Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli acatou o pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e suspendeu a decisão individual do ministro Marco Aurélio de Mello que reverteu a prisão em segunda instância

A decisão do ministro Marco Aurélio Mello ocorreu na véspera do recesso do Judiciário e durou apenas cinco horas, antes da reversão do presidente do STF. Mello atendeu um pedido do PCdoB.

Caso fosse mantida, a decisão do ministro abria caminho para a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – preso e condenado no âmbito da Operação Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá e milhares de outros presos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp