Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As obras do Veículo Leve sobre Trilhos – VLT, ramal Parangaba-Mucuripe, entre as estações Borges de Melo e Iate seguem, com vários pontos de trabalho. Nesse trecho, já foi iniciada a operação experimental, sem passageiros, entre as estações Borges de Melo e São João do Tauape. Na região da Estação Pontes Vieira, no bairro Dionísio Torres, vários serviços estão sendo realizados, como a instalação de uma passarela para pedestres, drenagem, finalização da própria estação e colocação das vias, por onde passarão o VLT. Ainda está prevista a urbanização do local com a construção de uma praça.

Para viabilizar o andamento dos trabalhos, a passagem de nível provisória, em acesso à Via Expressa, pela Rua Vicente Leite, será fechada. A mudança começa a valer nesta segunda-feira (26). Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) darão suporte operacional à intervenção, até que haja adaptação por parte dos motoristas.

Em virtude da medida, os veículos que trafegam pela Via Expressa, em direção às Avenidas Pontes Vieira e Virgílio Távora, terão que entrar à direita na alça do viaduto da Via Expressa sobre a Rua Prof. Aderbal Nunes Ferreira. O acesso local à Rua Vicente Leite, no trecho interditado, será garantido no cruzamento com a Av Pontes Vieira.

Entrega até o fim de 2018
Atualmente, o VLT Parangaba-Mucuripe já está em operação assistida, com transporte de passageiros, de forma gratuita, no trecho que liga as estações Parangaba e Borges de Melo. A operação acontece de 6h ao meio dia, de segunda a sexta-feira. As obras nesse trecho passam por ajustes finais. No trecho que corresponde à construção da passagem inferior da avenida Borges de Melo, as obras seguem com cerca de 90% dos serviços executados. A estimativa é concluir o trecho todo, da Parangaba ao Mucuripe, até o final de 2018.

O ramal Parangaba-Mucuripe terá 13,4 km, sendo 12 km em superfície e 1,4 km de trechos elevados. Ao todo, são dez estações: Parangaba, Montese, Vila União, Borges de Melo, São João do Tauape, Pontes Vieira, Antônio Sales, Papicu, Mucuripe e Iate.

O VLT irá promover a integração com outros modais de transporte. A estação Parangaba possibilitará a total integração à Linha Sul do Metrô de Fortaleza e ao terminal rodoviário do bairro. Já a estação Papicu se integrará à Linha Leste do Metrô e ao terminal rodoviário. A previsão de demanda potencial do modal é de 90 mil passageiros por dia.

Com informações do Governo do Estado