Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, em sessão realizada nesta quinta-feira, 1º, uma resolução que estabelece o registro impresso do voto nas eleições de 2018. Do total de 600 mil urnas eletrônicas, 30 mil – 5% do total – deverão ter impressora acoplada. Para evitar que o mecanismo seja usado como ‘comprovante’ de compra de voto, o eleitor não terá contato com o registro de papel.

De acordo com a minuta, a impressão tem como objetivo contabilizar os votos pela urna eletrônica e também confirmar ao eleitor a correspondência entre o voto exibido na tela e o registro impresso. Em caso de uma eventual perda do resultado da votação, o registro poderá auxiliar na recuperação das informações.

Com informações Estadão 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp