Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Menos de 24 horas após o Ministério do Desenvolvimento Regional oficializar a liberação das águas da Transposição do Rio São Francisco, com a abertura das comportas do Reservatório Jati, na cidade de Jati, na Região do Cariri, um inesperado rompimento de tubulação gera preocupação entre técnicos da Secretário de Recursos Hídricos do Estado.

Os técnicos do Ministério da Integração Regional acompanham a situação, mas a pasta antecipou que há risco para a infraestrutura da barragem, nem para as áreas próximas onde fica localizado um dos mais importantes reservatórios de sustentação da transposição.

A abertura das comportas do Reservatório Jati é uma das principais etapas para liberação das águas da Transposição do Rio São Francisco para canalizar o

Cinturão das Águas e grades barragens que abastecem municípios do Interior do Estado e da Grande Fortaleza.

As águas que saem da barragem Jati irão alimentar o Castanhão, que é usado para abastecer o consumo industrial e populacional da Grande Fortaleza.

Confira a nota divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional:

NOTA À IMPRENSA

Sobre o vazamento em um dos condutos da Barragem de Jati (CE), no Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) informa:

1) Equipes técnicas da Pasta estão atuando desde o início da ocorrência para garantir os reparos necessários à estrutura que conduz as águas do Rio São Francisco apenas pelo Eixo Norte.

2) De acordo com as avaliações de engenheiros no local, não há riscos à infraestrutura da barragem nem a regiões no entorno.

3) A Defesa Civil do município de Jati também esteve no local e confirmou a integridade da estrutura e que não há riscos à população.

4) O volume de água no vazamento atingiu a rede elétrica que atende o empreendimento e, por isso, foi preciso instalar um gerador para garantir o fechamento da comporta.

5) A previsão é de que os serviços de fechamento das comportas sejam concluídos em até duas horas.

6) Os testes operacionais no Cinturão das Águas do Ceará (CAC) serão mantidos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp