Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará realizou na manhã desta terça-feira, 5/12, a instalação de mais 4 zonas eleitorais em Fortaleza. A cerimônia aconteceu no auditório do Fórum Eleitoral Péricles Ribeiro, na Praia de Iracema. Compuseram a mesa solene a presidente do TRE-CE, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira; o vice-presidente e corregedor regional eleitoral, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo; a desembargadora do TJ-CE, Vera Lúcia Correia Lima; os juízes do TRE, Francisco Eduardo Scorsafava, Cássio Goes Pacheco e Roberto Viana, bem como o juiz diretor do Fórum Eleitoral, Jaime Medeiros e o promotor da 80ª Zona Eleitoral, José Francisco Oliveira Filho.

O Coral Vozes da Justiça, composto por servidores da Justiça Eleitoral, Federal e do Trabalho, executou o Hino Nacional e outras duas canções. Participaram ainda da cerimônia promotores eleitorais, secretários do TRE, chefes de cartório e servidores.

Após, a desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira destacou os impactos do rezoneamento. “O objetivo maior do Tribunal Superior Eleitoral, em todos os estados da federação, é a redução de gastos. Por isso, diminuímos o quantitativo de zonas de 123 para 109. Isso implicará na contenção de despesas na ordem de um milhão e oitocentos mil reais por ano da Justiça Eleitoral no Ceará”.

A presidente do TRE-CE disse ainda que “o remanejamento das 4 zonas para a capital era uma reivindicação também dos juízes que, para os atos preparatórios e também no dia das eleições, sentiam mais dificuldade, principalmente nas localidades mais distantes. Esse trabalho, que antes era realizado por 13 zonas, será executado por 17. Hoje estou muito feliz por estar instalando essas 4 zonas eleitorais em Fortaleza”

No final da solenidade, a desembargadora convidou os presentes para conhecerem as instalações dos cartórios eleitorais, acompanhada dos juízes que assumiram as titularidades das novas zonas. São eles:

– 80ª Zona Eleitoral: Maria de Fátima Rosa Mendonça

– 85ª Zona Eleitoral: Alda Maria Holanda Leite

– 93ª Zona Eleitoral: Roberto Ferreira Facundo

– 95ª Zona Eleitoral: Adriana da Cruz Dantas

Título eleitoral pós-rezoneamento

O TRE reforça que o título antigo não precisará ser trocado para as eleições, nem na capital nem no interior. “O eleitor continuará votando no mesmo lugar, sem necessidade de se deslocar, em razão desta mudança. E no interior, não haverá nenhum prejuízo, apenas o resultado da eleição que será no município-sede. Já o atendimento será efetuado em postos instalados em todos os municípios que deixaram de ser sede de zona, com a presença de um servidor do quadro ou requisitado” ressaltou a desembargadora Nailde Pinheiro.

Quem já fez a biometria não precisará retornar ao posto de atendimento, e o eleitor que fizer o recadastramento biométrico ou procurar outro serviço eleitoral já sairá com o título com a numeração da nova zona.

Com informações do TRE