Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará é o primeiro órgão público estadual a instalar um sistema de energia fotovoltaico. São 112 painéis solares, de 270 Watts (Sunlight) cada, fixados na sede do TCE Ceará, no centro de Fortaleza. Com a instalação desses equipamentos, o TCE, que utiliza 139.134 kwh/mês, reduzirá o seu consumo em 3,5%, permitindo uma economia de R$ 3,2 mil/mês. A potência de geração da usina é de 25,75 KWp (quilowatts pico).

Além de compensar parte da eletricidade que consome através de geração própria, a energia elétrica gerada pelo sistema solar fotovoltaico no prédio do TCE Ceará evitará a emissão de 24 toneladas de dióxido de carbono (CO2) por ano na atmosfera. Considerando a vida útil do sistema, superior a 25 anos, um total de 600 toneladas de CO2 deixarão de ser emitidas.

Todos os dados sobre o sistema de geração de energia, potência gerada, a redução na emissão de CO2 poderão ser monitorados online pelo Tribunal. De acordo com o presidente do TCE Ceará, Edilberto Pontes, a adoção de energia limpa e renovável no Tribunal é uma ação significativa.

A expectativa é de que o órgão passe a funcionar com maiores proporções de energia renovável ao longo deste ano. Na expansão do sistema, estima-se que seja gerada energia excedente, possibilitando uma entrega à distribuidora de energia local. O valor do investimento, realizado juntamente com a empresa cearense Fênix Solar, gira em torno de R$ 195 mil.

Com TCE/CE