, mas do quanto estamos interferindo positivamente na redução de custos dos clientes, sejam pequenos, médios ou grandes clientes”, diz Fábio Souza, diretor de Serviços da Scania no Brasil.

“O mais interessante é que são 7 mil veículos com o pacote Desempenho, que representam cerca de 35% dos 20 mil. Ou seja, o cliente está investindo porque enxerga um benefício. Ele vê na prática o quanto pode diminuir de custos com diesel, desgaste de pneus e lonas, manutenção e, desta forma, aumentar a vida últil da composição”, completa Souza. De acordo com o diretor, os 7 mil veículos com o pacote Desempenho colocam a Scania Brasil em quarto lugar no ranking mundial entre todos os mais de 100 países onde a fabricante atua.

Dos 7 mil, são 6.700 caminhões e 300 ônibus. Em junho de 2018, eram menos de 10 mil conectados e apenas 766 veículos com o pacote mais completo. “A opção do Desempenho pulou de 8% do total para os 35% deste momento. É um sucesso absoluto. A rede de concessionárias Scania pode demonstrar ao cliente todas as vantagens dos Serviços Conectados, inclusive com projeções reais com base no dia a dia de rodagem da frota.”

Número atingido também comprova outra tendência

A Scania lançou no Brasil, em outubro de 2018, sua Nova Geração de caminhões, que elevou ainda mais os benefícios da conectividade por meio dos serviços. “Para quem tem o veículo da geração anterior e está adquirindo o lançamento estamos comprovando a importância da continuidade. Por outro lado, os novos clientes da marca já percebem claramente o salto de rentabilidade. A tendência de conectar o caminhão com o serviço pago só aumenta. Quanto mais tecnologia tiver o produto mais a conectivade irá contribuir. É a nova gestão sustentável do negócio”, salienta Souza.

A tendência se comprova pelos números. Dos quase 1.900 caminhões conectados da Nova Geração, cerca de 1.100 já têm o pacote Desempenho. São quase 60% do total. “A curva vai continuar subindo”, prevê Souza.

Na nova gestão dos transportes tudo passa pela conectividade

“Nenhum outro concorrente revolucionou tanto o mercado com soluções de serviços nos últimos anos como a Scania. Desde o Driver Services (treinamento), o Programa de Manutenção com Planos Flexíveis (16% na redução de custos e aumento de até 20% de disponibilidade), até a novidade mais recente, o PMS Fleet Care (para cada cliente é designado um gestor de frota para cuidar dos veículos). Tudo o que envolve produto e serviços na Nova Geração passa pela conectividade”, conclui Souza.

Categorias
Ceará Destaque3

Roubos de veículos no Ceará registram menor número em oito anos

Abril registra o menor número de roubo de veículos dos últimos oito anos, de acordo com a Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública do Estado do Ceará (Supesp). Este ano, o primeiro quadrimestre registrou 1.726 crimes. O número mais baixo foi registrado em 2011, com 1.274 delitos contra veículos automotores.

Os números positivos também foram contabilizados em cada um dos meses deste ano. Em abril, por exemplo, quando comparado com o mesmo período de 2018, a queda foi de 46%, indo de 816 para 442 casos. Já em 2018, foram registrados 3.414 registros, queda de 49% da quantidade de roubos a veículos se compararmos 2018 e 2019.

Categorias
Policial Destaque2 Destaque3

Secretário André Costa divulga balanço de roubos e furtos de veículos em 2018

O secretário de Segurança, André Costa, divulgou, neste sábado (2), uma queda de 16,3% no número de roubos e furtos a veículos no Estado, em 2018. Segundo o secretário, só na Capital, a redução foi de 22,93%. O anúncio foi feito pelas redes sociais do secretário.

Conforme a publicação do secretário, 13.503 veículos foram roubados ou furtados no Estado, no ano passado. Destes, 12.475 automóveis foram recuperados, o que representa 92,4% do total. O número de veículos roubados também diminuiu, na Capital.

Isso certamente deverá impactar nos valores de seguros para a população. São números destacados diante do cenário nacional dessa problemática. Continuaremos firmes, trabalhando com tecnologia, inteligência e muita dedicação de nossos policiais nas ruas para quebrar a mobilidade do crime e dificultar a circulação de bandidos pelo Estado“, destacou o secretário.