Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O pronunciamento do deputado Leonardo Araújo (MDB) não se limitou à citação sobre possível desvio de conduta contra o presidente da Executiva Regional do PSD, Domingos Filho, mas envolveu, também, além do deputado federal Domingos Neto, a deputada estadual Patrícia Aguiar. Segundo Leonardo, Patrícia é delatada por comandar uma fábrica de notícias falsas.

Leonardo Araújo disse que quatro servidores do gabinete de Patrícia Aguiar já prestaram depoimentos à polícia sobre o inquérito das fake news distribuídas pelas redes sociais e foram indiciados pelo cometimento de possíveis crimes. Leonardo afirmou que a própria Patrícia, antes de uma reunião com a sua esposa, Ana Paula, no dia 29 de julho, para uma suposta tentativa de selar a paz entre ambos (Leonardo e Domingos), prestou depoimento sobre o inquérito que apura as notícias falsas. O almoço, segundo Leonardo, não era para fazer acordo de paz, mas sim para ameaças veladas intimidá-lo.

‘’Há uma delação premiada, onde a deputada (Patrícia), que o esposo (Domingos Filho) me representou nesta Assembleia, que é delatada…..é delatada como membro organizadora de uma fábrica de fake News. E os quatro assessores indiciados estão no gabinete da deputada Patrícia’’, revelou Leonardo Araújo, encontrando, entre os parlamentares presentes ao Plenário da Assembleia Legislativa, um semblante de surpresa e estarrecimento.

Leonardo ainda revelou o contexto em que soube do depoimento de Patrícia:

‘’e, pasmem, quando ela convidou a minha esposa, no dia 29, para um almoço, segundo ela, para tentar fazer um acordo de paz, mas, na realidade, para fazer uma ameaça velada para chegar a mim, para tentar me desequilibrar, mas não vai conseguir, a deputada deu depoimento nesse processo, acompanhada do advogado Cássio Felipe, que era do TRE-CE’’.

Ao final do pronunciamento de Leonardo Araújo, a deputada estadual Patrícia Aguiar pediu à Mesa Diretora direito de resposta por sentir atacada e agredida. O apelo foi atendido pelo presidente da Mesa Diretora, José Sarto (PDT), como você pode acompanhar em matéria deste site.

LEIA MAIS

+ Com voz embargada e nervosa, Patrícia classifica acusações de Leonardo como criminosas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp