Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

De acordo com o Sindiônibus, o sistema de transporte complementar da capital terá novas formas de pagamento até o fim deste ano. Além de dinheiro, os usuários poderão embarcar pagando o bilhete por meio de cartão de crédito e débito; ou ainda programas de milhagem e criptomoedas, como por exemplo o bitcoin.

Veja como irá funcionar:

Com os cartões de crédito e débito, os passageiros poderão fazer o pagamento por através do método de aproximação. Logo após, os passageiros receberão uma confirmação no celular para liberar a catraca.

Já para quem vai usar programas de milhagem ou realizar o pagamento por meio de criptomoedas, os clientes também usarão o smartphone para concluir o pagamento. Por meio de um aplicativo, será gerado um QR Code após a confirmação do pagamento, que será reconhecido em um aparelho do transporte.

A Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará defende que o pagamento exclusivo por meio do vale-eletrônico seria uma forma de monopólio das transações feitas no sistema de transportes.

Essa é uma forma de desburocratizar, até de trazer mais usuário para o transporte. Esperamos um fluxo maior de pessoas, a gente vai facilitar para o usuário, explica Carlos Robério Sampaio, diretor financeiro da Cootraps.