Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O senador Tasso Jereissati (PSDB) reuniu-se, nesta tarde, 6, com a Presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias, Hilda Angélica Correia, e representantes da categoria de vários estados brasileiros. No seu gabinete, em Brasília, ele manifestou apoio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC), em tramitação no Senado, que garante um piso salarial nacional de dois salários mínimos aos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias.

“Com certeza, os agentes de saúde estão no coração de todos os brasileiros e de muitas crianças que hoje estão vivas graças a esse trabalho. Com certeza estaremos sempre juntos”, disse Tasso.

Em postagem nas redes sociais, o senador resgatou a história do Programa criado em seu primeiro governo no estado do Ceará, em 1987, e depois ampliado para os demais estados brasileiros.

“Em 1987, ao implantarmos o Programa Agentes Comunitários de Saúde no Ceará, tínhamos na Região Nordeste uma das mais altas taxas de mortalidade infantil do mundo. Os Agentes Comunitários de saúde, verdadeiros anjos da guarda, foram responsáveis por uma das maiores reduções da história de mortalidade infantil a ponto de termos recebido prêmio ONU como o melhor programa do mundo de combate à mortalidade infantil”, relatou.

Ainda participaram do encontro Ana Chélia Ribeiro, Marinalva de Oliveira, Clenalton Brandão, Marina da Silva, Maria Lúcia de Santana e Josenilson Vicente, representantes da categoria de vários estados do país.

“Aqui é um momento de grande emoção em estar ao lado desse grande homem que mudou a história do país, não só do estado do Ceará. Iniciou lá, mas se difundiu em todos os municípios. Estar ao se lado, é sempre uma grande honra”, disse Hilda Angélica ao agradecer o apoio do senador Tasso Jereissati.

(*) com informações da assessoria do senador Tasso Jereissati

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp