Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governo Temer fechou acordo com o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), para começar a votar a proposta de reforma da Previdência no dia 18 de dezembro. A decisão foi tomada em reunião no Palácio do Planalto, entre o presidente Michel Temer e Maia. Até lá o governo luta contra o tempo para convencer de 30 a 50 deputados a apoiarem a proposta.

Rodrigo Maia tem alertado que colocar a reforma em pauta com uma expectativa de derrota pode fazer com que ela tenha menos de 200 votos. Ele entende que a base não está querendo votar, e é legítimo. Observa que se a expectativa for de derrota, o governo deve perder de 50 a 80 votos.