Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após a população lotar o Centro de Dermatologia Sanitária e Doenças Infecto-Contagiosas Lourival Gondim, principal ponto de vacinação contra a H1N1 em Juazeiro do Norte, os portões foram fechados e a imunização foi encerrada. Aproximadamente 500 pessoas foram ao centro na manhã dessa terça-feira, para tentar se vacinar mas o serviço foi interrompido devido a falta de vacinas disponíveis.

Nesta semana, o Município recebeu mais doses da vacina da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), que enviou à cidade o quantitativo de 8.800 doses. As vacinas que chegaram a Juazeiro do Norte são destinadas aos grupos prioritários que ainda não atingiram a meta de 90% estabelecida pelo Ministério da Saúde e também para a 2ª dose.

A prioridade para esse novo lote são crianças maiores de seis meses e menores de seis anos, idosos acima de 60 anos e gestantes, que ainda precisa atingir a meta de 90% de imunização. Professores, profissionais da saúde, policiais e pessoas que têm duas ou mais doenças também fazem parte do grupo prioritário, mas não vão ser vacinados agora.

De acordo com a coordenadora de imunização do Centro de Dermatologia, Márcia Rejane Rodrigues, a procura foi imensa desde o início da campa, mas os grupos não procuraram as unidades no período. Depois que aconteceram alguns casos de H1N1 na região a população ficou apavorada.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp