Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Apesar do corte na taxa básica (Selic), os juros cobrados pelos bancos no empréstimo pessoal tiveram leve queda em outubro e os do cheque especial permaneceram inalterados em relação a setembro, aponta levantamento do Procon-SP.

O jornalista Carlos Alberto Alencar comentou sobre o assunto em sua participação no Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior + Redes Sociais do Cearaagora) desta terça-feira (8).

Carlos Alberto informa que, para o cheque especial, a taxa média dos bancos pesquisados ficou em 12,76% ao mês em outubro, igual à de setembro. Para o jornalista a taxa média de juros para o cheque especial é “uma extorsão”.

Acompanhe a análise completa do jornalista Carlos Alberto Alencar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp