Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O ministro Dias Toffoli, o sétimo ministro a votar no julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, acolheu parcialmente o pedido para livrar petista da prisão da Lava Jato. Votaram contra cinco ministros. Faltam votar outros quatro: Lewandowski, Marco Aurélio, Celso de Mello e Cármen Lúcia.

Para Toffoli, o petista poderia recorrer até o Superior Tribunal de Justiça, em liberdade, contra a sentença de 12 anos e um mês de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva na Operação Lava Jato.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp