Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O Tribunal Superior Eleitoral indeferiu o pedido de Cabo Daciolo para que pudesse participar do debate da TV Globo, que acontece nesta quinta-feira (4). O ministro Carlos Horbach considerou que um dos cinco congressistas do partido não foi eleito originalmente pela legenda.
“No caso dos autos, um dos cinco atuais parlamentares filiados ao partido autor é suplente, que se encontra no exercício do mandato de deputado federal desde janeiro de 2017, não sendo, portanto, sua condição de mandatário resultante da eleição”, disse Horbach.
Pela Lei das Eleições, os debates devem contar com a presença de candidatos cujo partido tenha a representação de cinco parlamentares eleitos pela legenda no Congresso. Com informações da Folha de S.Paulo.