Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O fechamento de vagas de trabalho no setor do transporte tem como consequência a perda do emprego de centenas de cearenses, entre os milhares de brasileiros, que atuação no transporte de cargas no país. Apenas no mês de maio deste ano, 20.852 vagas de trabalho com carteira assinada foram fechadas no setor.

De acordo com os dados divulgados na nova edição do boletim Economia em Foco, divulgado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), nesta sexta-feira (3), esse é o quarto pior saldo da série histórica para o setor. A maior perda foi registrada nos segmentos de transporte rodoviário de passageiros, com 12.342 (59,2%) vagas fechadas, e de cargas, com 7.955 (38,1%) empregos formais perdidos.

Os números consideram o saldo entre admissões e demissões formais que ocorreram no período, de acordo com o Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério da Economia. De março a maio de 2020, foram perdidos foi de 56.117 postos — valor próximo das 60.541 vagas que a atividade transportadora perdeu ao longo de um ano completo de recessão econômica no país, em 2015.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp